Quarta-feira , Setembro 20 2017
ÚLTIMAS
Home / MOTOS / Motor atraiçoa Mário Patrão no Dakar
Motor atraiçoa Mário Patrão no Dakar

Motor atraiçoa Mário Patrão no Dakar

Piloto português ocupava um brilhante 25.º posto a 30 quilómetros do final da sexta etapa, quando o motor da sua Suzuki cedeu

Mário Patrão foi hoje atraiçoado pela Suzuki na sexta etapa do Dakar 2015, numa altura em que seguia com o 25.º melhor tempo cronometrado da tirada e já no 30.º lugar da classificação geral absoluta. A 30 quilómetros do final da “especial” do dia, entre Antofagasta e Iquique, no Chile, o motor da Suzuki 450 Rally cedeu e afastou o piloto de Seia das aspirações que o colocaram à partida da 37.ª edição do Dakar, no dia 4 de Janeiro, em Buenos Aires.

A “especial” cronometrada reservada para o dia de hoje do Dakar 2015 compreendeu 318 quilómetros cronometrados, acabando Mário Patrão por efetuar os últimos trinta da tirada a reboque de um quad.

“Não sei que diga. A sorte não está mesmo do me lado nesta prova. Tanto ontem como hoje estava a fazer dias muito bons, ontem porque sofri uma queda, hoje porque ia numa ótima posição e decidido a subir na geral e já perto da meta o motor da minha mota cedeu. Tive de terminar o dia a reboque, um final infeliz. Estou em prova e isso é o mais importante, temos um dia de descanso pela frente, quero repor energias e concentrar-me numa segunda parte da prova melhor, já que vai ter de ser feita em grande recuperação, partindo de trás”, frisou o Patrão senense.

Dados os contratemos, Mário Patrão terminou a etapa com 2h37min de atraso para o vencedor, o português Hélder Rodrigues, ocupando agora o 47.º lugar da classificação geral provisória, estando por disputar sete etapas.

Amanhã é dia de descanso em Iquique.

 

Scroll To Top