Segunda-feira , Julho 16 2018
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / MRacing conquista mais um pódio, mas não consegue evitar o sabor agridoce
MRacing conquista mais um pódio,  mas não consegue evitar o sabor agridoce

MRacing conquista mais um pódio, mas não consegue evitar o sabor agridoce

“Esta foi uma corrida feliz mas que não deixa de ter um sabor menos doce. Fomos com grande expectativa de ter um grande resultado de conjunto e no fim de contas apenas um dos três carros conseguiu terminar. O prólogo foi perfeito, tínhamos os três carros no TOP 6, um deles muito perto da liderança e partimos numa posição privilegiada para a corrida.

No início da corrida em que já estávamos na liderança com o Ricardo Porém, este teve um furo que, na tentativa da recuperaçãodas posições perdidas, levou a um sobreaquecimento de travões, que nos levou a optar pela desistência após percebermos que os problemas eram piores do que aparentavam, pois consideramos que não seria profícua uma corrida em que só acabaria por aumentar os danos.

O Alejandro Martins, no final da primeira volta teve uma saída de pista que danificou seriamente a direcção. Chegando à assistência optou também por abandonar a corrida pois já tinha percorrido mais de 200 kms com o carro novo e, tendo em vista a corrida de Marrocos, concluiu que era o mais acertado.

O lado bom foi o excelente resultado do Hélder Oliveira que com este segundo lugar está mais próximo da liderança do campeonato e permite-nos ir para a última prova com muita expectativa de disputar o título com o Nuno Matos e Miguel Barbosa e seguramente iremos fazer o melhor e vender muitíssimo cara a nossa derrota se assim tiver de ser.” Explica Manuel Russo da MRacing.

Para Hélder Oliveira está satisfeito com mais um pódio, “Foi mais um pódio! Acabámos por ter uma luta muito interessante com o Nuno Matos, que chegou mesmo a ser ao segundo. No 2º sector tivemos uma saída de estrada que nos fez perder algum tempo, mas depois o Nuno também teve problemas e acabámos os últimos quilómetros apenas a controlar. É praticamente impossível fazer melhor que isto.”

Ricardo Porém informa, “Começámos bem, mas com o problema que tivemos, acumulámos um atraso enorme e era desnecessário arrancar para a pista tão atrasados. De qualquer modo, a experiência com este carro foi muita e acumulámos conhecimentos muito relevantes que nos vão ser úteis no futuro. Tenho pena de não ter conseguido andar mais, até porque depressa percebemos que podíamos fazer qualquer coisa interessante em termos de resultado final…”

Alejandro Martins afirma pragmático “tiro o lado positivo e o negativo do fim-de-semana, sendo que o positivo é a performance do nosso carro, estamos muito contentes e tivemos uma óptima habituação ao carro, a Toyota Hilux foi sem dúvida uma boa opção. O lado negativo foi a saída de pista que nos levou a danificar fortemente a direcção impossibilitando-nos de terminar a corrida. Contudo, esta prova tal como previsto, é uma preparação para Marrocos onde aí sim será o grande teste.”

 

Scroll To Top