Domingo , Novembro 19 2017
ÚLTIMAS
Home / RALI / Muita emoção na vitória suada de Ogier (por Ricardo Nascimento)
Muita emoção na vitória suada de Ogier (por Ricardo Nascimento)

Muita emoção na vitória suada de Ogier (por Ricardo Nascimento)

Com apenas uma especial percorrida por duas vezes, o derradeiro dia do Rally Poland não teve grandes novidades em termos de classificação mas, as lutas aos pares dentro do top 10 foram decididas até ao fim, com alguns pilotos a cometerem erros.
Sébastien Ogier e Andreas Mikkelsen iniciaram o derradeiro dia separados por 5,6s mas, com nova ordem de partida mais a seu favor, o francês venceu as duas especiais e obteve mais uma vitória no rally.
Mikkelsen terminou a 11,9s de Ogier mas, ficou muito contente com este resultado, dizendo mesmo que poderá ter sido o seu melhor rally de sempre.

Ott Tänak e Jari-Matti Latvala estavam separados por 1,5s no final do dia de ontem. Latvala recuperou 0,4s na primeira especial mas, na Power Stage, o finlandês bateu numa árvore, danificou o radiador e ainda terá de chegar ao parque de assistência.
Tänak deu tudo o que tinha na Power Stage, fez apenas mais 0,1s do que Ogier e garantiu o primeiro pódio da temporada, num grande rally do estónio.

A luta entre Paddon e Neuville pelo melhor posto na Hyundai, acabou por ser de novo para o neozelandês. Thierry Neuville teve muita sorte na primeira especial do dia, quando capotou perto do final mas, mesmo assim, só perdeu cerca de 10 segundos para Paddon. No entanto, este erro hipotecou qualquer hipótese de bater o seu colega de equipa, tendo de contentar-se com a sexta posição.

Kris Meeke consegui reduzir para 5 segundos, a desvantagem para Kubica durante a primeira especial mas, na Power Stage, o polaco não evitou uma pedra numa reta, acabando por furar o pneu posterior direito e perder a sétima posição para Kris Meeke.

Mads Ostberg terminou em nono a 9,9s do polaco, depois do azar de Kubica mas, também ficou com uns bons 30 segundos de avanço para Dani Sordo que não teve um rally fácil nas escolhas de pneus.

Martin Prokop voltou a ser o melhor piloto privado e Lorenzo Bertelli conseguiu terminar o primeiro rally do ano sem ter de recorrer ao rally2. Aliás, a única desistência nos carros de topo, calhou ao britânico Elfyn Evans que ficou parado ontem com um problema na bomba de água, mas que regressou hoje em rally2 para abrir a estrada.

No WRC2, ficou tudo na mesma, com uma excelente “dobradinha” dos homens da Skoda Motorsport, com vitória para Lappi, seguido de Tidemand e com Karl Kruuda a manter o último lugar do pódio.

dia 3

 

 

Scroll To Top