Sexta-feira , Outubro 19 2018
ÚLTIMAS
Home / RALLYCROSS / Muito calor nos treinos e qualificação em Castelo Branco
Muito calor nos treinos e qualificação em Castelo Branco

Muito calor nos treinos e qualificação em Castelo Branco

A pista do Lanço Grande recebe este fim-de-semana, a sexta jornada do Campeonato de Portugal de Ralicross, Kartcross e Super Buggy, numa organização da Escuderia de Castelo Branco. 

Esta tarde, Sábado, foram disputados treinos e as primeiras corridas de qualificação

Super Iniciação

Quando parecia que João Novo tinha a corrida na mão, um capotanço colocava-o fora de prova. O Peugeot 106 ficava com mau aspecto, mas não era mais do que chapa amolgada.

Rafael Rocha (Peugeot 106) ficou com o caminho aberto para vencer, seguido pelo “roockie” João Barroso (Fiat Uno).

Rodrigo Correia (Peugeot 205) ficava pelo caminho, com uma transmissão partida, tal como Ariana Rodrigues (Peugeot 106).

Na segunda corrida a sorte de Correia foi oposta, ganhou com vantagem, tendo desta vez a má sorte batido à porta do Peugeot de Rafael Rocha, com problemas de caixa. João Barros ficou com caminho livre para ser segundo.

Super Nacional 2RM

Santinho Mendes (Opel Astra) venceu, depois de uma luta muito interessante com Adão Pinto (Opel Astra), que só ficou resolvida quase no final, depois de Pinto ter ido à Joker Lap.

Terceiro e quarto postos, respectivamente para Nuno Pereira (Opel Kadet) e Fernando Silva (Seat Ibiza TDi).

Na segunda corrida, Santinho Mendes venceu, com Fernando Silva em segundo e Nuno Pereira em terceiro. Adão Pinto ficou pela segunda volta, com problemas mecânicos no Opel.

Super Nacional A1.6

A vantagem de 4,4 segundos de Nuno Magalhães (Peugeot 206) sobre Américo Sousa (Citroen Saxo) não espelha a forma como as duas mangas de qualificação da A1.6 foram disputadas, com corridas intensas, discutidas até à bandeirada final.

Feitas as contas das duas mangas, já vimos quem foram os primeiros, e nas posição seguintes ficaram Jorge Costela (Citroen Saxo), Tiago Ferreira (Peugeot 106) e Pedro Tiago (Citroen Saxo).

Pedro Tiago ganhou a segunda corrida, com um segundo de vantagem sobre Luís Morais. Mais uma corrida repleta de emoção pautou o final da jornada, em que após as contas Américo Sousa foi terceiro, com Tiago Ferreira a meio segundo. Vitor Sousa foi o quinto.

Cbranco A16 sabado Luís Morais (Peugeot 106 GTi)

Super 1600

A primeira corrida teve duas mangas, ambas com sabor a final, mas feitas as contas, foi João Ribeiro (Citroen Saxo S1600) quem levou a melhor, com uma vantagem de 4,4 segundos sobre Mário Teixeira (Ford Fiesta S1600) – mudam os protagonistas, mas os tempos são semelhantes entre as duas 1600.

Joaquim Machado (Peugeot 206 S1600) venceu a segunda manga, mas nas contas das corridas foi terceiro, à frente de António Sousa (Citroen DS3 S1600). André Sousa (Peugeot 207 RC S1600) foi o quinto.

Supercar

Pedro Matos (Citroen DS3) venceu e teve a tarefa facilitada, quando Joaquim Santos tinha que levantar o pé, com problemas no Ford Focus. A classe dois foi bem mais discutida, mas Ademar Pereira levava a melhor sobre Daniel Pacheco, numa espécie de troféu monomarca de Subarus Impreza WRX.

Super Buggy

Rui Godinho (SB PG) venceu a primeira corrida de qualificação, com uma vantagem de oito segundos sobre Ludgero Santos (Toniauto), que até tinha partido bem, mas uma saida de pista ligeira colocou-o em segundo.

António Santos (Toniauto) foi terceiro, à frente de Nelson Barata (Toniauto Powernb) e de Arménio Rodrigues.

Kartcross

Mário Rato (Semog Bravo Revolution SR) dominou, o que quer dizer que levou a melhor sobre Jorge Gonzaga (ASK EVO), por meio segundo (!). Mas se a diferença entre ambos é curta, ainda o mais curta para o terceiro, Pedro Rosário (Semog Bravo ER), que terminou a duas décimas de ser segundo. O “top” cinco fechou com Luís Almeida (Semog Bravo ER) e Pedro Rabaço (HSPort).

 

Scroll To Top