Quarta-feira , Outubro 17 2018
ÚLTIMAS
Home / RALI / Municipio de Guimarães suspende rali da cidade e reiteira aposta no Rallye de Portugal
Municipio de Guimarães suspende rali da cidade e reiteira aposta no Rallye de Portugal

Municipio de Guimarães suspende rali da cidade e reiteira aposta no Rallye de Portugal

A Câmara Municipal de Guimarães decidiu suspender o Rally Cidade de Guimarães uma vez que o evento “já cumpriu a sua função” no âmbito da Cidade Europeia do Desporto 2013, anunciou o vice-presidente da autarquia, Amadeu Portilha.

Em declarações à Rádio Santiago, Amadeu Portilha explicou os motivos da decisão de suspender a realização do Rally Cidade de Guimarães: “Entendemos que era a altura de suspender o Rally Cidade de Guimarães, pelo menos no próximo ano não será realizado. É bom que as pessoas saibam que o Rally Cidade de Guimarães foi criado em 2013, no âmbito da Cidade Europeia do Desporto, e só para esse ano. Com grande esforço, conseguimos renovar a organização do rally em 2014 e 2015. É bom que as pessoas saibam que é uma prova integralmente financiada pela Câmara de Guimarães, não há nenhum patrocinador, somos nós que praticamente financiamos todo o rally. Os recursos são escassos, o orçamento do desporto não dá para tudo”, vincou.

Amadeu Portilha revelou que “gostava de continuar com a prova, porque fui eu o mentor, com a equipa da Cidade Europeia do Desporto, de ter o  Rally Cidade de Guimarães em 2013. Conseguimos continuar com alguma dificuldade nos dois últimos anos, agora vamos redefinir as nossas prioridades na expectativa de que um dia possam surgir oportunidade para ser reatado”.

De acordo com Amadeu Portilha, Guimarães voltará a receber o Rally de Portugal em 2016, até porque, diz, o retorno do evento transforma-o numa “oportunidade” que a cidade “não pode perder”. “No ano passado entendemos que o quinhão que tínhamos para estes grandes eventos devia ser canalizado para a continuação do Rally de Portugal em Guimarães, o arranque na nossa cidade já está garantido em 2016. Trouxe um retorno mediático e impacto económico fora do comum”.

 

Fonte: Guimarães Digital

 

Scroll To Top