Sábado , Outubro 21 2017
ÚLTIMAS
Home / RALLYCROSS / Nacional de ralicross encerra temporada e consagra campeões em Sever do Vouga
Nacional de ralicross encerra temporada e consagra campeões em Sever do Vouga

Nacional de ralicross encerra temporada e consagra campeões em Sever do Vouga

Terminaram bem, os Nacionais de Ralicross e Kartcross, bem como o Troféu Super Buggy, com esta jornada bem organizada pelos homens do Vouga Sport Clube, , na Pista do Alto do Roçário, que terminou dentro do horário previsto.

As tão aguardadas finais, iniciaram-se com a Super Iniciação. O Campeão já era conhecido desde a prova anterior. É Santinho Mendes que, face a uma avaria mecânica, não esteve presente.

Após as Qualificações, era a Leandro Macedo que mais favoritismo era atribuído, até pelos problemas mecânicos que afligiram Rafael Rocha, nas Qualificações.

Leandro Macedo (VW Golf) confirmou, ao vencer com alguma diferença sobre o segundo classificado, que foi Pedro Pereira (Renault Cli). Macedo só não comandou, quando passou pela Joker, altura em que Pedro Pereira ficou na frente. Depois, recuperou a liderança e venceu, conquistando o segundo lugar no Campeonato. Neste, Pedro Pereira foi o terceiro, segundo as nossas contas.

No terceiro lugar da prova, terminou João Novo (Peugeot 106), conquistando o seu segundo pódio. Andreia Sousa (Toyota Starlet) foi a quarta classificada, à frente de Rafael Rocha (Peugeot 106).

Moreira vence e é Vice-Campeão

Com Guicho a festejar o título nesta prova, pois já era o virtual Campeão desde Montalegre, faltava serem conhecidos os dois pilotos que o acompanhariam no pódio do Campeonato. Tiago Alexandre não compareceu e a porta ficou totalmente aberta para Luís Moreira. Aliás, após as mangas de qualificação, já poderia festejar o Vice-Campeonato.

Luis Moreira (BMW 325i) foi o vencedor da prova, confirmando o título de Vice-Campeão. No segundo posto terminou José Eduardo Queirós (Ford Escort RS2000), seguido de Rogério Sousa (Citroën Saxo) e de José Sousa (Peugeot 306). Todos na volta do vencedor.

Celmo Guicho, ficou na volta quarta volta, com problemas de motor

Vitória para João, título para Hélder

Mesmo depois das Qualificações, as contas continuavam difíceis, quanto ao Campeão. Hélder Ribeiro continuava como principal candidato, mas havia que contar com outros.

E as contas continuaram difíceis, mesmo depois de terminada a final. João Ribeiro (Citroën Saxo S1600) venceu, com Bruno Gonçalves (Citroën Saxo) no segundo posto. Logo atrás, terminava o C2 de Hélder Ribeiro.

Depois de falhar a partida, Joaquim Machado (Peugeot 206 s1600) era o quarto classificado. De fora da final, com problemas mecânicos, ficaram Ricardo Soares (Citroën Saxo S1600) e André Sousa (Peugeot 207 S1600).

Uma final muito disputada e havia que fazer contas. Os dois Ribeiros, Hélder e João, terminaram o Campeonato empatados. Ambos somaram 195 pontos úteis. Houve que ir ao critério de desempate. O Campeão foi Hélder Ribeiro, pois somou maior número de pontos, nas sete jornadas realizadas. João Ribeiro é Vice-Campeão, seguido de Bruno Gonçalves com 191. Um excelente Campeonato, este da Super 1600.

Primeira vitória de Teixeira na Super Car

Nos Super Car, Mário Teixeira venceu, na sua estreia com o Ford Focus do Bompiso Racing Team. No segundo lugar, terminou Joaquim Santos, que pilotou o seu Opel Astra, carro que estava parado há cerca de um ano.

Vítor Lopes (BMW 325ix) foi terceiro à geral, mas vencedor da classe 2. Classe em que o novo Campeão é Ademar Pereira, a quem bastou um segundo lugar na categoria, quarto à geral, para festejar o título.

Joaquim Santos já era Campeão à geral e da Classe 1, desde Montalegre 2.

Mais uma vitória para Ludgero Santos

Ludgero Santos (Toniauto TT) confirmou o título com mais uma vitória. Na prova foi secundado por Paulo Godinho (PGRacing). Um segundo lugar que o fez subir uma posição, no Campeonato, onde ficou na terceira posição.

Nuno Neto (Toniauto TT), veio de um capotanço na terceira corrida, para o derradeiro lugar do pódio. Foi terceiro na prova, mas ficou em segundo no Troféu Super Buggy.

O quarto lugar foi para Arménio Rodrigues (Atmos), seguido de Manuel Guerreiro (Atmos) e de Nelson Barata (Toniauto), um regressado nesta jornada, todos na volta do vencedor.

Pereira venceu e é Vice-Campeão

Foi uma final de muitos nervos, mas com muito espetáculo. Já havia Campeão – Pedro Rosário – mas faltava saber que o acompanharia no pódio do Campeonato. Serão José Luís Pereira (AG Sport) e Luís Almeida (Semog), respetivamente nas segunda e terceira posições.

José Luís Pereira, foi o vencedor da jornada, não sofrendo muita contestação, numa final muito disputada. Ainda perdeu a liderança, para Mário Rato, mas recuperou-a de imediato.

Pedro Rosário foi o segundo classificado, à frente de Luís Almeida. O terceiro posto de Almeida, não bastou para segurar a segunda posição no Campeonato, perdendo-a para José Pereira, como já referimos.

Na prova, Mário Rato (Semog) foi quarto, mas fica para ele o título de “rookie” do ano, pois foi o estreante mais bem classificado, no Campeonato.

Sérgio Castro (ASK), Sérgio Bandeira (Semog), Jorge Francisco (Semog), João Matias (HSport) Nelson Rocha (semog) e Tiago Freitas (HSport) encerraram a classificação dos 10 primeiros.

 

 

Scroll To Top