Terça-feira , Junho 19 2018
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / Nasser vence prólogo e Barbosa o melhor português
Nasser vence prólogo e Barbosa o melhor português

Nasser vence prólogo e Barbosa o melhor português

Apostado em vencer a Baja Portalegre 500, Nasser Al-Attiyah começou da melhor maneira a sua participação nesta edição ao vencer o prólogo. O piloto do Ford HRX entrou muito forte e estabeleceu o tempo de 4m35,83s. Quem esteve praticamente ao mesmo nível foi Miguel Barbosa. O campeão nacional perdeu apenas 0,7s e ficou na segunda posição. O terceiro tempo foi para Ricardo Porém. O jovem de Leiria está na discussão do campeonato e, para já, perdeu 6,71s para Al-Attiyah.

A prova foi disputada com o piso totalmente seco. O piloto do Qatar foi o segundo a ir para a pista e bateu o seu rival e líder da Taça do Mundo, Vladimir Vasiliev por quase 30 segundos. Contudo, esta diferença explica-se pelo toque que o russo deu com o Mini e que resultou na roda traseira danificada. Ainda assim, o piloto mantém-se em competição apesar de não ido além do 21º tempo.

Mais equilibrado foi o duelo entre os pilotos que disputam o título nacional. Barbosa, em Mitsubishi Racing Lancer, ganhou vantagem mas Ricardo Porém, que corre com um Mini All4 Racing, ficou a apenas seis segundos de distância. Tendo em conta que qualquer um precisa de superar o outro para ser campeão, antevê-se um despique emocionante ao longo dos cerca de 400 quilómetros que os concorrentes nos automóveis têm pela frente amanhã.

Logo a seguir terminou o brasileiro, Reinaldo Varela, que ficou a 6,8s de Al-Attiyah na Toyota Hilux e Boris Gadasin colocou o seu G-Force Proto no quinto posto. João Ramos, que regressa à competição em Portalegre e se estreia aos comandos de uma Hilux, ficou com o sexto tempo a 10,93s do mais rápido. Filipe Campos, que também está de volta após três anos de interregno, não foi além do décimo registo com o Mini.

Na categoria T2, o já campeão nacional, Alexandre Franco, foi o melhor. O português bateu Eduardo Mota e o russo, Andrey Rudskoy. No evento exclusivamente nacional, Hélder Oliveira foi o mais forte e bateu Lino Carapeta por 4,1s. Na terceira posição ficou o regressado à competição, Luís Dias.

Nasser Al-Attiyah escolheu ser o primeiro na pista

O regulamento da Taça do Mundo FIA de Ralis de Todo-o-Terreno define que os dez mais rápidos no prólogo escolhem as posições em que vão sair para os sectores selectivos de amanhã.

A ordem de saída é a seguinte: Nasser Al-Attiyah, Ricardo Porém, Miguel Barbosa, Reinaldo Varela, Boris Gadasin, João Ramos, Marek Dabrowski, Rómulo Branco, Filipe Campos e Nuno Matos.

Amanhã, os concorrentes têm cerca de 400 quilómetros pela frente divididos por dois sectores selectivos. O primeiro piloto a sair para a pista arranca do parque fechado às 6h45 e tem a partida para o primeiro sector às 7h15.

 

Scroll To Top