Sexta-feira , Novembro 16 2018
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / Nova armada da Peugeot apresenta decoração para o Dakar (por Autosport)
Nova armada da Peugeot apresenta decoração para o Dakar (por Autosport)

Nova armada da Peugeot apresenta decoração para o Dakar (por Autosport)

Já é conhecida a decoração final do novo Peugeot 2008 DKR, carro com que a marca do Grupo PSA vai ‘atacar o próximo Dakar. A mês e meio da prova, os testes prosseguem com afinco, até porque há ainda muito trabalho pela frente para Stéphane Peterhansel, Carlos Sainz e Cyril Després.

5469d1c91dae9O teste que a Peugeot tem agendado realizar em dezembro tendo em vista o Dakar 2015 será decisivo para a marca francesa saber com o que pode contar para o Dakar 2015. Rumores recentes apontam para a possibilidade do projeto da Peugeot no Dakar poder estar a sofrer algumas contrariedades, e foi isso mesmo que o próprio Bruno Famin, diretor de Peugeot Motorsport, deixou entender recentemente ao admitir que iria chegar ao Dakar sem a preparação ideal. O projeto, que foi apresentado em abril deste ano, terá sofrido o primeiro revés quando nos primeiros testes foi detetado um problema com o chassis do carro, que teve de ser redesenhado. A Peugeot nunca o confirmou oficialmente mas a verdade é que os testes foram interrompidos em julho: “temos problemas, mas nada de grave, só algumas coisas que devemos resolver. Não são grandes problemas de motor ou caixa de velocidades, isso funciona tudo muito bem. São os contratempos normais de um projeto desta magnitude e ambição” disse Famin na altura.

Os testes recomeçaram algum tempo depois, e daí para cá a equipa francesa tem andado em contra relógio para que o carro chegue ao Dakar o mais competitivo possível, mas de acordo com o que foi possível apurar pelo AutoSport, o carro é muito rápido, mas ainda tem problemas de fiabilidade, sendo que só a Peugeot Sport sabe qual o grau destes problemas, porque o secretismo é, naturalmente, grande. Em declarações recentes, Carlos Sainz, um dos pilotos da equipa (os outros são Stéphane Peterhansel e Cyril Després, que trocou as motos pelos autos) disse que “tendo em conta a altura em que este projeto nasceu, teremos sempre o handicap do tempo, que joga claramente contra nós.”

A Peugeot Sport teve inicialmente previsto estrear o carro no Rali de Marrocos, depois teve tudo pensado para realizar a estreia na Baja Portalegre 500, mas a verdade é que foi adiando a estreia. De qualquer forma, a Peugeot não precisa de embarcar os carros muito cedo (isso só sucede com os camiões) e por isso pode testar até bem tarde em dezembro, ganhando dessa forma a ‘forma’ que precisa para encarar da melhor forma possível a presença o Dakar, mas com tudo o que tem sucedido é provável que a estreia seja algo complicada, pois quando surgem problemas num projecto desta estirpe, eles vão-se – habitualmente – resolvendo com compromissos e não com a solução tida como ideal.

O tempo que a equipa tem ainda de testes pela frente será, portanto, decisivo relativamente à forma como a Peugeot surgirá em termos competitivos no Dakar, e os recentes rumores que surgiram na imprensa italiana que a Peugeot poderá não ir ao Dakar parecem ser completamente infundados, a não ser que os dois próximos meses sejam ainda mais complicados: “Não há carro novo que não sofra melhoras significativas desde o momento em que ‘nasce’, podemos mesmo dizer, passo de gigante, mas o principal problema é a fiabilidade, pois aí é preciso tempo, quilómetros, testes, especialmente quando se começa do zero, e ainda mais quando o projeto é uma novidade no que ao conceito do carro diz respeito. Quando se inova, o risco de existirem problemas é maior. Agora, o que nos preocupa é melhorar e não os nossos rivais. Queremos tornar o carro fiável, e não tanto torná-lo ainda mais rápido, pois esse não é o nosso principal objetivo”, disse Carlos Sainz em entrevista ao AS.

Desta forma, fica por se saber em que ‘estado’ estará a Peugeot à partida do Dakar, e depois de sete meses de avanços e recuos, serão precisamente os últimos dois que vão determinar a competitividade da Peugeot no Dakar. Será que o Peugeot 2008 DKR estará à altura dos três nomes que o vão pilotar, Stéphane Peterhansel, Carlos Sainz e Cyril Després?

 

 

Scroll To Top