Sábado , Novembro 18 2017
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / Nuno Matos é o primeiro líder da Baja TT do Pinhal
Nuno Matos é o primeiro líder da Baja TT do Pinhal

Nuno Matos é o primeiro líder da Baja TT do Pinhal

Miguel Barbosa abandona já depois de concluir o prólogo

 

O primeiro dia de competição na Baja TT do Pinhal ficou marcado pelo domínio de Nuno Matos. O líder do campeonato deixou os seus rivais mais directos, João Ramos e Miguel Barbosa, na segunda e na terceira posições, respectivamente. Contudo, problemas mecânicos no Mitsubishi ditam o abandono do campeão nacional que já não arranca amanhã.

 

Na primeira passagem, Nuno Matos estabeleceu a marca de 6m21,71s. O piloto do Opel Mokka Proto assumiu, assim, a condição de líder com 5,39s a menos que João Ramos. Habituado a discutir a vitória nestes curtos testes das provas já realizadas em 2016, o piloto da Toyota Hilux viu o rival alentejano acabar na frente, enquanto Miguel Barbosa perdeu quase nove segundos para o vencedor.

 

Numa pista muito sinuosa desenhada junto à Sertã, base operacional da quarta jornada do campeonato nacional da especialidade, e pouco mais de uma hora depois do primeiro teste, as equipas voltaram a percorrer os 7,23 km do prólogo. Cientes das características muito particulares do terreno, jogaram ao gato e ao rato, na expectativa de ver quem iria abrir a pista no dia de amanhã. Nuno Matos melhorou a sua marca para 6m20,64s e conseguiu, assim, voltar a vencer. Desta vez, Miguel Barbosa melhorou consideravelmente e perdeu apenas 2,66s, enquanto João Ramos ficou com o terceiro registo, a 3,8s de Matos.

 

Após o prólogo e com quase 300 quilómetros de pistas técnicas e exigentes na zona do Pinhal Interior, a luta pela vitória na prova da Escuderia Castelo Branco vai ser intensa e emocionante. Para já, os três primeiros arrancam separados por 11,64s, com Nuno Matos na frente, João Ramos em segundo, a 9,19s. Nuno Madeira surge em terceiro, mas já a mais de meio minuto. Miguel Barbosa sentiu problemas mecânicos no Mitsubishi Racing Lancer que ditaram a sua desistência.

 

Para Nuno Matos, sair na frente amanhã não é o ideal mas vencer o prólogo foi muito positivo. “Gostávamos de partir amanhã um pouco mais atrás, mas a verdade é que depois do tempo obtido na primeira passagem pelo prólogo ponderámos bastante e decidimos tentar manter o ritmo, pois a vitória dá um ponto e as contas do campeonato estão muito renhidas. Temos o desafio de abrir a pista. Não é aquilo que prefiro, mas estou contente por ter obtido a minha primeira vitória num prólogo. Já que estamos na frente, espero que se mantenha tudo na mesma. O carro está fantástico”, afirmou.

 

João Ramos não queria ser o primeiro mas também não conseguiu a posição para amanhã que mais desejava. “As duas passagens pelo prólogo correram bem. Antes de chegar a esta prova já tinha a intenção e discutido com a minha equipa de que não gostaria de arrancar à frente. É uma estratégia nossa porque, face às características desta região e para controlar e ver as coisas de uma outra forma, era mais benéfico não arrancar da primeira posição. Por isso, adoptámos esta postura. A verdade é que queria ficar em terceiro e não consegui. É um processo de gestão muito difícil porque também não queria ser quarto. No entanto já não foi mau dentro da nossa estratégia. Amanhã temos de atacar para ganhar a corrida. Tendo em conta as características particulares da Hilux, em comparação com os carros dos meus adversários, é muito mais complicado. Já comecei a sentir isso. O percurso mais estreito obriga a baixar a rotação do motor. A minha esperança é que amanhã a prova seja ‘rolante’, mas não há milagres esta região é como é”, disse o piloto portuense.

 

Entre os concorrentes T2, Luís Ferreira comanda a classificação da categoria com o Nissan Pathfinder, enquanto em T8, o primeiro lugar é de Luís Moreira, em Mitsubishi Pajero Proto. No Desafio Mazda, competição monomarca que tem na Baja TT do Pinhal a segunda jornada, o líder é Pedro Silva.

 

Amanhã, o primeiro concorrente arranca para o sector selectivo da manhã às 10h45. São 179,95 quilómetros de especial a que se seguem mais 94,33 km durante a tarde. O vencedor deverá ser conhecido por volta das 17h30.

 

Classificação automóveis

1º        Nuno Matos/Filipe Serra                   Opel Mokka Proto                  12m42,35s

2º        João Ramos/Victor Jesus                   Toyota Hilux                           a 9,19s

3º        Nuno Madeira/Miguel Costa            Kia Sportage TT                      a 35,66s

4º        Pedro Ferreira/Valter Cardoso         VW Amarok                            a 40,95s

5º        Alexandre Franco/Rui Franco                       BMW Série 1 Proto                a 41,36s

 

Scroll To Top