Terça-feira , Novembro 21 2017
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / Nuno Matos mantém objetivos para o CNTT
Nuno Matos mantém objetivos para o CNTT

Nuno Matos mantém objetivos para o CNTT

 

Depois de atingir o seu melhor resultado no Nacional de Todo-o-Terreno em 2015, sagrando-se vice-campeão absoluto e obtendo duas vitórias, Nuno Matos pretende dar sequência ao bom trabalho com o Opel Mokka Proto. O piloto de Portalegre mantém uma postura realista antes do arranque da temporada.

Continuidade. Esta é a palavra-chave no projeto desportivo de Nuno Matos para 2016, naquela que será a quarta época do piloto alentejano ao volante do Opel Mokka Proto. Em 2015, a equipa de Portalegre fez um exaustivo trabalho no seu protótipo, conseguindo melhorias na performance e fiabilidade que permitiram a Nuno Matos e Filipe Serra lutarem até à última prova pela vitória no CNTT.

Para 2016, o antigo vencedor da Taça FIA de Bajas e campeão nacional dos agrupamentos T2 e T8 (sempre com Filipe Serra a seu lado) mantém intactos os seus objetivos, consciente de que a concorrência continua bem apetrechada. “Não podemos assumir uma candidatura ao título absoluto porque temos plena noção da diferença de meios para os nossos adversários diretos”, analisa Nuno Matos. “Isto não quer dizer que não tenhamos sempre esse objetivo em mente, mas sabemos que os nossos bons resultados em 2015 deveram-se sobretudo à consistência que nos faltou em anos anteriores. Começámos com um pódio na Baja Rota do Douro, depois vencemos no Algarve e em Proença-Oleiros-Mação e liderámos o campeonato durante metade da época. Sinceramente, se conseguirmos manter este nível de resultados e voltar a estar na luta até ao final já terei motivos para estar satisfeito. Gostaria só de agradecer aos patrocinadores que mantiveram o seu apoio e a confiança no projeto, porque é sinónimo que temos feito um trabalho credível ao longo destes anos”.

Depois de um trabalho de desenvolvimento do Opel Mokka Proto em 2015, sobretudo ao nível da refrigeração do motor, a equipa concentrou-se em pequenos pormenores durante a pré-temporada. “Sabemos que o carro está no pico da evolução. Nos últimos meses mudámos a cablagem e aperfeiçoámos alguns pormenores, mas nada de significativo porque o trabalho de base está feito. Vamos para a nova época pensando prova a prova, fazendo a nossa corrida sem pensar nos outros. Foi essa mentalidade que nos trouxe bons resultados em 2015, inclusive com o 2º lugar aqui na Rota do Douro”, concluiu Nuno Matos.

Primeira de seis provas do calendário, a Baja TT Rota do Douro tem início na próxima sexta-feira às 15:15 com um Prólogo de 5,5 kms (percorrido duas vezes) em Valongo, junto à autoestrada A4. No sábado, os concorrentes terão pela frente um duplo setor seletivo de 145,2 kms (290,4 kms no total) por entre as belas paisagens da região do Douro.

 

Scroll To Top