Domingo , Setembro 24 2017
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / Nuno Matos vence em Reguengos
Nuno Matos vence em Reguengos

Nuno Matos vence em Reguengos

 

 

A dupla Nuno Matos/Filipe Serra aos comandos de um Opel Mokka Proto foi a grande vencedora da competição auto na edição de 2016 do Rali TT Reguengos de Monsaraz, Capital dos Vinhos de Portugal. Ao pódio absoluto da prova alentejana subiram ainda duas Toyota Hilux que tinham a bordo Alejandro Martins/José Marques e João Ramos/Vítor Jesus.

 

A primeira passagem pelo troço de 148 quilómetros (SS1) teve como primeiro comandante (CP1) João Ramos que vencera o prólogo e que abria a pista aos comandos da sua Toyota. Todavia um furo viria a atrasar o piloto de Vila Nova de Gaia que terminou o setor na 3ª posição, a perder 2m26s para Nuno Matos que aos comandos de um Opel “Made in Portugal” passou para a frente da corrida com uma vantagem de 1m01 sobre Alejandro Martins. Complicado foi também o arranque do campeão Miguel Barbosa que cedo viu o limpa vidros do seu Mistsubishi Lancer deixar de funcionar. Terminou SS1 em 4º lugar mas a perder 6m25s para Nuno Matos.

Destaque ainda nesta primeira metade da prova para o atraso de Pedro Ferreira (VW Amarok) que era 4º em CP1 e para o abandono de Edgar Condenço (BMW) quando era 5º em CP2. Excelentes prestações para Nuno Madeira (KIA Sportage) e Tiago Reis (Nissan), a ocuparem respetivamente a 5ª e 6ª posição.

O segundo setor seletivo foi ganho por Miguel Barbosa que apenas conseguiu reduzir a diferença para os pilotos que o precediam falhando assim o pódio pela primeira vez desde 2007. Na frente da corrida Nuno Matos segurou a primeira posição limitando-se a perder alguns segundo para cada um dos pilotos das Toyota.

No final da corrida o piloto de Portalegre salientou que “não estava à espera de ganhar aqui mas esta é uma vitória para a equipa. O carro esteve impecável e toda a gente, desde o Filipe, até à equipa de mecânicos e todas as pessoas que nos apoiam, têm sido cruciais para conseguirmos estes resultados perante uma oposição tão forte e que só valoriza o nosso trabalho. Estamos naturalmente orgulhosos mas mantemos os pés no chão”.

Posições alteradas até final para a 5ª e 6ª posição com Tiago Reis (Nissan) a passar para a frente de Nuno Madeira (KIA Sportage). Notável foi a recuperação feita por André Amaral. O piloto de Barcelos viu o seu Mercedes capotar na primeira passagem no prólogo o que o colocou quase na cauda da corrida (41º lugar). Terminou em 7º lugar à frente da Toyota Hilux pilotada por Paulo Rui Ferreira.

 

Os restantes vencedores desta jornada alentejana foram Paulo Marques que, num Mitsubishi Pajero, foi o mais rápido entre os concorrentes inscritos em T8 (9º geral), César Sequeira que aos comandos de uma Isuzu D-Max triunfou na categoria T2 (12º geral), enquanto Pedro Oliveira triunfou no Desafio Total Mazda levando o seu Mazda Proto ao 13º posto da classificação absoluta. Na Taça FPAK nenhum dos dois concorrentes presentes completaram a passagem única pelo troço de 148 km que lhes estava destinada.

 

 

Scroll To Top