Segunda-feira , Dezembro 11 2017
ÚLTIMAS
Home / RALI / “O ferry é fundamental para a organização do Rali Vinho Madeira”
“O ferry é fundamental para a organização do Rali Vinho Madeira”

“O ferry é fundamental para a organização do Rali Vinho Madeira”

Com um figurino semelhante ao ano anterior, a edição de 2017 do Rali Vinho Madeira (RVM), que foi hoje apresentada em conferência de imprensa no Casino da Madeira, continua a ser “a festa do automobilismo da Madeira”, como afirmou o presidente da Comissão Organizadora.

Paulo Fontes voltou a referir os constrangimentos logísticos deste evento, nomeadamente no que diz respeito aos transportes, mas enalteceu a notícia de que o regresso de um ferry de ligação entre o continente e a Madeira poderá vir a acontecer.

“O ferry é fundamental para a organização do RVM, mais do que o dinheiro”, atirou, frisando que “é difícil acolher toda a gente que queira vir à Madeira” devido aos custos associados ao transporte das equipas e das viaturas, “situados entre os 1500 e os 2500 euros”.

“Mais de 50 por cento do orçamento do rali é gasto no transporte e na segurança. Como não podemos apostar na quantidade, vamos concentrar-nos na qualidade”, ressalvou, acreditando, no entanto, que esta orientação trará, este ano, “uma agradável surpresa em termos de inscrições”.

Como nos anos anteriores, o espectáculo começará na Avenida do Mar com a Prova Especial que, este ano, integrará 15 viaturas clássicas, que serão escolhidas a dedo, num ano em que se assinala os 50 anos da primeira volta à ilha da Madeira. Por esse motivo, a organização está a tratar da vinda do piloto que venceu nesse ano, Jean Pierre Nicolas, e espera conseguir uma viatura semelhante à que utilizou em 1967, para que o antigo concorrente possa participar na Volta dos Clássicos, na Avenida do Mar.

O formato do rali será então semelhante ao do ano transato, com as provas a decorrerem na sexta, mais na zona leste, e no sábado, voltado para oeste. Paulo Fontes alertou ainda para o facto de a organização estar empenhada em não comprometer quem não queira acompanhar a competição, através da passagem de informação fidedigna sobre as zonas da Madeira que estarão livres em cada dia de prova. Na sexta-feira à noite haverá duas provas noturnas, para regozijo dos entusiastas do desporto motorizado.

 

Scroll To Top