Terça-feira , Setembro 18 2018
ÚLTIMAS
Home / RALI / Ogier dilata vantagem no feudo caseiro da VW (por Ricardo Nascimento)
Ogier dilata vantagem no feudo caseiro da VW (por Ricardo Nascimento)

Ogier dilata vantagem no feudo caseiro da VW (por Ricardo Nascimento)

O segundo dia do Rallye Deutschland não foi tão competitivo e algumas posições começaram a ficar definidas. A Volkswagen está agora a um passo de vencer pela primeira vez na Alemanha.

Sébastien Ogier teve um dia brilhante ao vencer mais seis especiais, com destaque para as duas passagens nos 45 quilómetros de Panzerplatte Lang, onde pode ter já resolvido a questão da luta pela vitória.

Jari-Matti Latvala ainda deu luta na secção matinal, até à primeira passagem por Panzerplatte Lang, onde perdeu 6,8s para Ogier. À tarde, o finlandês foi o mais rápido em duas especiais, mas viria a perder mais 15,3s na segunda passagem pelo troço maior, terminado o dia já a 33,8s do francês.

Andreas Mikkelsen manteve a terceira posição, estando cada vez mais longe dos seus companheiros de equipa, mas que se prevê um grande resultado para o construtor germânico que nunca venceu em casa.

A luta entre Dani Sordo e Thierry Neuville manteve-se no segundo dia e deverá continuar amanhã, com o espanhol a ter uma vantagem de 9,5s para o belga. Apesar de ter o melhor Hyundai classificado, Sordo não teve um dia isento de problemas pois, a caixa de velocidades não estava a funcionar bem nas reduções mais rápidas e Neuville queixou-se dos travões na primeira passagem em Panzerplatte Lang.

Elfyn Evans começou bem o dia com o segundo melhor tempo, mas perdeu muitos segundos nos troços maiores, onde optou por levar duas rodas na mala do Fiesta, tornando-o mais pesado e mais desequilibrado. O britânico manteve a quinta posição, mas terá de se empenhar amanhã para não ser ultrapassado na classificação.

Ott Tänak teve um dia com alguns acontecimentos desagradáveis. Na segunda especial, uma das câmaras soltou-se, indo parar aos pedais do Fiesta, deu um toque numa pedra no inicio da tarde e acabou por ter uma saída de estrada na segunda passagem por Panzerplatte Lang, onde perdeu mais e um minuto e uma posição para Mads Østberg.

O norueguês da Citroën esteve hoje francamente melhor do que ontem, pelo menos, em relação aos pilotos da M-Sport. Para além de subir para sétimo, Østberg aproximou-se de Elfyn Evans ao terminar o dia a 3,2s do britânico.

Hayden Paddon não teve o carro bem afinado em alguns troços e acabou por ter alguns problemas no turbo, perdendo dois minutos para Ogier só nas duas especiais maiores e baixar para a nona posição.

Stéphane Lefebvre está mais familiarizado com o DS3 WRC, averbou alguns tempos interessantes e aproximou-se de Hayden Paddon, reduzindo a desvantagem para 8,7s em relação ao neozelandês.

Kevin Abbring teve problemas na direção assistida, ficou mais longe de Lefebvre, mas tem grandes hipóteses de terminar na mesma décima primeira posição que mantém desde ontem.

Apesar de começar o dia algo isolado na liderança no WRC2, Jan Kopecký continuou a ser rápido e aumentar a vantagem que é agora de 4 minutos para o segundo classificado que passou a ser Eric Camilli, depois de Craig Breen ter perdido muito tempo com um pneu furado.

Martin Prokop teve um dia mau, com o carro mal afinado, teve problemas de transmissão e ainda furou um pneu esta tarde, baixando para décimo terceiro, atrás de Kopecký.

Muito atrasado na classificação, Kris Meeke conseguiu recuperar onze posições, sendo o terceiro piloto mais rápido do dia, mas ainda perdeu hoje quase 1 minuto para Ogier.

Robert Kubica bateu numa pedra, danificando a roda esquerda traseira e ficar fora de prova.

dia 2

 

Scroll To Top