Sexta-feira , Junho 22 2018
ÚLTIMAS
Home / RALI / Ogier lidera Suécia atípica (porRicardo Nascimento)
Ogier lidera Suécia atípica (porRicardo Nascimento)

Ogier lidera Suécia atípica (porRicardo Nascimento)

Depois de muitas incertezas e de algumas especiais canceladas, o Rally Sweden foi hoje para a estrada com mais neve e gelo do que nos reconhecimentos, embora houvesse locais só com lama.
No entanto, houve um local em que estava cheio de água numa zona rápida, o que provocou grandes calafrios aos mais rápidos.
Sébastien Ogier foi o mais rápido nas três primeiras especiais disputadas, onde conseguiu amealhar uma vantagem superior a 20 segundos para o segundo classificado. No penúltimo troço do dia, o francês falhou um cruzamento, perdeu pouco mais de 10 segundos, mas garantiu a primeira posição.
Kris Meeke perdeu alguns segundos na segunda especial, mas viria a subir até à segunda posição quando venceu a sétima especial. No entanto, o britânico deu um toque no troço seguinte, danificou a direção e o abandono foi inevitável.
Thierry Neuville chegou a ocupar a terceira posição durante a manhã, mas teve muitos problemas de no diferencial posterior do novo carro, ficou só com tração dianteira e não foi além da 27ª posição no primeiro dia.
Hayden Paddon foi a grande surpresa de hoje. Apesar da pouca experiência do neozelandês neste tipo de piso, Paddon venceu as duas últimas especiais, subiu quatro posições e terminou o primeiro dia na segunda posição, a 26,9s de Ogier.
Mads Østberg não arriscou nas difíceis condições dos troços, mas mesmo assim, o norueguês foi subindo aos poucos na classificação sem dar nas vistas, sendo terceiro no final do dia a 6,8s de Paddon.
Ott Tänak esteve em luta direta com Østberg durante todo o dia, subiu à quarta posição após o abandono de Meeke, terminando a etapa no mesmo lugar a 1,1s do norueguês da M-Sport.
Dani Sordo também está envolvido numa boa luta com Østberg e Tänak, tendo mesmo rodado à frente dos dois Ford durante a maior parte do dia. Na sétima especial, o espanhol perdeu poucos segundos, mas o suficiente para baixar duas posição, estando a 3,4s do estónio e a 4,5s do norueguês.
Andreas Mikkelsen entrou bem no rally, quase ao ritmo de Ogier, mas viria ter uma ligeira saída numa zona em que fez aquaplaning (num local onde muitos pilotos se queixaram das informações obtidas pela) organização e no roço seguinte deu um toque numa árvore, onde perdeu quase 30 segundos e uma queda da segunda para a sexta posição.
Apesar de alguns problemas na caixa de velocidades, o regresso esporádico de  Henning Solberg está a ser positivo, com o norueguês a ocupar a sétima posição, numa boa luta com Craig Breen que só tem mais 1,9s de atraso na oitava posição, no primeiro rally com o Citroën.
Eric Camilli esteve muito lento durante a manhã, melhorou um pouco à tarde e subiu alguns lugares, mas isso deveu-se a alguns problemas mecânicos de outros pilotos. Estranha escolha de Malcolm Wilson para esta temporada.
Lorenzo Bertelli terminou o primeiro dia no top 10, com mais 25,1s do que  Camilli, mas tem Elfyn Evans atrás com apenas 3,9s de diferença num R5. O galês está a liderar de novo o WRC2, com 16,8s de vantagem para Teemu Suninen (que não escolheu este rally para marcar pontos) e com menos 17,1s para o local Fredrik Åhlin.
DIA 1

 

Scroll To Top