Sexta-feira , Novembro 17 2017
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / Patrão, Carvalho e Vinãras vencem em Oleiros
Patrão, Carvalho e Vinãras vencem em Oleiros

Patrão, Carvalho e Vinãras vencem em Oleiros

• Patrão, Borrego e Monteiro lideram respetivos campeonatos
• Quarto piloto diferente a vencer nos UTV/Buggy 

Com uma excelente organização da Escuderia Castelo Branco terminou ontem a edição de 2014 da Baja TT Oleiros Proença Mação, quarta jornada do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno. Na competição das duas rodas Mario Patrão (Suzuki) exerceu um domínio claro e reforçou a liderança do campeonato. Já nos Quad a novidade foi não ter sido o campeão nacional a ganhar mas sim Ricardo Carvalho, que aproveitou bem os deslizes de Beto Borrego para ascender à vitória, embora este se mantenha na frente do campeonato. Disputadíssima foi a competição UTV/Buggy, com o triunfo a ser conquistado por uma margem mínima de 5 segundos, diferença que, no final de 250 km separou Roberto Viñaras de Jorge Monteiro. O primeiro estreou-se a vencer e o segundo é o novo líder do campeonato nacional.

Mário Patrão com triunfo claro diante de António Maio

Depois da vitória de António Maio (Yamaha) em Alcoutim era de esperar uma reação enérgica de Mário Patrão (Suzuki) e o sucesso alcançado pelo atual campeão, na prova beirã, foi suficientemente convincente. O piloto de Seia, que venceu o prólogo, assumiu desde os primeiros quilómetros a liderança da corrida, para terminar com uma folgada margem de 4m33s sobre o seu direto adversário. António Maio que ainda antes da corrida tinha assumido que seria mais vantajoso partir de trás não conseguiu tirar partido dessa situação e terminou em 2º lugar, posição que passa a ocupar no campeonato a par do seu colega de equipa Sebastian Buhler.
O terceiro lugar no pódio viria a pertencer a Luís Teixeira (Yamaha) que, por escassos 29 segundos, se impôs face a Fausto Mota, resultado que lhe permite passar para a liderança na classe TT3, por troca com o piloto da KTM.
As duas posições seguintes foram ocupadas pelos consagrados Ruben Faria (KTM) e Hélder Rodrigues (Honda), ambos assumidamente afastados das lutas pelas primeiras posições, na medida em que estão centrados em treinar e ganhar ritmo para as provas do Mundial, que se avizinham.

Entre os pilotos da classe TT1, a de cilindrada mais baixa, o primeiro foi o jovem Sebastian Buhler que, aos comandos de uma Yamaha, se impôs face ao algarvio João Lourenço (KTM) e ao atual campeão Domingos Santos (Damotor). Um resultado que permite a Buhler reforçar a liderança do campeonato da classe TT1, onde tem agora 8 pontos de vantagem.

Encerrou o Top 10 Salvador Vargas (KTM) que triunfou na Classe Promoção e que ficou imediatamente à frente de Rodolfo Sampaio (KTM) o vencedor da classe Veteranos.

Beto Borrego cai, penaliza e Ricardo Carvalho chega à vitória 

Crónico vencedor na competição destinada aos Quad, Beto Borrego, o atual campeão, era o grande favorito para esta Baja TT Oleiros Proença Mação, tendo sido o mais rápido no prólogo aos comandos da Yamaha, inscrita pela equipa Racepunk. Todavia, a sua participação na prova beirã foi bastante atribulada, tendo sofrido uma violenta queda que deixou Ricardo Carvalho (Yamaha) na frente da corrida, após os 85 km de SS1. No troço seguinte, o antigo campeão da modalidade, não consegui resistir ao contra-ataque de Beto Borrego e vítima de um furo terminou a corrida com uma desvantagem de 1m24s. Dois minutos de penalização atribuídos posteriormente a Beto Borrego por atraso à entrada para SS2 viriam a alterar o vencedor da prova.

Com uma desvantagem de 5m46s para o vencedor terminou, na 3ª posição e subiu pela segunda vez consecutiva ao pódio, o jovem Bruno Ferreira de apenas 17 anos que foi ainda vencedor e líder incontestado da Classe Promoção. A luta pelo derradeiro lugar no pódio foi muito intensa, com o piloto da Yamaha PAMoto a superiorizar-se por escassos 14 segundos a Luís Engeitado (Yamaha), deixando ainda Filipe Martins (Kawasaki) a 35s.

Posições seguintes para três Suzuki LTR pilotadas por Fábio Ferreira, André Carita e Kiko Afonso, o jovem piloto local que tinha brilhado no primeiro dia ao ser o segundo mais rápido no prólogo.

Terminando na 13ª posição, Vera Anselmo, que se apresentou lesionada, superou com uma enorme garra todas as dificuldades, venceu Taça das Senhoras e foi 2ª classificada na Classe Stock onde ocupa o 3º lugar no respetivo troféu.

Cinco segundos dão vitória a Roberto Viñaras sobre Jorge Monteiro
Bruno Martins vence entre os Buggy

Na competição destinada aos Buggy & UTV apresentaram-se 22 equipas e o domínio no prólogo foi partilhado entre António Ferreira, no seu espetacular Rage Sport e o Polaris da Speedfreak, pilotado por Vítor Santos, pilotos que fizeram exatamente o mesmo tempo. Com as 5 primeiras posições separadas por escassos 3s entraram também nesse grupo três Polaris 1000 que tinham aos seus comandos Teo Viñaras, Jorge Monteiro e a surpresa Pedro Antunes, um jovem piloto de 20 anos a fazer a sua segunda corrida nesta máquina.
No dia seguinte Vítor Santos manteve a liderança durante 150 km (CP1SS2) numa altura em que as diferenças entre os 7 primeiros eram mínimas (3m33s). Neste ponto de passagem, João Lopes e Roberto Viñaras estavam inclusive no mesmo minuto que o líder da prova.
A partir daqui, os contratempos começaram a afetar diversas equipas, entre avarias mecânicas e saídas de estrada, ficando a luta pela vitória confinada ao duelo entre Roberto Viñaras e Jorge Monteiro. O espanhol, atual vice-campeão de Portugal, acabaria por conseguir a sua primeira vitória deixando o campeão 2010 e vencedor desta Baja em 2011 e 2012 a apenas cinco segundos.
Bruno Martins, aos comandos de um Rage Conet R foi o 3º classificado absoluto e ficou também muito perto (1m39s) do triunfo, mas que saiu de Oleiros com a vitória na classe Buggy e com a passagem para a liderança desta competição.
4º lugar para mais um Polaris 1000 o de Carlos Miranda, enquanto Avelino Luís, na 5ª posição, foi o primeiro de entre os pilotos que se apresentaram aos comandos de Polaris 900 , máquinas nesta prova bastante penalizados face ao Polaris 1000 pelas muitas subidas que o percurso apresentava.
Líder do campeonato à partida para esta prova, João Lopes não foi além do 7º lugar depois de uma longa paragem para reparar uma avaria no seu Polaris, tendo descido para 3º lugar embora a apenas 4 pontos de Jorge Monteiro, que passou para a frente, tendo Roberto Viñaras em segundo, a 2 pontos.
Destaque ainda para o 6º lugar de Miguel Jordão, jovem piloto que se estreou em Alcoutim e também referência para mais uma vitória entre as senhoras por parte de Rita Oliveira (acompanhada de João Rato) que terminou em 8º lugar, com Dorothee Ferreira (acompanhada da sua irmã Bernadette Vanderschelden) a terminar na posição imediatamente a seguir e separadas de apenas 3m19s.

O Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno terá um interregno nos próximos dois meses e regressa a 12 e 13 de Setembro, altura em que disputará a Baja TT Idanha-a-Nova.

Outras informações sobre a prova emwww.escuderiacastelobranco.pt
Resultados em http://ecb.cronobandeira.com/

 

Scroll To Top