Domingo , Agosto 20 2017
ÚLTIMAS
Home / MOTOS / Paulo Alberto campeão nacional de Supercross
Paulo Alberto campeão nacional de Supercross

Paulo Alberto campeão nacional de Supercross

No fecho de mais uma época de campeonato nacional de Supercross e em noite de regresso ao Ribatejo e a Paço dos Negros – que recebeu pela nona vez uma prova da especialidade – Paulo Alberto conquistou os títulos nacionais nas classes Elite e SX1, com Diogo Graça a não necessitar de vencer para assegurar o primeiro lugar em SX2 à semelhança do que tinha feito no nacional de MX na classe MX2.

Em noite de todas as decisões foram muitos os que se deslocaram até à pista de Paço dos Negros numa clara demonstração do carinho e paixão que a modalidade continua a ter entre as gentes ribatejanas. Em perspectiva estava igualmente uma luta intensa entre Hugo Basaúla, campeão em título e líder do campeonato, e Paulo Alberto, este a aproveitar a paragem nos campeonatos brasileiros para cumprir na integra o nacional de Supercross neste ano de 2016.

Hugo Basaúla foi quem melhor começou a noite ao ser mais uma vez o mais rápido nas Red Bull Flying Lap’s, mas em ambas as finais a sorte nada quis com o campeão nacional e por duas vezes foi forçado a abandonar com problemas na sua moto. Basaúla desesperava ao ver o título fugir-lhe entre os dedos primeiro nas voltas iniciais da primeira final da noite, quando lutava pela vitória e depois a meio da derradeira corrida do ano quando lutava precisamente com Paulo Alberto pelo primeiro posto final.

Este acabou por vencer ambas as corridas da noite e assim o campeonato, retirando a primeira posição a Joaquim Rodrigues nas derradeiras duas voltas naquela que foi a primeira final em Paço dos Negros, liderando depois durante metade da segunda final a caminho do título absoluto e de SX1, um título que marca igualmente o regresso de uma moto com motor a dois-tempos ao degrau mais alto do pódio do Supercross 14 anos depois de Paulo Gonçalves ter sido último a ser campeão nacional com uma moto equipada com esse tipo de motorização.

Sandro Peixe fechou a noite na segunda posição global para concluir o campeonato em terceiro, com Joel Costas a conseguir a sua primeira vitória do ano em SX2 mas sem destronar Diogo Graça do título de campeão na classe, numa noite onde Hugo Santos regressou aos pódios ao ser o terceiro na SX1, ele que é um dos pilotos com melhor palmarés no MX e SX nacionais.

Com o seu campeonato já concluído desde a prova anterior os Infantis estiveram igualmente em Paço dos Negros, com vitórias de Sandro Lobo na classe Open e Infantis B e Martim Maria em Infantis A.

Classificações

SX2
1º Joel Costas – Suzuki com 50 pontos
2º Diogo Graça – Husqvarna 42
3º Pedro Carvalho – Yamaha 42
4º André Sérgio – Yamaha 34
5º Diogo Pereira – Suzuki 34

Campeonato
1º Diogo Graça com 166 pontos; 2º Joel Costas, 160; 3º André Sérgio, 130; 4º Diogo Pereira, 115; 5º João Oliveira, 99

SX1
1º Paulo Alberto – Honda com 50 pontos
2º Sandro Peixe – Honda 42
3º Hugo Santos – Husqvarna 38
4º Nelson Silva – Suzuki 33
5º Carlos Alberto – Honda 32

Campeonato
1º Paulo Alberto com 162 pontos; 2º Hugo Basaúla, 148; 3º Sandro Peixe, 140; 4º Joaquim Rodrigues, 136; 5º Hugo Santos, 121

Elite
1º Paulo Alberto – Honda com 50 pontos
2º Sandro Peixe – Honda com 42
3º Joel Costas – Suzuki com 38
4º Diogo Graça – Husqvarna com 33
5º Pedro Carvalho – Yamaha com 32

Campeonato
1º Paulo Alberto com 162 pontos; 2º Hugo Basaúla, 140; 3º Sandro Peixe, 140; 4º Joaquim Rodrigues, 127; 5º Diogo Graça, 115

 

Scroll To Top