Domingo , Setembro 23 2018
ÚLTIMAS
Home / MOTOS / Paulo Gonçalves vence penúltima etapa do Dakar 2017
Paulo Gonçalves vence penúltima etapa do Dakar 2017

Paulo Gonçalves vence penúltima etapa do Dakar 2017

Piloto português da Honda oficial tem vindo a subir na classificação geral e parte para o derradeiro dia de prova instalado na 6.ª posição.

Paulo Gonçalves venceu hoje a penúltima etapa do Dakar 2017, a décima primeira da prova, disputada entre San Juan e Río Cuarto, na Argentina, com um total de 754 quilómetros. O piloto português natural de Esposende foi o mais rápido do dia, somando mais uma vitória em etapas para a equipa oficial Honda.

A “especial” cronometrada de hoje contou com mais 288 quilómetros cronometrados com uma longa neutralização a dividir ambas as partes do troço do dia. Gonçalves fez uma etapa ao ataque, liderando praticamente ao longo de todo o dia, tendo terminado com um total de 3h18min47s, menos 1min09s que o tempo do segundo classificado do dia, o espanhol Joan Barreda Bort.

Na classificação geral Paulo “Speedy” Gonçalves ascende ao sexto lugar, agora a 52min46s do líder britânico Sam Sunderland. Recorde-se que o piloto da Monster Energy Honda Team vê acrescido ao seu tempo total uma penalização de uma hora por abastecimento em zona não regulamentada, punição que viria a hipotecar as aspirações do piloto luso em mais uma edição da maior e mais dura prova de Todo-o-Terreno a nível mundial.

A derradeira etapa leva a caravana até de Río Cuarto a Buenos Aires onde terá lugar o pódio de chegada e a condecoração dos finalistas da edição de 2017 do Rali Dakar. Apenas um total de 64 quilómetros cronometrados separam a atribuição das classificações finais da prova.

Paulo Gonçalves: “Hoje saí bem, fiz uma etapa muito boa, tentei atacar, tinha pilotos que estavam próximos mas procurei defender e manter sempre a luta pela vitória. Obviamente que o objetivo não era ganhar etapas, mas sim a prova. Fiz tudo o que estava ao meu alcance e seguramente que fizemos um grande trabalho de preparação para que a Honda pudesse ter os dois pilotos no pódio final. Infelizmente a situação não se proporciona, mas temos de estar satisfeitos com o que fizemos e por perceber que o trabalho feito daria os resultados pretendidos. Falta um dia, a mota está com um comportamento perfeito, vamos procurar terminar este Dakar da melhor forma possível!”

 

Scroll To Top