Terça-feira , Setembro 25 2018
ÚLTIMAS
Home / RALI / Pedra ditou desistência de Joaquim Alves nos Açores!
Pedra ditou desistência de Joaquim Alves nos Açores!

Pedra ditou desistência de Joaquim Alves nos Açores!

 

O Campeonato da Europa e de Portugal de Ralis prosseguiram na Ilha de S. Miguel com a 53ª edição do já mítico Azores Airlines Rallye!

A prova em piso de terra reuniu uma fantástica lista de participantes, com muitos e bons nomes candidatos à vitória no rali, contando com cerca de 38 viaturas R5 entre as mais de 7 dezenas de equipas que alinharam na prova do Grupo Desportivo Comercial.

Para a equipa da Cesar Racing Rally Team – Joaquim Alves e Sancho Eiró, a prova teve um início produtivo com a dupla do Ford Fiesta R5 a conseguir uma toada eficaz nas três primeiras especiais, rodando dentro dos 7 primeiros do Campeonato de Portugal de Ralis!

No segundo dia de prova, foram uma das muitas equipas que furaram nesta segunda secção, perdendo algum tempo logo na 1ª especial que os fez descer algumas posições, mas num rali longo e cheio de peripécias nada estava perdido. Nas duas especiais seguintes conseguiram manter o andamento do 1º dia recuperando já algumas posições. Contudo na 8ª especial, uma pedra que “alojou-se” entre a jante e o disco, acabou por partir ambos e desta forma ditar a desistência da equipa.

Como refere o piloto apoiado por Flama, Harker, Gavex, Greblon e DHL, “encaramos esta prova com uma grande vontade e motivação, mas com a noção que participar no Azores Airlines Rallye é sempre um grande desafio, pois trata-se de uma prova longa, com especiais muito difíceis, exigentes e muito propícias a incidências que acabam por influenciar muito a classificação do rali. Infelizmente a nossa participação no rali acabou mais cedo, pois na PE 8 numa zona de travagem, uma pedra partiu a jante e o disco de travão e não nos permitiu continuar em prova. Apesar do nosso azar, é sempre produtivo disputar esta prova, pelas suas especiais e envolvências naturais, também pelo excelente feedback que tem em termos de comunicação nos media e até mesmo por ser uma das melhoras provas que temos em Portugal”.

 

Scroll To Top