Segunda-feira , Dezembro 11 2017
ÚLTIMAS
Home / RALI / Pedro Cunha e Carmo soma e segue
Pedro Cunha e Carmo soma e segue

Pedro Cunha e Carmo soma e segue

Debaixo de um sol e calor intenso e com muito pó disputou-se este fim-de-semana o 2º Rallye BV Condeixa/Intermarché numa organização dos Bombeiros Voluntários de Condeixa-a-Nova e da SicoEco Race Events Club.

Com inicio marcado para as 20.30h de sábado dia 17 de Maio, com a realização da Super Especial (asfalto) nas ruas desta localidade a dupla de irmãos Cunha e Carmo logo mostraram ao que vinham e venceram esta especial por duas décimas batendo assim Luis Simões em Mitsubishi. Esta especial ficou marcada pelo violentissimo acidente da dupla David Santiago e Ricardo Bettencourt quase logo apos o inicio da especial e onde foi preciso a intervenção dos bombeiros que rapidamente encetaram esforços para os retirar do carro(que ficou muito mal tratado apos a saida de estrada e ter derrubado um poste iluminação e uma árvores) e onde foram conduzidos ao hospital por precaução mas onde felizmente piloto e navegador estavam bem e sairam ilesos deste acidente.

No domingo o rali tinha como itinerário a tripla passagem pelo troço de Ega-Belide debaixo de muito pó e calor mas onde o campeão do TRRC 2013 voltou a mostrar aos seus opositores que estava ali para vencer a prova e que não iria facilitar. Luis Simões andou sempre numa luta intensa e interessante com Cunha e Carmo mas não foi o suficiente para tirar Cunha e Carmo da liderança do rali.

Ricardo Lopes ficou no lugar mais baixo do pódio, aos comandos de um carro que o ano anterior pertencia ao Luis Simões. Carlos Valentim veio a Condeixa fazer o rali e conseguir assim alcançar o fim do rali sendo assim a primeira vez que o piloto do Montejunto Rally Club alcança o final de uma prova de terra com o carro japonês e conciliando assim um excelente resultado. O sempre espectacular Telmo Neto alcançou a 5ª posição demonstrando sempre um andamento espectacular mesmo que o troço não fosse muito a favor do BMW mas mesmo assim alcançado um excelente lugar final.

Na tração integral Pedro Cunha e Carmo venceu seguido de Luis Simões e Ricardo Lopes.

Na tração dianteira os grandes vencedores foram a dupla Alexandre Ferreira e Pedro Lopes a bordo do seu habitual Peugeot 309 sendo sempre muito rápido  mas beneficiando também de ter alcançado um bom tempo na super especial e ter partido na frente dos seus opositores no domingo não tendo sido prejudicado pelos diversos acidentes. Alexandre Ferreira alcançou assim uma excelente vitória na tração dianteira e alcançaram ainda um excelente 10º lugar à geral. Rui Ratinho alcançou a segunda posição na tração mas foi  prejudicado pelos acidentes que marcaram este rali e que interromperam a prova por diversas vezes e que lhe viu ser atribuido um tempo menos bom na segunda passagem pelo troço. A correr em casa a dupla Duarte e Miguel Neves em Renault 5 alcançaram o lugar mais baixo do pódio relativamente aos tração dianteira e mostraram assim mais uma vez que aquele R5 é uma carro de “guerra”.

Na tração traseira a vitória  coube à equipa do BMW azul, Telmo Neto e Pedro Crespo ficando na frente do Victor “McRae” Matias e do Armando Carvalho (que estava descontente pela atribuição do tempo na segunda passagem pelo segundo troço após um acidente com um outro concorrente e que o levou a percorrer a especial em ligação). Paulo Marques e Ana Santos ficaram na 4ª posição da tração traseira aos comandos do sempre espectacular e irrequieto Ford Escort.

 

Foi um rali marcado pelo muito sol,calor e pó mas também pelos acidentes que  acabam sempre por prejudicar o normal desenrolar da prova e que atrasou a partida da segunda e terceira passagem pelo troço Ega-Belide.  Uma nota final vai para a questão do posicionamento do público principalmente nas super especiais porque o acidente com o Renault Clio poderia ter tido consequências mais graves pois minutos antes naquela zona estava lá público mas que felizmente não trouxe consequências nem para o público nem para o piloto e navegador.

 

 

Scroll To Top