Segunda-feira , Julho 16 2018
ÚLTIMAS
Home / RALI / PEDRO LAGO VIEIRA NO RALI SERRAS DE FAFE: “FOI UM RALI DIFÍCIL MAS IMPORTANTE”
PEDRO LAGO VIEIRA NO RALI SERRAS DE FAFE: “FOI UM RALI DIFÍCIL MAS IMPORTANTE”

PEDRO LAGO VIEIRA NO RALI SERRAS DE FAFE: “FOI UM RALI DIFÍCIL MAS IMPORTANTE”

 

 

O Rali Serras de Fafe disputou-se este fim de semana nos espetaculares troços da “Sala de Visitas do Minho”. A prova inaugural dos Campeonatos de Portugal de Ralis e de 2 Rodas Motrizes apresentou-se com uma excelente lista de inscritos tanto ao nível da quantidade como na qualidade de pilotos e máquinas presentes.

A fazer apenas o segundo rali em pisos de terra da sua carreira e primeiro ao volante de um competitivo Peugeot 208 R2, Pedro Lago Vieira não teve uma prova fácil. O jovem piloto natural de Ponte de Lima entrou num bom ritmo em prova mas logo no segundo troço do rali os pernos da roda dianteira esquerda cederam e foi impossível prosseguir até ao final da primeira etapa.

Resolvido este contratempo mecânico, Lago Vieira voltou à competição no segundo dia apostado em rodar e adaptar-se o máximo possível ao seu Peugeot. No entanto, fruto do seu abandono no primeiro dia, a posição de saída para os troços da segunda etapa era bastante alta e dessa forma o piloto navegado por Ricardo Faria encontrou as classificativas com os pisos já bastante destruídos pelo que a estratégia passou essencialmente por poupar a mecânica para conseguir atingir o final do rali sem imprevistos.

Pedro Lago Vieira resumia no final que: “Este foi um rali difícil mas importante para nós. Queríamos rodar e explorar ao máximo as potencialidades do Peugeot 208 nos pisos de terra mas acabamos por sofrer um contratempo muito cedo o que nos impossibilitou de cumprir grande parte da primeira etapa.

No segundo dia já não tivemos qualquer problema com o carro e pudemos progredir no nosso andamento, ganhar mais habituação e experiência, mas com o avançado estado de degradação dos troços acabamos por adotar uma postura mais cautelosa a fim de poupar a mecânica e concluir o rali pois o objetivo era agora efetuar o máximo de quilómetros possível.”

Esse objetivo viria a ser conseguido tendo a dupla da PLV Racing levado o seu Peugeot 208 R2 ao 7º lugar final entre os concorrentes do Campeonato de Portugal de Ralis – 2 Rodas Motrizes.

 

Scroll To Top