Domingo , Julho 22 2018
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / Pedro Salvador vence e convence na Penha
Pedro Salvador vence e convence na Penha

Pedro Salvador vence e convence na Penha

 

Pedro Salvador confirmou este Domingo a vitória na Rampa da Penha, abrindo o Campeonato Nacional de Montanha Valvoline 2016 da melhor forma. O piloto flaviense dominou por completo esta prova com o se Norma M20FC, nunca chegando a ser ameaçado no que diz respeito à liderança da prova em termos absolutos e na Categoria 1.

O campeonato começou muito bem para mim. Consegui sempre andar em bom ritmo e com isso controlar os meus adversários. Tivemos alguns problemas com a bateria após a primeira subida de ontem, mas que ficaram rapidamente resolvidos, não me chegando a prejudicar nas subidas. A minha aposta este ano é o campeonato de montanha, pelo que este início me deixa ainda mais motivado. A concorrência na Categoria 1 está muito forte e isso vai permitir provas emocionantes, o que será muito bom para todos e para a competição.“ Afirmou Pedro Salvador.

Na segunda e terceira posições da geral e da Categoria 1, ficaram Rui Ramalho (Osella PA21S Evo) e Paulo Ramalho em Juno CN09. Completaram a classificação nesta categoria, António Barros (4º), Pedro Castañon (5º), Joaquim Rino (6º) e Nuno Guimarães (7º).

A última subida de prova foi condicionada pelo reaparecimento da chuva, que baralhou as contas dos pilotos. Depois de um início de subida com sol, o que permitiu a muitos pilotos usar pneus “slick”, a chuva voltou a cair em força após uma paragem da prova, motivada por um acidente do piloto Sérgio Nogueira em Citroen Saxo. No hiato de tempo que mediou entre a interrupção da prova e o seu retomar, a meteorologia decidiu pregar uma partida e o sol deu lugar à chuva.

Um dos últimos a subir com bom tempo foi Luis Nunes, que com isto conseguiu a vitória nesta derradeira e atribulada subida de prova. O piloto transmontano, impôs o SEAT Leon Cup Racer na Categoria 4, conseguindo com uma última subida ao ataque e onde conseguiu já utilizar pneus “slick”, a excelente marca de 1:41s630. “Foi um fim-de-semana excelente para mim. Não conhecia o carro e com as péssimas condições meteorológicas não foi nada fácil vencer. Esta Categoria é muito competitiva e por isso estou muito contente por começar o ano desta forma.” Sintetizou Luis Nunes.

Na segunda posição ficou Paulo Silva em SEAT Leon Supercopa, seguido por Ricardo Gomes em carro idêntico, que completou o pódio desta categoria. João Silva em Renault Clio foi o quarto, José Cerqueira (5º) e Joaquim Teixeira (6º) completaram a classificação. Este último, que estreou um bonito Renault Megane Trophy nesta prova, teve problemas na máquina francesa, não conseguindo traduzir o seu potencial.

Emoção ao rubro na Categoria 2, com António Nogueira a levar o seu Porsche 911 GT2 ao triunfo depois de duas subidas onde o nome do vencedor não se conseguia adivinhar. O piloto da Régua aproveitou o azar de José Correia, que terminou a Rampa da Penha da pior forma, não conseguindo evitar um forte encontro com os rails, que deixou o seu Nissan GT-R GT3 algo maltratado, conseguindo ainda assim a segunda posição final.

Correu muito bem este meu regresso às rampas, com um saboroso triunfo que muito honestamente não contava. Não tinha pneus de chuva em boas condições, pelo que podia ter feito tempos um pouco melhor. Dei sempre o máximo como costumo fazer e isso foi suficiente para vencer o que é muito bom.” Disse António Nogueira.

O pódio desta última categoria ficou fechado com a presença de Edgar Reis em Porsche 997 GT3 Cup. Em carro idêntico, Gonçalo Manahu foi o quarto classificado a menos de dois décimos de Reis. Pedro Saraiva (5º), João Guimarães (6º) e Carlos Luis (7º), completaram a classificação de uma categoria, onde não terminou classificada Daniela Marques, devido a acidente.

Também decidida nos metros finai da última subida de prova, a Categoria 3 foi a mais disputada de todas as que compõem o Campeonato Nacional de Montanha Valvoline, com a chuva a ter um papel importante na definição da classificação final. Luis Silva foi o vencedor, levando o seu BMW M3 E30 à vitória, face à oposição de Manuel Correia em Ford Fiesta R5, segundo classificado a menos de um segundo do vencedor. Com um Mitsubishi Lancer Evo. VI, Manuel Pereira ocupou o derradeiro lugar do pódio na Penha. José Pedro Gomes (4º), Sérgio Nogueira (5º) e Nuno Flores (6º), foram os outros pilotos classificados.

Não esperava este triunfo! Aproveitei bem o mau tempo para surpreender os meus adversários, que em condições normais estão bem melhor equipados do que eu.  A prova não foi fácil, tive de arriscar um pouco mas no final compensou e isso é excelente.” Referiu Luis Silva.

Na Categoria 5 o vencedor foi Parcídio Summavielle em Datsun 260Z, que bateu Mário Mesquita em Datsun 1600SSS. Com somente dois concorrentes nesta categoria, o triunfo “não foi difícil se bem que tenha tido de correr com pneus radiais, os únicos disponíveis para o tempo de chuva. Foi bom vencer no regresso ao activo.” Referiu Summavielle.

Na Categoria 6 o vencedor foi Fernando Salgueiro em Ford Escort MKII, que bateu com algum à vontade Martine Pereira em Lola T70. “Foi uma boa rampa para mim, não tive problemas e estou por isso feliz pelo triunfo conseguido em condições difíceis.” Disse Salgueiro.

Na Taça Nacional de Clássicos Montanha, o triunfo sorriu a Juan Martin em Simca Rallye 3. O piloto espanhol bateu Cândido Monteiro em Datsun 1200, com domingos Fernandes a completar o pódio com o seu Autobianchi A112 Abarth.

A Armando Freitas bastava terminar a prova para vencer a Taça Nacional de Montanha, e foi isso que fez com o Toyota Starlet, conseguindo pelo caminho tempo muito interessantes.

 

Pedro Salvador perto do triunfo, muita emoção nas outras categorias!

Com a estrada a secar um pouco, Pedro Salvador (Norma M20FC) voltou a ser de novo o mais rápido na segunda subida de prova (1:31s575) do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline. Com o triunfo absoluto na Rampa da Penha, assim como o vencedor da Categoria 1 praticamente definidos, destaque para as outras categorias.

Manuel Correia esteve muito bem com o seu Ford Fiesta R5, conseguindo o melhor tempo na Categoria 3, com a marca de 1:42s622. Mostrando que está forte neste seu regresso ao activo, António Nogueira conseguiu com o Porsche 911 GT2 o melhor tempo na Categoria 2, adivinhando-se uma emocionante luta pelo triunfo nesta categoria.

Conseguindo recuperar o seu SEAT Leon depois do acidente de ontem, Ricardo Gomes reentrou nas contas para o triunfo final na Categoria 4, ao ser o mais rápido nesta segunda subida de prova com 1:45s365.

Parcídio Summavielle continua a dominar a Categoria 5 com o seu Datsun 260Z, enquanto Fernando Salgueiro (Ford Escort MKII) está no comando das operações da Categoria 6 depois de um excelente tempo nesta subida.

Com o seu Simca Rallye 3, o espanhol Juan Martin é o melhor na Taça Nacional de Clássicos Montanha, a exemplo de Armando Freitas e o Toyota Starlet na Taça Nacional de Mmontanha, onde não tem adversários.

 

Última subida de treinos animada

Foi sem chuva mas com o piso ainda muito molhado, que os concorrentes do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline 2016 cumpriram a primeira passagem do dia pelo traçado da Rampa da Penha. Esta foi a derradeira subida de treinos, antes das duas subidas de prova que vão definir o nome do vencedor da primeira prova do ano.

Sempre no topo da tabela de tempos durante o dia de Sábado, Pedro Salvador (Norma M20FC) voltou hoje a ser o mais rápido, registando o tempo de 1:34s954. Rui Ramalho (Osella PA21S Evo) mantém-se na sombra de Salvador, obtendo a segunda melhor marca com 1:39s928. Estes dois pilotos lideraram naturalmente a Categoria 1.

Manuel Pereira em Mitsubishi Lancer Evo VI foi o terceiro mais rápido nesta subida, continuando a fazer uso das quatro rodas motrizes do seu carro, para surpreender na Penha. Manuel Pereira lidera a Categoria 3.

Os melhores nas restantes categorias foram:

Categoria 2 – Gonçalo Manahu (Porsche 997 GT3 Cup) 1:46s395
Categoria 4 – Luis Nunes (SEAT Leon Cup Racer) 1:46s521
Categoria 5 – Parcidio Summavielle (Datsun 260 Z) 2:11s707
Categoria 6 – Martine Pereira (Lola T70) 2:05s028
TNCM – Juan martin (Simca Rallye 3) 2:05s169
TNM – Armando Freitas (Toyota Starlet) 2:01s999

De referir ainda que para além da Valvoline, o Campeonato Nacional de Montanha conta ainda com os apoios da Novo Modelo Europa e da PDAuto, como patrocinadores principais e ainda dos parceiros media: Movielight, Autosport, Foto GTi, Manchete e RaceSpirit.

 

Scroll To Top