Quinta-feira , Julho 19 2018
ÚLTIMAS
Home / RALLYCROSS / PEUGEOT EXIBE POTENCIAL DOS RENOVADOS 208 WRX
PEUGEOT EXIBE POTENCIAL  DOS RENOVADOS 208 WRX

PEUGEOT EXIBE POTENCIAL DOS RENOVADOS 208 WRX

A mais recente evolução do PEUGEOT 208 WRX fez a sua estreia em Holjes (Suécia), com a equipa a aproveitar o melhor do carro anterior para dar início a uma nova fase de aprendizagem. Embora o potencial tenha estado à vista de todos, a sorte não esteve do lado da equipa francesa na terra natal da família Hansen. Os irmãos Hansen colocaram os seus PEUGEOT 208 WRX na final, mas os resultados finais não fazem justiça ao desempenho dos pilotos e dos carros. Timmy obteve o melhor resultado para o Team PEUGEOT Total, com um 4º lugar, mas rodou na 2ª posição até à última volta até ser alvo de um forte embate de outro concorrente, acabando preso na gravilha, numa infração pela qual o autor acabou por ser penalizado.

 

  • Timmy Hansen foi rápido em todas as suas sessões de Qualificação, assegurando uma posição entre os três primeiros após a Q4. O piloto sueco tinha tudo preparado para converter essa performance num bom resultado final: começou por obter o 2ª lugar na Semi-Final 2, mas foi depois violentamente atirado para fora da pista na última volta, incidente no qual não teve qualquer culpa. Ainda assim, o fim de semana de Timmy Hansen tem mais fatores positivos do que negativos, pois demonstrou-se o forte potencial das novas especificações do PEUGEOT 208 WRX.

 

  • Por seu turno, Kevin Hansen protagonizou, ao longo do fim de semana, uma fortíssima demonstração das suas aptidões de condução e desenvolvimento, registando performances consistentes nas Qualificações e obtendo valiosos pontos com a conquista do 2º lugar na sua Semi-Final. Kevin arrancou para a última corrida lado a lado com o seu irmão, na 2ª fila, mas não conseguiu obter o resultado pretendido devido a problemas mecânicos: depois de um excelente arranque, o motor do seu carro desligou-se.

 

  • Sébastien Loeb teve um fim de semana azarado. O seu 7º lugar na Qualificação foi um reflexo da constante luta do francês para fazer uma boa prova e conseguir o andamento certo ao volante do renovado carro a um nível competitivo elevado. Loeb terminou a Semi-Final 1 no 4º lugar, ficando no limiar da passagem à Final, a menos de 4 décimos de segundo da última posição de acesso.

 

  • O Team PEUGEOT Total ocupa agora o 3º lugar no Campeonato de Equipas, com 233 pontos, estando apenas a 6 pontos de distância do 2ª lugar. No Campeonato de Pilotos, Sébastien é 4º, Timmy 5º e Kevin 7º. Acrescente-se que este ‘Magic Weekend’ registou uma audiência recorde de 51.600 espectadores e a equipa PEUGEOT está no caminho certo para desenvolver todo o potencial da sua mais recente arma para o World RX.

                                                                                                                              

 

Bruno Famin, Diretor da PEUGEOT SPORT

“O objetivo era estrear estas novas evoluções em prova o quanto antes, pois, embora tenhamos acumulado, em testes, o equivalente a uma época completa de competição, não há nada melhor do que a experiência obtida nas corridas. Descobrimos novos problemas e usamos o carro de forma diferente. Dado o nível do campeonato, sabíamos que ia ser um enorme desafio, mas queríamos sujeitar estes ‘upgrades’ técnicos a um batismo de fogo, de forma a continuar a fazer progressos. Tudo se resume a obter resultados no mais curto espaço de tempo e lutar pelos lugares no pódio em todas as provas. O arranque do fim de semana foi difícil: tínhamos de escolher o ‘set-up’ do carro e, depois, aperfeiçoá-lo; comparado com o modelo anterior, este carro conduz-se de modo bastante diferente e deparámo-nos com alguns problemas técnicos. Tanto os pilotos como os engenheiros precisaram de algum tempo para chegar ao ‘set-up’ correto, mas, depois, tudo ficou mais fácil e, a cada volta, pudemos ver os progressos dos pilotos e dos carros, ao ponto de termos conseguido um resultado conjunto bastante competitivo no domingo. Se virmos os tempos por volta do Timmy, penso que ele podia mesmo ter lutado pelo 2º lugar na Final, não fosse aquele incidente, cujo autor

 

 

 

foi devidamente punido. Portanto, embora não tenhamos trazido resultados dos quais nos possamos orgulhar, temos razões mais que suficientes para estarmos otimistas em relação ao futuro. Acima de tudo, demonstrámos um potencial muito interessante, que era exatamente aquilo que pretendíamos. E agora já não voltamos atrás!”

 Timmy Hansen, Piloto do Team PEUGEOT Total (PEUGEOT 208 WRX #21)

“Todos na equipa – engenheiros, mecânicos e eu próprio – fizemos um excelente trabalho de adaptação às alterações do renovado PEUGEOT 208 WRX. Tivemos um fim de semana épico. Na última volta da Final, eu estava em 2º. Antes de mais, o Andreas Bakkerud empurrou-me e passou-me, para depois, o Mattias Ekström me atirar completamente para fora da pista, num impacto tal que fiquei com um ombro deslocado. Fiquei dorido, tanto no ombro como ‘cá dentro’… Com todas estas novidades no carro, ainda temos muito potencial para descobrir, pelo que é fácil estarmos otimistas em relação ao futuro. Ao longo do ano, vamos ser cada vez mais rápidos. Na próxima corrida, no Canadá, espero lutar pela vitória.”

Kevin Hansen, Piloto do Team PEUGEOT Total (PEUGEOT 208 WRX #71)

“Foi um fim de semana muito bom. Trabalhámos arduamente para progredir ao longo de todos estes dias para a estreia com o PEUGEOT 208 WRX com as especificações de 2018. É um pouco diferente carro anterior, por isso precisei de algum tempo para me habituar ao ‘set-up’ e a tudo o resto. No ‘warm-up’ da manhã de sábado tudo estava mais afinado e, ao longo do dia, conseguimos bons progressos em termos de afinações e de condução. E foi fantástico chegar outra vez à Final. Infelizmente, o carro teve um problema técnico e o motor desligou-se em andamento durante uma das voltas. Foi pena, mas só o facto de ter estado na Final aqui em Holjes já foi fantástico.”

Sébastien Loeb, Piloto do Team PEUGEOT Total (PEUGEOT 208 WRX #9)

“Tenho de dizer que não fiquei satisfeito com este fim de semana. Tive dificuldades na Q1 e na Q2, para na Q3, na manhã de domingo, ter batido no Timur Timerzyanov e partido a suspensão, terminando a sessão em último. Após a Q4 fiquei qualificado em 7º da geral para as Semi-Finais. Quando se tem esse lugar, arrancamos de fora na 2ª fila, que não é a melhor posição para o fazer. Portanto, a corrida não começou da melhor forma, sendo que, na verdade, também não melhorou muito mais depois disso. O nosso objetivo no Campeonato é acumular pontos e este fim de semana não conseguimos muitos. Em termos de Geral, o Johan Kristofferson está a afastar-se e a isolar-se no comando e isso também não estava nos nossos planos. No cômputo geral, o renovado PEUGEOT 208 WRX é claramente melhor do que o anterior, mas temos ainda coisas para melhorar no futuro. Penso que agora temos boas condições para desenvolver ainda mais o carro.”

 

Scroll To Top