Quinta-feira , Outubro 19 2017
ÚLTIMAS
Home / RALI / Problema mecânico compromete prova de Diogo Gago
Problema mecânico compromete prova de Diogo Gago

Problema mecânico compromete prova de Diogo Gago

Diogo Gago e Jorge Carvalho partiam para o Rali Vidreiro – Centro de Portugal com ambições de obterem um bom resultado, mas desde bem cedo viram as suas aspirações comprometidas, depois da manete da caixa de velocidades ter-se partido logo no começo da primeira especial, não lhes permitindo melhor que o segundo lugar na classe RC4.
Logo na primeira especial, Diogo Gago e Jorge Carvalho cederam mais de minuto e meio para a concorrência após a manete da caixa se ter quebrado logo no começo da especial do Farol, com esta situação a comprometer toda a prova.
“Não era este o desfecho que pretendíamos, pois vínhamos com o objectivo de lutar pela vitória e face a estes problemas esse objectivo tornou-se completamente impossível”, começou por dizer Diogo Gago.

Com o problema parcialmente resolvido após a primeira assistência, Diogo Gago ainda venceu uma especial, mas no segundo dia o apoio da manete da caixa voltou a partir, impedindo Diogo Gago e Jorge Carvalho de lutar pela vitória nas especiais, que era o seu objectivo para o segundo dia, de forma a minimizar as perdas do primeiro dia.

Como nos contou o piloto apoiado pelo Hotel Pedras Rubras, Pedro Pinto Automóveis, Pirelli, QF-Lda, Mariscos Galvão e Município de São Brás de Alportel “com o tempo perdido no primeiro dia, o objectivo passava este sábado por vencer especiais e assim minimizar a perda de pontos para os líderes, mas a manete voltou a partir e o meu navegador teve mesmo que segurar a manete da caixa nas especiais, o que não só complicava a sua tarefa de dar notas, como não nos permitia ser mais rápidos. Saímos desta prova sem o resultado que pretendíamos e com as contas do campeonato mais complicadas, mas mostrámos uma vez que mais que sem problemas, poderíamos ter vencido na nossa categoria”.

No final da prova e com o segundo lugar assegurado na classe RC4, Diogo Gago lembrou ainda “o trabalho da nossa equipa de assistência, que apesar dos problemas sentidos ao longo da prova, procurou sempre resolver as avarias que foram surgindo ao longo do rali. Queremos também deixar uma palavra de agradecimento aos nossos patrocinadores por continuarem a acreditar no nosso projecto”.

 

Scroll To Top