Domingo , Setembro 23 2018
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / Rallye Aïcha des Gazelles já começou
Rallye Aïcha des Gazelles já começou

Rallye Aïcha des Gazelles já começou

 

As verificações técnicas e administrativas do 25º Rallye Aïcha des Gazelles decorreram hoje (ontem) em Nice, França, num ambiente de celebração. Foi verificada toda a documentação necessária de cada concorrente tendo estas recebido o colete identificativo que terão de usar ao longo de todo o rali. Este ano é tom de azul que vai distinguir as participantes dos outros elementos da organização. Foram controladas as características técnicas dos vários veículos e teve lugar o briefing desportivo. Ao contrário do que é habitual as participantes não receberam hoje os mapas fundamentais à navegação, os quais serão entregues apenas duas horas antes do prólogo.
Esta competição é conhecida pela sua originalidade uma vez que se trata de uma prova de navegação e não de velocidade. Conta com a participação de 370 mulheres, 185 equipas, que durante oito dias vão percorrer cerca de 1300 quilómetros em solo marroquino sem ajudas de GPS ou qualquer outro aparelho eletrónico. Numa era onde impera a tecnologia, este rali ainda é feito à “moda antiga” pois é com recurso a cartas militares, bússolas e réguas que as concorrentes determinam o caminho a seguir. No final, ganha a equipa que, tendo encontrado todos os pontos de passagem obrigatórios, tenha efetuado o menor número de quilómetros. Este facto obriga, naturalmente, a uma boa técnica de condução em todo o tipo de piso.
À dupla composta por Elisabete Jacinto e France Clèves, foi atribuído o número 402. Depois de realizadas as verificações técnicas e administrativas a equipa mostrou-se confiante: “Apesar de se tratar de um rali que exige uma boa técnica de navegação e condução, as classificações positivas resultam das decisões que se vão tomando ao longo do percurso. Decidimos passar, ou não, em sítios que não conhecemos com base num mapa a preto e branco onde nem sempre é muito clara a sua simbologia. Contudo, estamos confiantes na nossa capacidade de fazer um bom rali ”, declarou a piloto portuguesa.
Este ano as equipas estarão divididas em quatro categorias: Auto/Camião, Moto/Quad/SSV, Crossover e Expert. É nesta última que participa a portuguesa Elisabete Jacinto. Esta categoria foi criada para as participantes com mais experiência as quais estarão sujeitas a dificuldades acrescidas quer ao nível da navegação quer da transposição de terrenos difíceis. Estas concorrentes terão ainda um maior número de CPs a localizar o que as obrigará a uma gestão estratégica do percurso mais minuciosa.
A partida para o Rali será dada amanhã ainda em Nice e, logo depois, as participantes rumam a Marrocos onde vão iniciar a competição no dia 25 de Março.

 

Scroll To Top