Sexta-feira , Dezembro 15 2017
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / Ricardo Leal dos Santos em 5º na Baja Aragón
Ricardo Leal dos Santos em 5º na Baja Aragón

Ricardo Leal dos Santos em 5º na Baja Aragón

 

Português ganhou duelo a Van Loon que em Mini foi 4º no Dakar

Só três Mini foram mais rápidos que o piloto português na derradeira etapa

Nissan Navara da Equipa BAMP ficou a escassos 42s do 4º lugar

Depois de uma estreia auspiciosa no Dakar 2015, Ricardo Leal dos Santos confirmou plenamente, na Baja Aragón, o enorme potencial do seu mais recente projeto desportivo. Navegado pelo brasileiro Maykel Justo, esteve em enorme destaque na etapa final desta jornada da Taça do Mundo de Todo-o-Terreno, ao terminar a prova na 5ª posição, sendo que neste derradeiro dia de prova foi o 4º mais rápido, tendo à sua frente apenas três dos seis Mini presentes.

“Esta derradeira etapa foi disputada a um ritmo alucinante. Foi sempre a fundo. Sabia que o Van Loon ia atacar e para tentar ficar à frente dele tinha de dar o máximo. Foi excelente terminar a corrida batendo um piloto da Mini que foi o 4º no Dakar. Com tantos pilotos e máquinas de grande qualidade conseguimos fazer valer os nossos argumentos. A nossa Nissan teve um excelente comportamento e todas as alterações que lhe introduzimos provaram plenamente. Estamos muito satisfeitos com o resultado, com a prestação de toda a equipa e o projeto BAMP deu seguramente um importante passo em frente”, referiu o piloto no final da corrida.

O piloto português que lidera o projeto lusófono BAMP terminou a corrida a escassos 42s da quarta posição da classificação final e bem se pode queixar do piloto árabe Sheikh Al Qassimi que, no primeiro dia de corrida, o fez perder cerca de quatro minutos.

De recordar que a equipa BAMP que tem como diretora de logística Izilda Mossuela, manequim e apresentadora angolana, reúne elementos do Brasil, Angola, Moçambique e Portugal, países reunidos no acrónimo BAMP, é apoiada pela bebida energética Nº1 em Angola, SPEED® e trabalhou afincadamente nestes últimos meses na pickup Nissan de modo a solucionar pequenos problemas registados na sua participação no Dakar do início deste ano. Algumas das alterações efetuadas e agora devidamente comprovadas ocorreram ao nível do motor, suspensão, arrefecimento e admissão.

 

Scroll To Top