Sexta-feira , Janeiro 19 2018
ÚLTIMAS
Home / RALI / Ricardo Moura vence Rali Ilha Azul (por Ricardo Nascimento)
Ricardo Moura vence Rali Ilha Azul (por Ricardo Nascimento)

Ricardo Moura vence Rali Ilha Azul (por Ricardo Nascimento)

Para além dos seis ausentes à partida, a 26ª edição do Rali Ilha Azul, ficou marcado por muitos abandonos e por algumas questões referentes à organização do rally que poderiam ter sido melhores.
Com o superior Ford Fiesta R5, Ricardo Moura resolveu o rally a meio da manhã, após o segundo troço de sábado, quando já tinha amealhado uma vantagem de 44 segundos sobre o segundo classificado. Moura e Eiró, continuaram a aumentar a vantagem ao longo de evento e venceram com grande facilidade. Apesar de ter um carro melhor do que o anterior, os campeões só conseguiram bater dois recordes e um deles por apenas 0,6s mas, também os pisos não se encontravam nas melhores condições.
Rúben e Estevão Rodrigues ocuparam a segunda posição desde a super especial disputada nas ruas da Cidade da Horta, conseguindo bater dois dos seus recordes pessoais em Jaime Melo/ Ribeiro do Cabo e Vulcão dos Capelinhos/ Varadouro. Com este resultado na Ilha do Faial, os irmãos Rodrigues subiram à segunda posição do campeonato.
Ainda o rally não tinha ido para a estrada, Luis Rego Jr. começou por ter vários problemas com a suspensão durante um pequeno teste, sendo obrigado a trocar os amortecedores, mesmo antes de iniciar o primeiro troço. Na primeira especial disputada no sábado, os apoios do “charrion” (canga) partiram-se da carroçaria, ficando preso por apenas dois parafusos, o que tornava o carro impossível de se conduzir e muito perigoso. Por razões de segurança, a equipa decidiu não prosseguir em prova mas, ainda ficou o registo de um bom tempo em Vulcão dos Capelinhos, apesar dos problemas no carro.
Henrique Moniz passou para terceiro após o abandono de Rego e liderava as duas rodas motrizes com uma grande vantagem, preparando-se para obter o segundo pódio consecutivo. No entanto, após a tomada de tempo na derradeira especial do rally, partiu-se uma rótula de um dos braços de direção e uma transmissão. Moniz e Diniz ainda tentaram fazer uma reparação para tentar chegar à Horta mas, ficaram parados na ligação, abandonado mesmo no final.
José Paula e Rui Torres abandonaram na segunda especial de sábado, ambos com o turbo partido dos seus  Mitsubishi lancer Evo IX. Com todos estes abandonos, Pedro Rodrigues conseguiu obter o seu segundo pódio, dedicando-o à sua mãe que faleceu à poucos dias.
Sem pneus novos, João Faria acabou por obter um excelente resultado com o seu Peugeot 206, ao terminar na quarta posição e melhor entre as duas rodas motrizes, com uma vantagem de 25,8s para Paulo Costa, acompanhado por Tiago Mota, os melhores nos VSH com um Subaru.
Rafael Botelho fez dois piões na manhã de sábado e um deles numa zona rápida que poderia ter tido outras consequências. O jovem piloto esteve sempre atrás de Faria e Costa mas, nas derradeiras especiais, Botelho tentou alcançar o Subaru mas, acabaria na sexta posição a 2,5s do piloto local.
Com pouca experiência em pisos de terra, Carlos Andrade não foi além da sétima posição com o seu novo carro mas, acabou por amealhar pontos importantes nas duas rodas motrizes.
faial

 

Scroll To Top