Segunda-feira , Dezembro 11 2017
ÚLTIMAS
Home / RALI / Ricardo Teodósio “aprendeu” comportamento Fiesta no asfalto albicastrense
Ricardo Teodósio “aprendeu” comportamento Fiesta no asfalto albicastrense

Ricardo Teodósio “aprendeu” comportamento Fiesta no asfalto albicastrense

 

 

A dupla algarvia Teodósio Motorsport, formada por Ricardo Teodósio e José Teixeira, privilegiou no Rali de Castelo Branco a ciência peculiar da viatura da marca oval para compreender as suas performances. Uma transmissão partida, furo e um pião fizeram parte integrante de mais um ciclo de aprendizagem, estanho já a ser preparada a possível participação no Azores Airlines Rally, em pisos de terra, entre 2 e 4 de Junho, prova organizada pelo Grupo Desportivo e Comercial.

 

Quem perfila sempre alcança. Pese embora o resultado global registado na prova da Escuderia Castelo Branco tenha ficado bastante aquém do desejado, Ricardo Teodósio e José Teixeira deixaram a Beira Interior Sul com o dever cumprido, regressando o Algarve com novas ilações relativamente ao comportamento do Ford Fiesta R5.

«Entrámos na prova com algumas cautelas a fim de continuar a adaptação da viatura e, paulatinamente, fomos ganhando ritmo e confiança até ao momento em que partimos a transmissão que nos inviabilizou um resultado condizente. O muito tempo perdido deveu-se também ao facto de termos ficado apenas com tracção atrás», começou por confidenciar Ricardo Teodósio.

O primeiro dia ficou marcado pelo 4.º melhor registo no final da etapa inaugural, pelo que era expectante e legítimo cogitar bons indicadores para sábado. Com uma toada atacante, a dupla algarvia cedo mostrou que pretendia “negociar” o tempo perdido, mas tudo se viria a esfumar quando não conseguiu evitar um pião e um furo, com a agravante desta última anomalia ter acontecido precisamente na última especial e a mais longa.

«Apesar da sorte nos ter voltado as costas, conseguimos entender na perfeição a excelente montra de qualidades intrínsecas do Ford Fiesta R5, num compromisso que nos permitiu experimentar outras misturas de pneus e assinalar que as notas que possuíamos não estavam em conformidade com o andamento vivo da viatura. Obviamente que retirámos as devidas ilações, e ainda por cima, os espanhóis da RMC Motorspot levaram para Castelo Branco as mais recentes evoluções», acrescentou.

Ricardo Teodósio acrescentou ainda que «deu perfeitamente para compreender que a motorização EVO é muito mais evoluída o que nos deixou ainda mais confiantes para o futuro, dado que cerca de 200 quilómetros percorridos dá-nos alguma dose de firmeza», segredando, por outro lado, que «estamos perto de garantir a presença na terceira prova pontuável para o Campeonato Nacional de Ralis a ter lugar, de 2 e 4 de Junho, com a realização do Azores Airlines Rally, a disputar em pisos de tterra, competição organizada pelo Grupo Desportivo e Comercial. Ricardo Teodósio agradece a colaboração de todos os parceiros deste projeto, nomeadamente Cafés Nicola, Garrafeiras Garcias, Restaurante O Teodósio, Panta – Racing Fuel, Albufeira, Hankook, Garvetur, Visa Car, Strong Answer, Azimut – Sports Park, Galuppo, Cision, Vinhos Santa Vitória, JPGS, RMC Motorsport, Fotos Zé Gonzo.

 

Classificação final do Rali de Castelo Branco

 

1.º          João Barros/J. Henriques            Ford Fiesta R5                                  1h05m06,2s

2.º          José Pedro Fontes/I. Ponte       Citroën DS3 R5                 a 6,3s

3.º          Miguel Campos/C. Magalhães  Skoda Fabia R5                 a 31,0s

18.º RICARDO TEODÓSIO/JOSÉ TEIXEIRA             FORD FIESTA R5               a 11m38,2s

 

Scroll To Top