Quarta-feira , Novembro 14 2018
ÚLTIMAS
Home / BLOG / ROSÁRIO VENCE, EM PROVA MUITO COMPETITIVAPor Rodrigo Vasconcelos)
ROSÁRIO VENCE, EM PROVA MUITO COMPETITIVAPor Rodrigo Vasconcelos)

ROSÁRIO VENCE, EM PROVA MUITO COMPETITIVAPor Rodrigo Vasconcelos)

Vários nomes novos, pilotos espanhóis presentes, levaram a que fossem 16 os participantes. Um número que pode aumentar, pois se algumas promessas forem cumpridas, ainda vão aparecer mais pilotos.
Foi nos treinos oficiais, que Pedro Rosário “afirmou” estar ali para ganhar. Fez o melhor crono, mas com Nuno Bastos, Luís Almeida e José Mota, dentro do mesmo segundo. José Pereira, um estreante no Campeonato, ficou com o quinto tempo, à frente de José Carlos Pinheiro e de Nelson Rocha. Este, um piloto de Setúbal, e não aquele Campeão que muitos esperavam. Juan Vega é o primeiro de “nuestros hermanos”, seguido de Paulo Ferreira e de outro espanhol, Felix Somohano, que encerra o Top 10. Dos portugueses, Jorge Francisco faz o 11º crono, com Carlos Manuel e Vítor Santiago em 13º. e 14º. respetivamente. Santiago, um regressado a cumprir uma promessa que nos fizera no ano passado.
Azares para Luís Oliveira e Tiago Freitas, que não alinharam nos treinos, com problemas mecânicos. Oliveira recupera o carro e consegue uma boa classificação final, mas a prova de Freitas, fica por aí.
De realçar a presença de cinco marcas de Kartcrosses. Três portuguesas, as habituais Semog, ASK, a que se junta agora a AG, mais as espanholas SpeedCar e Camotos.
As corridas de qualificação, face aos 16 participantes, passam a ter duas séries cada.
Nas seis corridas, há quatro vencedores diferentes. Pedro Rosário vence as três em que participa. Depois, com uma cada, Nuno Bastos, Luís Oliveira e José Pereira. Este último, uma agradável surpresa, ao vencer na sua corrida de estreia.
A grelha para a final, tinha Pedro Rosário, José Pereira e José Mota, na primeira linha. Logo atrás, Luís Oliveira e Paulo Ferreira. Nuno Bastos, Felix Somohano, e José Carlos Pinheiro, completavam a terceira linha da grelha. Jorge Francisco, Alfonso Fernandez estavam na quarta linha, com Carlos Manuel, mais um estreante, Nelson Rocha, Vítor Santiago, Luís Almeida, com um fim-de-semana cheio de azares, e Juan Vega, a completarem os restantes lugares da grelha.
A final terá duas partidas, pois a primeira teve de ser interrompida. José Carlos Pinheiro e Nelson Rocha, depois de se tocarem, ficam com os Kartcrosses presos um no outro, o que motivaria a interrupção da prova.
Nova partida, agora com menos participantes, mas com Pedro Rosário a ser quem melhor arranca. Um arranque que o deixa na liderança e que lhe permite começar a temporada a vencer. Um pouco mais atrás, é forte a luta pelos restantes lugares. No segundo, fica Luís Oliveira, que veio do último lugar dos treinos, até ao segundo lugar do pódio. Também com uma excelente corrida, José Mota é terceiro, à frente de José Pereira e de Jorge Francisco. São estes os pilotos que perfazem o Top 5.
Classificam-se na final, Paulo Ferreira, Alfonso Fernandes, Carlos Manuel, Vítor Santiago e Luís Almeida. Este, só completa uma volta.
Foram estes os pilotos que alinharam na segunda final, pois Nuno Bastos, José Carlos Pinheiro e Nelson Rocha ficaram de fora desta.

 

 

Texto e foto: www.offroadportugal.org

 

Scroll To Top