Sábado , Outubro 21 2017
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / Rui Ramalho vence Rampa Internacional da Falperra!
Rui Ramalho vence Rampa Internacional da Falperra!

Rui Ramalho vence Rampa Internacional da Falperra!

 
Depois dos problemas que referimos no dia de ontem e que provocaram o final antecipado da primeira subida oficial do Campeonato Nacional de Velocidade Valvoline, a 38º edição da Rampa Internacional da Falperra terminou hoje em festa, com um excelente tempo a brindar os milhares que este Domingo marcaram presença nesta mítica prova, organizada pelo Clube Automóvel do Minho, com o apoio da Câmara Municipal de Braga.

Com a anulação dos tempos de todas as competições na subida oficial de Sábado, restavam aos pilotos as duas subidas a contar de hoje, para definir as diversas classificações. Nestas condições o melhor foi Rui Ramalho que conseguiu uma brilhante vitória ao volante do seu Osella PA2000 Evo.

O piloto do Porto conseguiu o tempo total de 4:03s178, vencendo não só em termos absolutos mas também na Categoria 1. Na segunda posição ficou Paulo Ramalho em Osella PA21S Evo, ficando o vencedor do Grupo CM, João Fonseca (BRC CM05 Evo), com o degrau mais baixo do pódio. Hélder Silva em Juno CN09 foi o quarto classificado.

Azarado na primeira subida, Pedro Salvador efectuou, e foi o mais rápido, na segunda subida de prova, mas de nada adiantou, dado ser necessário completar duas subidas oficiais para que pudesse terminar classificado.

“Esta é uma vitória muito saborosa, a minha primeira ao volante deste novo Osella. Ainda me estou a adaptar ao carro e esta prova sendo uma das mais exigentes do campeonato, trouxe alguns problemas que consegui ultrapassar bem. Depois do que aconteceu ontem com a anulação da primeira subida oficial, sabia que não podia errar, mas sabia também que tinha de atacar se queria vencer. Na segunda subida pude controlar e fiz só o suficiente para terminar e garantir o triunfo, que me dá agora a liderança do campeonato.” Disse Rui Ramalho.

Grande dominador da Categoria 2, José Correia foi um justo vencedor com o seu Nissan GT-R GT3, com o piloto da JC Group a finalizar a prova com o tempo total de 4:35s892. Gonçalo Manahu foi segundo com o seu Porsche 997 GT3 Cup na frente de Edgar Reis em carro idêntico.

“Aproveitei bem o facto de esta ser uma rampa muito propícia para o meu carro e apesar de não poder falhar nas duas subidas de hoje ataquei forte. Sendo uma das provas mais rápidas do campeonato, sabia que tinha vantagem e que podia ganhar se conseguisse estar em bom plano. Felizmente consegui e por isso a primeira vitória do ano. Continuo a ter alguns problemas nos arranques, já que este carro não está totalmente adaptado a provas deste tipo.” Afirmou José Correia.

Na Categoria 3 o vencedor foi Pedro Coelho Saraiva em Mitsubishi Lancer Evo IX, que registou o tempo total de 5:11s430, suficiente para suplantar Carlos Luis em SEAT Leon TDi e Francisco Morgado em Mitsubishi Lancer Evo IX.

Vencedor na Penha, João Guimarães colocou o seu Peugeot 206RC na quarta posição, seguido por Ramiro Brito em Mitsubishi Lancer Evo X e Sérgio Nogueira em Citroën Saxo Cup. Pedro Marques em SEAT Leon TDi, Adriana Barbosa (Ford Fiesta R2), Bruno Sá (Citroen C2) e José Oliveira (Subaru Impreza), completaram a classificação na Categoria 3.

“Foi uma boa vitória, fruto do esforço conjunto de uma equipa que merece este justo prémio. Conseguimos andar muito bem nas duas subidas de hoje e para além do Grupo N, conseguimos também vencer a categoria. Já há algum tempo que procurava este triunfo, por isso saio daqui com uma satisfação enorme.” Sintetizou Pedro Coelho Saraiva.

Com o tempo total de 4:45s442, Manuel Correia acabou por impor o seu Ford Fiesta R5+ na Categoria 4, depois de uma excelente luta com Silvino Pires em Ford WRC. No degrau mais baixo do pódio ficou Rui Pinheiro em BMW M3. Carlos Oliveira em Peugeot 208, João Oliveira em SEAT Leon MKI e Marco Guerra em Peugeot 306, ocuparam as posições seguintes.

“É sempre um prazer enorme correr na Falperra e sair daqui com uma vitória é fantástico. Ao contrário da Penha, este não foi um triunfo fácil, com a oposição a forçar-me a aplicar ao máximo. Felizmente correu tudo bem, com o Fiesta a estar sempre em grandes condições, sendo um aliado perfeito para esta prova.” Disse Manuel Correia.

A vitória na Categoria 5 pertenceu a Luis Nunes em SEAT Leon MKIII, que completou a prova com o tempo total de 4:42s481. Joaquim Teixeira foi o segundo ao volante do seu Renault Megane Trophy V6, com o pódio a ficar completo com a presença de Rui Dinis em SEAT Leon MKIII.

Depois do pódio na Penha, Francisco Marrão ficou na quarta posição com o seu SEAT Leon Supercopa, enquanto mais atrás Jorge Meira (Citroën Saxo Cup) superava José Cardoso, em carro idêntico. Jorge Silva em Westfield Sport 1600, Valter Dinis (Alfa Romeo 156) e Roberto Meira em Renault Clio RS, ficaram nas posições seguintes.

“Foi fantástico vencer aqui na Falperra, uma das minhas provas favoritas e onde normalmente me dou bem. A minha categoria é por norma uma das mais animadas e onde a competição é maior, daí esta vitória ser também por isso mais gratificante. Com a anulação da subida de ontem perdi um bom tempo e com tudo para decidir hoje, tive de ser forte em todos os aspectos, o que consegui.” Referiu Luis Nunes.

Na Taça Nacional TCR/TCS o triunfo pertenceu ao Audi S3 TCR de Patrick Cunha, que fez as duas subidas no tempo total de 4:38s847. Miguel Lobo em SEAT Leon TCR e Paulo Silva em carro idêntico, completaram o pódio desta competição.

“Esta é a rampa da minha terra e vencer aqui é sempre o meu principal objectivo. Depois de ter estado ausente no ano passado, regressar e levar de vencida nos TCR e ainda andar na luta com os GT, foi muito divertido e recompensador.” Afirmou Patrick Cunha.

Depois de uma luta renhida ontem, Armando Freitas (Toyota Starlet) acabou por levar a melhor na Taça Nacional de Montanha 1300, com o tempo final de 5:48s553. Nas posições imediatas ficaram os Fiat Punto de Francisco Leite e Ricardo Sousa.

“Ontem a oposição estava muito forte e por isso hoje tive de me aplicar ao máximo para vencer aqui na Falperra. Melhoramos o carro e isso foi determinante para os bons resultados de hoje e para vencer.” Sintetizou Armando Freitas.

No Campeonato Nacional Clássicos de Montanha, a luta foi intensa, com triunfo final a pertencer a Pedro Silva em VW Golf MKI (5:21s389), que bateu o favorito José Pedro Gomes em Ford Escort MKI. Depois de dominar os treinos, Gomes foi surpreendido por uma última subida “canhão” de Silva.

Jorge Loures em Ford Cortina Lotus subiu ao degrau mais baixo do pódio, depois de superar Parcidio Summavielle (Datsun 240Z) por pouco mais de meio segundo. Nas posições seguintes, Augusto Vasconcelos em Ford Escort MKI e Mário Mesquita em Datsun 1600 SSS fecharam a classificação.

“Foi uma vitória inesperada na prova que mais gosto de fazer. Tive de andar nos limites para conseguir bater a forte oposição e por isso estou muito feliz por mim e por todos que apoiaram neste projecto. Não foi fácil gerir o facto de não poder falhar, porque só tinha duas subidas e ambas a contar para a classificação, mas consegui ultrapassar isso e vencer.” Disse Pedro Silva

No Troféu Nacional Clássicos de Montanha, o vencedor foi Victor Ramos em Ford Escort MKI, que conseguiu completar as duas subidas de prova em 5:26s047. Carlos Oliveira em BMW 323i foi o segundo classificado, com Fernando Salgueiro em Ford Escort MKII a ocupar o último degrau do pódio. Ricardo Loureiro, também em Ford Escort MKII, foi o quarto classificado, seguido por Luis Sousa em BMW 3.0 CSI.

“Estou muito satisfeito com este triunfo com que não contava minimamente. Tudo correu bem num fim-de-semana perfeito numa prova que me dá muito gozo fazer. Dedico a vitória à minha equipa e a todos os que me apoiam.” Disse Victor Campos.

Tiago Moreira em Datsun 1200 foi melhor na Taça Nacional de Clássicos de Montanha, conseguindo o tempo total de 6:05s357. Mais atrás, ficou Domingos Fernandes com o seu pequeno Autobianchi A112. Depois de dominar a tabela de tempos nos treinos, João Peixoto teve problemas com o seu Mini Cooper e não completou a prova.

“Foi uma boa surpresa esta vitória. Depois dos problemas que tivemos ontem estou muito feliz por chegar ao final com este fantástico triunfo.” Disse Tiago Moreira.

A próxima jornada do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline, disputa-se dentro de três semanas, com a realização da Rampa da Covilhã/Serra da Estrela.

 
Fotos | Foto GTi e Pedro Ferreira

 

Scroll To Top