Terça-feira , Novembro 21 2017
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / Sábado escaldante no primeiro dia do AlgarveClassic Festival
Sábado escaldante no primeiro dia do AlgarveClassic Festival

Sábado escaldante no primeiro dia do AlgarveClassic Festival

Luís de Barros (Ford Sierra RS500) foi o primeiro a cortar a meta, numa corrida que ficaria marcada por um incidente. A bandeirada xadrez foi mostrada a Barros, que terá levantado o pé, pois para ele a corrida tinha terminado. Gustavo Moura terá visto a bandeira, que não era para ele e sim para Barros que vinha logo atrás e desse desentendimento terá resultado o toque. Felizmente não foi mais do que chapa amolgada e ambos os carros poderão alinhar amanhã.

Mas os incidentes de corrida não ficaram por aqui.

João Novo viu o motor do Ford Sierra RS500 “calar-se”. Não conseguia repor o motor a funcionar e dessa forma via um bom resultado “esfumar-se”. Terminava a duas voltas do vencedor.

Herculano Antas (BMW M3) foi outro dos homens da frente que terminaram numa posição que, à partida, não seria a certa. A embraiagem traiu-o e ficava a uma volta de Barros, que simultaneamente era o vencedor dos LCC 90.

Com estes resultados os homens dos Citroen Saxo, a correrem num ritmo que nos recordava o “velhinho” troféu da marca francesa, ficaram com o caminho aberto para o pódium. Pedro Alves vence os LCC 99, com vantagem sobre Paulo Mendes e António Camilo.

Ricardo Dinis (Honda EMI EJ6) ainda andou no meio do grupo dos Saxo, foi quarto a cortar a meta e venceu a Categoria Especial.

Os irmãos Delgado registaram mais uma vitória nos Alfa-Romeo 156, do Desafio Único FEUP 3, terminando à frente de Gustavo Moura.

No Desafio FEUP 2, dos Fiat Punto, o vencedor foi André Tavares e Carlos Gonçalves (Fiat Uno 70SX) ganhou a Taça.

Os LCC regressam à pista amanhã de manhã, quando forem oito horas. Recorde-se que esta noite muda a hora e o que amanhã são oito, seriam as nove horas dos últimos meses.

 

Scroll To Top