Sexta-feira , Novembro 24 2017
ÚLTIMAS
Home / RALI / Segunda vitória para Pedro Meireles
Segunda vitória para Pedro Meireles

Segunda vitória para Pedro Meireles

O Rali Cidade de Guimarães foi provavelmente a melhor prova de sempre do Campeonato Nacional de Ralis. O vencedor foi conhecido sobre a meta, a diferença dos dois primeiros foi de apenas 0,3s, três pilotos lutaram abertamente pela vitória, o público aderiu em força e o dia foi de sol intenso. Que melhor poderíamos quer para um dia de rali?

Mesmo só passando a liderar a prova após a disputa da última especial, Pedro Meireles obteve uma excelente vitória no rali da sua cidade natal, depois de cometer um erro logo na super-especial que o fez perder sete segundo. A recuperação foi notável e a concentração também, que permitiram a vimaranense encarar o troço final com a frieza necessária para se impor a Ricardo Moura.

Moura nem queria acreditar no final do rali o que lhe tinha acontecido. Com um motor alugado no Skoda, que respirava saúde, Moura acabou por assumir uma atitude menos agressiva no derradeiro troço onde nem a calandra de faróis ligou quando talvez já se justificasse. Mesmo assim Moura fez uma prova notável, continuando a denotar evolução ao volante do Skoda Fabia S2000 em asfalto, garantindo um excelente segundo lugar em termos de campeonato.

João Barros também esteve na luta pela vitória e até parecia que a partir do 4º troço tinha embalado para a vitória, com exibições muito consistentes troço a troço. Porém, no 8º troço o Fiesta R5 ficou sem direção assistida e de um momento para outro perdeu quase 15 segundos, passando a gerir o terceiro lugar que lhe garante o primeiro resultado da temporada.

Mas toda esta emoção na luta pela vitória só foi possível quando José Pedro Fontes deixou escorregar o Porsche para dentro de um galinheiro no 4º troço. A caixa encravou em ponto motor e a desistência e foi inevitável, quando a vantagem de Fontes já era de 25 segundos na liderança da prova!!!

Adruzilo Lopes fez uma prova à Adruzilo Lopes. Rápido e muito eficaz, Lopes não deu chances a ninguém no Gr.N impondo-se de forma natural efetuando registou notáveis, acabando por fazer uma prova isolado.

Excelentes a prestação do dois Suzuki Swift S1600 da equipa oficial, com Vinyes a terminar no 5º lugar e com Antxustegui a desistir no derradeiro troço num rali em que foram a sombra um do outro dominando entre os duas rodas motrizes.

Sem erros e sem exageros, mas muito concentrado, Carlos Martins obteve um positivo 6º lugar, com Diogo Salvi a ficar a apenas 3 segundos, embora um furo lhe tenha retirado a hipótese de terminar na 6º Posição.

Sem compreender a razão porque os tempos não estavam a sair, Ricardo Teodósio teve uma prestação um pouco apagada, que se refletiu no 8º lugar.

Entre os duas rodas motrizes, Ricardo Marques foi o mais rápido, numa prova em que andou consistentemente nessa posição, mesmo se um problemas de travões ainda tenha condicionada a prova na parte da manhã.

Diogo Gago não conseguiu andar mais depressa. Tirou tudo o que havia a tirar ao C2, mas teve que se contentar como o segundo melhor nas 2RM.

Num prova que lhe correu bem, Armindo Neves fez uma das suas melhores prestações com o 207, conseguindo ser rápido e efetuando tempos entre os mais rápidos.

Menos sorte teve Paulo Neto que chegou a ser mais rápido nas 2RM, mas um ligeiro problema elétrico no DS3 custou-lhe quase 2 minutos e a perda de algumas posições.

Nesta luta pelas 2RM, destaque ainda para a desistência de Gil Antunes com o motor partido do 208.

Entre os concorrentes do Campeonato Norte de Ralis, a vitória foi para Nuno Cardoso no Lancer Evo VII. Um furo no Mitsubishi de Fernando Peres fez o piloto descer ao segundo lugar no derradeiro troço. Vitor Pascoal terminou no terceiro lugar.

LÍDERES DO RALI:
Ricardo Moura (Pec 1); José Pedro Fontes (Pec 2 e 3); João Barros (Pec 4 a 7); Ricardo Moura (Pec 8 e 9); Pedro Meireles (Pec 10)

VENCEDORES DE TROÇOS:
Ricardo Moura (3); Pedro Meireles (3); José Pedro Fontes (2); João Barros (2)

PRINCIPAIS ABANDONOS:
José Pedro Fontes / Inês Ponte (POR) Porsche 911 GT3 Cup (acidente PE4)
Gil Antunes / Diogo Correia (POR) Peugeot 208 R2 (PE3)
Gorka Antxustegui / Alberto Iglesias (ESP) Suzuki Swift S1600 (PE10)

PILOTO DOR RALI
Pedro Meireles

MOMENTO DO RALI
Desistência de José Pedro Fontes

MENOS DO RALI
Ritmo da super-especial

CLASSIFICAÇÃO GERAL
1. Pedro Meireles / Mário Castro (POR) Skoda Fabia S2000 58:27,0
2. Ricardo Moura / António Costa (POR) Skoda Fabia S2000 +00,3
3. João Barros / Jorge Henriques (POR) Ford Fiesta R5 +26,4
4. Adruzilo Lopes / Vasco Ferreira (POR) Subaru Impreza STI R4 +01:16,7
5. Joan Vinyes / Jordi Mercader (ESP) Suzuki Swift S1600 +02:11,0
6. Carlos Martins / Pedro Peres (POR) Mitsubishi Lancer Evo IX R4 +03:00,6
7. Diogo Salvi / Paulo Babo (POR) Ford Fiesta R5 +03:03,8
8. Ricardo Teodósio / José Teixeira (POR) Mitsubishi Lancer Evo IX +04:13,6
9. Ricardo Marques / Paulo Marques (POR) Peugeot 208 R2 +05:29,8
10. Diogo Gago / Jorge Carvalho (POR) Citroën C2 R2 Max +05:49,6
11. Armindo Neves / Bernardo Gusmão (POR) Peugeot 207 R3T +06:23,4
12. Hugo Mesquita / Carlos Magalhaes (POR) Mitsubishi Lancer Evo X +07:06,2
13. Marco Cid / Nuno Silva (POR) Renault Clio S1600 +07:58,9
14. Paulo Neto / Vitor Hugo (POR) Citroën DS3 R3T +07:59,2

 

PAULO HOMEM

www.ralisonline.net

 

Scroll To Top