Quinta-feira , Novembro 15 2018
ÚLTIMAS
Home / BLOG / Selecção Nacional MXON 2015 Rumo a Ernée
Selecção Nacional MXON 2015 Rumo a Ernée

Selecção Nacional MXON 2015 Rumo a Ernée

Pela 21ª vez consecutiva a Federação de Motociclismo de Portugal tem uma selecção nacional de motocross presente no Motocross das Nações. Novamente serão três os pilotos que defendem as cores nacionais com o objectivo claro de melhorar a oitava posição conseguida em 2001 e 2005, as melhores prestações de sempre da esquadra lusa naquela que é a mais importante competição de motocross por selecções a nível mundial.

A prova realiza-se nos próximos dias 26 e 27 de Setembro em Ernée, França, cuja renovada pista acolher o evento novamente depois de ter recebido a prova em 2005, ano que Portugal terminou na oitava posição pela última vez, à semelhança do que tinha feito quatro anos antes então com a mítica pista de Namur na Bélgica a receber o Motocross das Nações

Em termos históricos a nação com maior número de vitórias em 68 anos de MXON é os Estados-Unidos, com 22 vitórias, sendo no entanto os franceses que vão defender em casa o primeiro lugar conseguido no ano passado em Kegums na Letónia.

A equipa será composta por um trio de pilotos que em 2015 voltaram a mostrar a sua mais valia nas pistas nacionais e do campeonato do mundo, sendo a mesma liderada por Rui Gonçalves, o luso com melhor palmarés internacional e já com mais de uma dezena de anos consecutivos a ‘tempo inteiro’ no paddock do campeonato do mundo, tendo conseguido em 2009 o vice-campeonato na classe MX2.

Juntamente com Rui Gonçalves estará Sandro Peixe, filho de um dos nomes mais conhecidos do motocross português no século passado, César Peixe. O jovem ribatejano integra pela primeira vez a selecção nacional e junto da sua juventude e vontade de vencer leva quatro títulos nacionais de MX2 e três de Supercross, sendo também a primeira vez na história que um filho de um ex-seleccionado (César Peixe) está na equipa nacional.

Hugo Basaúla dispensa igualmente apresentações quando se fala de motocross em Portugal. Campeão Nacional de Supercross nos últimos três anos e Campeão Nacional de Motocross em 2015, o piloto de ascedência angolana passou também pelo campeonato do mundo de MX3 em 2009 onde conseguiu a oitava posição.

A equipa nacional terá em Ross Riley o seu Team Manager e promete lutar contra as restantes 34 selecções nacionais presentes em Ernée, primeiro por um lugar entre as 20 melhores formações e de seguida por uma posição de destaque no final desta edição número 69 do Motocross das Nações.

 

Scroll To Top