Domingo , Outubro 22 2017
ÚLTIMAS
Home / RALLYCROSS / Sol,animação e lista inscritos recheada…assim foi o Ralicross em Sever do Vouga
Sol,animação e lista inscritos recheada…assim foi o Ralicross em Sever do Vouga

Sol,animação e lista inscritos recheada…assim foi o Ralicross em Sever do Vouga

Sol e animação, com mais de sete dezenas de participantes e corridas disputadas taco a taco. Esta foi a fórmula para o sucesso da terceira prova do Campeonato Nacional de Ralicross/Kartcross, organizada pelo Vouga Sport Clube e onde o público esteve presente, emoldurando muito bem a pista do Alto do Roçário, em Talhadas, Sever do Vouga.

Para ajudar à festa, o Troféu Nacional de Super Buggy regressou e o público agradeceu.

Tempos e classificações disponíveis em: http://kronoracing.com/resultados/2016?id=34

De presidente a piloto e vice-versa…

De entre as sete dezenas de participantes, há que destacar uma estreia no Kartcross. Manuel Mello Breyner voltou a vestir o fato e a colocar o capacete. Depois:“contactei a Semog, uns profissionais de mão cheia, e vim fazer Sever do Vouga. Adorei o ambiente, dou os parabéns pelo ambiente deste paddock, pela camaradagem, pelo convívio, acho que o Kartcross e o Ralicross estão de parabéns.” Afirmou o presidente da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK).

Quanto à competição: “ficou dentro das minhas expectativas, porque tínhamos apostado aqui na equipa, que eu ia chegar aos 15 primeiros a certa altura e que depois iria acabar o dia nos 10 primeiros, portanto acabei em nono, por isso está dentro dos objectivos.”

Claro que a experiência de pilotos contribuiu, para que o presidente pudesse evoluir rapidamente: “estou habituado. Fiz troféus AX, fiz troféus Visa, fiz troféus Polo e também eramos aos 20 e 30 e passávamos. Por isso também, passamos. Toda a gente se comporta e se respeita… de vez em quando há um toque, sem problema.” Rematou Manuel Mello Breyner.

Finais

Super Cars

Joaquim Santos (Ford Focus) colocou-se naturalmente na frente e dominou, naturalmente, a corrida. Pedro Matos viu o motor do Citroen DS3 “entregar a alma ao criador” na corrida precedente e já não pôde alinhar.

Lá mais atrás discute-se o segundo posto e a primeira posição na Divisão 2. Quem leva a melhor é Ademar Pereira (BMW 325 IX), enquanto Mário Teixeira se limita a cumprir as voltas que faltam, quando o motor do Mitsubishi Lancer Evo III, começa a fumar e a perder rendimento.

Super 1600

Uma primeira volta de “gritos”, com toques na curva um, na curva dois e a seguir também. Muita chapa amolgada e o público em pé a aplaudir. Logo na partida, era José Eduardo Rodrigues (Peugeot 206 S1600) quem ficava de fora, com problemas mecânicos. Na curva um o Citroen Saxo Kit Car de Bruno Gonçalves fica “ensanduichado”. Na curva dois mais uns toques e José Artur Teixeira (Citroen C2 S1600) à saída bate de frente na barreira e fica com a dianteira do carro pior que o chapeu de um trolha. Depois é Hélder Ribeiro (Citroen C2 S1600) que tem uma visita à barreira e à entrada da recta da meta Bruno Gonçalves volta ser brindado com mais um toque.

Resumindo, quem conseguiu escapar às confusões classificou-se bem. Ricardo Soares (Citroen Saxo S1600) como partia da pole-position espuliu-se à confusão e deixou toda a gente a falar sozinha. Mário Teixeira (Ford Fiesta S1600), também foi dos que escapou à confusão e rapidamente se colocaou como oposição ao líder.

Mais atrás ainda conseguiu terminar José Artur Teixeira, seguido de Buno Gonçalves… Mas com os carros bastante mal tratados.

Super iniciação

Santinho Mendes (Peugeot 205) foi como um foguete para a frente da corrida. No final da recta da meta Lucas Simões (Peugeot 106) é apanhado na “molhada”e já não passa da primeira curva.

Santinho Mendes Mantém-se na frente, Leandro Macedo já com um motor novo no VW Polo, pressiona. É o primeiro a ir à Joker Lap e essa estratégia surte efeitos. Quando Santinho faz o mesmo estão colados, mas foi sol de pouca dura, mais uma vez o motor do Polo traiu a expectativas o piloto de Vila Real, que a custo consegue manter o segundo posto.

Pedro Pereira (Renault Clio) foi terceiro, depois de uma luta bem interessante com João Fonte Novo (Peugeot 106), que terminou em quarto.

Andreia Sousa (Toyota Starlet) levou a melhor na luta com Lucas Simões (Peugeot 106) e assim foi quinta classificada.

Super Nacional

Duas meias-finais para definirem a última grelha de partida do dia, para a Super Nacional.

Celmo Guicho (Renault Clio) vence a primeira, sempre muito pressionado por Hugo Santos (Honda Civic Type R).  João Olivieira (Peugeot 206) termina em terceiro, à frente de José Eduardo Queirós (Ford Escort RS2000).

Na meia-final B, Luís Moreira (BMW 325i) venceu com uma margem confortável. Tiago Alexandre (Peugeot 306). Sérgio Dias (Citroen Saxo) terminou em terceiro, á frente de Daniel Pacheco (Fiat Punto HGT).

São esses os ocupantes da grelha de partida da final. Luís Moreira vai partir da pole-position.

 

Foto:Nuno Pimenta

 

 

Scroll To Top