Quinta-feira , Junho 22 2017
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / Temperaturas de 68º obrigam Tiago Reis a desistir na Baja do Pinhal
Temperaturas de 68º obrigam Tiago Reis a desistir na Baja do Pinhal

Temperaturas de 68º obrigam Tiago Reis a desistir na Baja do Pinhal

O intenso calor que se fez sentir na Baja do Pinhal provocou dificuldades a quase todas as equipas da prova. Tiago Reis e Filipe Martins foram obrigados a abandonar quando rodavam no quarto lugar da geral.
Ao volante do novo Mercedes-Benz GLA Proto, a dupla de Famalicão esperava validar as alterações feitas no protótipo construído pelo Team Transfradelos. A prova da Escuderia Castelo Branco começou na sexta-feira com duas passagens pelo Prólogo de 9.57 kms, onde Tiago Reis confirmou que tudo estava em condições com o carro, vindo a terminar o dia dentro dos sete primeiros.
O dia de sábado começou com temperaturas ainda mais elevadas, com as equipas a enfrentarem temperaturas ambiente a rondarem os 40 graus Celsius, num percurso delineado entre os concelhos de Proença-a-Nova, Sertã e Oleiros. Ao km 87, Tiago Reis e Filipe Martins já tinham subido ao sexto lugar da geral e pouco depois passaram mesmo para o quarto posto. Foi nesta fase que os termómetros atingiram os seus níveis mais elevados, num dia onde inclusive foram lançados alertas laranja e vermelhos um pouco por todo o país devido à elevada radiação UV.
A temperatura no interior do Mercedes-Benz GLA Proto chegou a atingir uns incríveis 68 graus Celsius, provocando fortes dificuldades respiratórias à dupla de pilotos, que foi obrigada a desistir ainda antes de completar o primeiro Setor Seletivo.
“Foram as condições mais difíceis que encontrei na minha carreira. Era simplesmente impossível continuar assim. O carro não tem ar condicionado e apesar de todos os nossos esforços, a partir de determinada altura os riscos para a nossa saúde eram enormes. Sabemos que várias outras equipas passaram pelo mesmo”, revelou Tiago Reis no final.
“Felizmente conseguimos perceber que as transformações operadas no carro são um passo no caminho certo. Ainda temos muito trabalho pela frente e foi pena não conseguirmos chegar ao final, como era o nosso objetivo. Vamos tentar continuar nesta linha de trabalho até à Baja de Idanha”, concluiu o melhor rookie do CNTT em 2016.
Quarta prova da temporada, a Baja de Idanha-a-Nova também é organizada pela Escuderia Castelo Branco e será disputada nos dias 8 e 9 de setembro.

 

Scroll To Top