Domingo , Outubro 22 2017
ÚLTIMAS
Home / MOTOS / Torre de Instrumentos atrasa Paulo Gonçalves na 2.ª etapa em Marrocos
Torre de Instrumentos atrasa Paulo Gonçalves na 2.ª etapa em Marrocos

Torre de Instrumentos atrasa Paulo Gonçalves na 2.ª etapa em Marrocos

 

Piloto português, atual Campeão do Mundo de Ralis Todo-o-Terreno, desceu ao terceiro lugar da classificação geral

Paulo Gonçalves, Campeão do Mundo de Ralis Todo-o-Terreno, completou hoje a segunda de seis etapas que compõem o Rali de Marrocos na sexta posição, depois de um contratempo na torre de instrumentos de navegação da sua Honda CRF 450 Rally ter obrigado o piloto português a uma paragem.

Na tirada de 211 quilómetros cronometrados entre Erfoud e Merzane, Paulo Gonçalves acabou por averbar o sexto melhor tempo, a 6m10s de mais uma vitória da equipa oficial Honda protagonizada pelo espanhol Joan Barreda. Depois de uma primeira parte em luta pelos lugares da frente, o piloto português acabou por ter de parar em pista para “segurar” a torre de instrumentos de navegação da sua mota e assim perder algum tempo para o seu principal opositor na luta pelo título, o espanhol Marc Coma.

 

“Foi uma etapa difícil, arranquei na segunda posição, tentei andar rápido, fiz uma corrida interessante, o Marc [Coma] apanhou-me ao quilómetro 150 mas depois soltou-se a torre da minha moto e eu tive de parar para fixá-la o melhor possível. Acabei por perder algum tempo mas o Rali está no início e temos que continuar a lutar”, salientou Paulo Gonçalves.

 

O piloto de Esposende ocupa agora a terceira posição da geral, a cerca de quatro minutos de Marc Coma, segundo classificado, e exatamente a 7m29s do líder da classificação geral provisória, o colega de equipa Joan Barreda.

 

A terceira etapa do Rali de Marrocos cumpre-se entre Erfoud e Zagora, com a mais longa “especial” cronometrada da prova a ascender aos 313 quilómetros.

 

 

Scroll To Top