Sábado , Setembro 23 2017
ÚLTIMAS
Home / MOTOS / Vinhos Ervideira Rali TT com notável lista de inscritos
Vinhos Ervideira Rali TT com notável lista de inscritos

Vinhos Ervideira Rali TT com notável lista de inscritos

Campeões nacionais partem como favoritos
Quase duas dezenas de máquinas de topo entre os automóveis
Mais de duas centenas de participantes

Arranca já no próximo dia 25 de Abril a 26ª edição do Vinhos Ervideira Rali TT, competição organizada pela Secção de Motorismo da Sociedade Artística Reguenguense e pontuável para os Campeonatos Nacionais de Todo-o-Terreno.

Prova de abertura do campeonato Auto, organizado pela FPAK e segunda jornada para Moto, Quad e Buggy/UTV do campeonato promovido pela FMP, o Vinhos Ervideira Rali TT 2014 vai reunir, na prova que terá a cidade de Reguengos de Monsaraz como centro nevrálgico, um magnífico rol de máquinas que congrega mais de duas centenas de participantes.

Se os campeões nacionais de 2014 partem como favoritos, a luta pelas primeiras posições em todas as competições e classes promete ser muito intensa e animada. Aliás, não seria a primeira vez que na subida aos lugares mais altos do pódio desta competição se registariam surpresas.

Miguel Barbosa com palmarés impressionante

Na competição auto Miguel Barbosa, acompanhado de Miguel Ramalho e aos comandos de um Mitsubishi Pajero, apresenta um palmarés onde constam nada menos que 7 vitórias numa prova onde, desde 2002, ano em que se estreou a vencer, subiu sempre ao pódio com exceção de 2006, tendo a prova sido ganha neste ano por João Ramos, piloto que regressa agora à competição. Miguel Barbosa soma também seis títulos de campeão nacional três dos quais nos últimos anos.

São muitas as novidades que se irão apresentar em Reguengos de Monsaraz

Para tentar fazer frente a este impressionante domínio são vários os pilotos que se apresentam com novidades neste arranque de temporada. De entre estes o destaque vai para Rómulo Branco, o piloto luso angolano que em 2013 disputou e conquistou o título de vice-campeão na Taça do Mundo T2 e que para este ano aposta numa muito competitiva Toyota Hilux Overdrive uma máquina da classe rainha do todo-o-terreno e com provas dadas nas grandes competições mundiais. Em máquina idêntica vai estar também Alejandro Martins.

Ainda no rol das novas máquinas, André Amaral apresenta-se aos comandos de um Mercedes, a mais recente produção da Depieres Competição, o maior construtor português de viaturas de competição para todo-o-terreno, que terá quase uma dezena de máquinas inscritas nesta prova. Lino Carapeta, o vencedor da prova em 2010 vai estrear o novo Bowler também ele feito em Portugal. Dos ralis para o todo-o-terreno Pedro Dias da Silva estreia igualmente um protótipo Mazda.

Candidatos a lugares de pódio são ainda: Paulo Ferreira e Paulo Graça, ambos em Nissan Navara Off Road; Rui Sousa numa Isuzu D-Max; Nuno Matos num Opel Mokka Proto; Ricardo Porém, o vice-campeão em 2012, que se apresenta aos comandos do BMW Serie 1 Proto que, em 2013, deu o título de vice-campeão a Pedro Grancha e, por fim, José Mendes com a Mitsubishi L200 que lhe deu o 3º lugar no campeonato em 2013.

Mais novidades – e elas são tantas nesta prova de abertura da temporada 2014 – o regresso de João Ramos às competições TT, recuperando o Toyota Rav 4 que tem várias vitórias em provas do campeonato nacional e a presença de Pedro Verissimo aos comandos da Nissan Navara que pertencia a Alejandro Martins. Pedro Ruivo estará também em destaque pilotando o BMW Serie 1 Proto com que Ricardo Porém foi vice-campeão em 2012. Outras presenças de notar são as de João Cardoso, com o bonito Evoque Cattiva; de João Belo, que estará com o Opel Astra Proto anteriormente pilotado por Nuno Matos e Carlos Oliveira que regressa com o Vangest, um protótipo de construção nacional.

Também nos T2, T8 e Desafio Total Mazda há novidades

Depois desta lista de cortar a respiração é importante também referir que a competição destinada aos T2, as viaturas mais próximo dos todo-o-terreno de série, terão também novos ingredientes a juntar ao animado duelo que se assistiu em 2013 entre Edgar Condenso (Isuzu D-Max) e Alexandre Franco (Nissan Navara). Aqui o principal destaque vai para o regresso de Nuno Tordo que irá pilotar um Nissan Pathfinder, uma máquina com muita história, já que foi o 4×4 que o grande campeão Stephane Peterhansel começou por utilizar na sua passagem das motos para os automóveis.

Entre os T8 onde o campeão é Cesar Sequeira (Nissan Navara) surge agora um novo rival, o veterano Júlio Mourão que se irá apresentar no Vinhos Ervideira Rali TT aos comandos de um BMW X5 Proto.

E reservamos para o final desta apresentação da competição auto o Desafio Total Mazda onde o campeão 2013 Etelvino Carvalho irá lutar por renovar o título frente a novos adversários e máquinas que o regulamento desta competição monomarca passou a admitir. Já referimos o projeto de Pedro Dias da Silva, mas também Paulo Pinto e o campeão de 2008 Bruno Oliveira irão apresentar novidades em Reguengos de Monsaraz.

Campeões lideram classificação Moto, Quad e Buggy/UTV de 2014

Ao contrário dos automóveis, no campeonato promovido pela Federação de Motociclismo de Portugal, o Vinhos Ervideira Rali TT surge como segunda jornada depois de o Raid TT da Ferraria ter inaugurado as “hostilidades”. Sendo este apenas o terceiro ano com motos, é de registar que, tanto em Moto como em Quad, o palmarés tem apenas um vencedor em cada uma das disciplinas. Luís Ferreira bisou nas duas rodas e Beto Borrego nos quadriciclos.

Na partida para esta prova, que dentro de dois dias arranca em Reguengos de Monsaraz, são já os campeões nacionais de 2013 quem comanda as operações depois de Mário Patrão (Motos), Beto Borrego (Quads) e Nuno Tavares (Buggy/UTV) se terem imposto na prova alentejana.

Duelo (condicionado) Patrão vs Maio nas duas rodas

Numa temporada em que, nas duas rodas, se perspetiva um duelo Patrão vs Maio, o acidente do piloto da Yamaha na prova inaugural pode fazer, desde já, pender a balança para o atual campeão. Isto se António Maio não recuperar a 100% para esta segunda jornada.

Na Classe TT1, Sebastian Buhler, a estrear-se como colega de equipa de Maio e que foi 2º da classificação geral na Ferraria, impôs-se face ao atual campeão, Domingos Santos (Damotor) com David Megre a ser terceiro.

Na Classe TT2, Mário Patrão lidera à frente de Hélder Rodrigues e Ruben Faria, pilotos que não disputarão o campeonato – estão nesta altura no Qatar a disputar uma prova do mundial – pelo que resta aguardar pelo regresso de Maio para Patrão ter adversário.
A Classe TT3 promete ser bastante renhida. Na Ferraria, Fausto Moto (KTM) foi o mais rápido, à frente de Luís Teixeira, agora na Yamaha, e de um regressado ao campeonato, Pedro Afonso (KTM).

Beto Borrego domina nos Quad

Entre os Quad Beto Borrego deverá continuar a dar espetáculo sem ter rival direto, mas o regresso de Ricardo Carvalho, que terminou em 2º na Ferraria, foi muito saudado. Com André Mendes ausente, os nomes mais credíveis para lutar pelas primeiras posições são os de Rui Cascalho, 3º na Ferraria, Rafael Acúrcio, Luís Engeitado e a jovem promessa Bruno Ferreira. Nesta disciplina Dinis Fortunato lidera na Promoção enquanto António Moreira está à frente dos Veteranos.

Nuno Tavares defende título contra adversários de peso

Na competição destinada aos Buggy/UTV, que teve um acréscimo de quase 40% no número de participantes, a classificação após a prova inaugural coloca o campeão Nuno Tavares (Polaris 900) à frente do vice-campeão Robert Viñaras (Polaris 1000) com o irmão Teo em 3º lugar. Mas, se este escalonamento parece indicar a manutenção do status quo desportivo, a prova a disputar em Reguengos poderá desfazer esse equívoco. Também a supremacia de UTV face a Buggy deverá ser posta em causa, seja porque não se deverá registar a intempérie que assolou a Ferraria, como porque no Vinhos Ervideira irão participar novas máquinas desta última classe que agora tem um campeonato à parte.

A mais jovem disciplina da modalidade está apenas na sua quinta temporada e se dúvidas ainda subsistissem de que está plena de pujança e fortemente competitiva, a lista de inscritos da prova organizada pela Sociedade Artística Reguenguense é bem esclarecedora. São perto de três dezenas os inscritos, quando em 2013 eram menos de vinte, e são inúmeras as novidades. O grande destaque vai – e isso já era naturalmente previsível – para a enorme proliferação dos novos Polaris RZR 1000, cujas primeiras unidades começaram a competir em finais do ano passado.

Todavia, e ao contrário do que aconteceu na passagem do RZR 800 para o RZR 900, onde de um ano para o outro os primeiros desapareceram totalmente de cena, esta transição para o RZR 1000 promete ser mais progressiva. Em boa parte pela dificuldade administrativa na legalização das novas máquinas, mas também porque há quem entenda que é necessário um maior desenvolvimento até que o Polaris 1000 esteja simultaneamente competitivo e fiável. Certo é que já estão perto de uma dúzia de Polaris 1000 em Portugal e a maior parte deles irá apresentar-se no Vinhos Ervideira Rali TT.

O campeão Nuno Tavares é um dos pilotos que ainda está a utilizar o RZR 900 tal como João Dias, sendo que ambos são fortes candidatos ao título. Já João Lopes, o campeão 2012, é dos que aposta no novo modelo, tal como os dois irmãos espanhóis Viñaras, Vítor Santos (que tal como João Lopes foi campeão nos Quad), Carlos Esteves e Carlos Miranda. De regresso ao Campeonato está Jorge Monteiro, o primeiro campeão da disciplina, que utiliza um CanAm Maverick.

Buggy e UTV com campeonatos paralelos

Outra grande novidade para 2014 tem a ver com a existência de campeonatos separados para UTV e Buggys, para além do campeonato absoluto. O franco crescimento, em qualidade e quantidade destes últimos, assim o justificou. Também aqui há muitas novidades. António Estevão já apresentou na Ferraria um Xintiam Ciclone e Pedro Mendes vai estrear em Reguengos o JB 1300 Hayabusa. De Rage Conet R teremos Bruno Martins e o piloto português radicado em Moçambique, Pedro Perino, que se juntam ao cada vez mais consistente Rage Sport de António Ferreira.

Nos UTV, para além da grande maioria de pilotos que irá competir com o americano Polaris e do já citado CanAm de Jorge Monteiro, teremos os Articat de Pedro Antunes e Pedro Baiona.

Como se pode verificar pelo que acabámos de enumerar são tantos os argumentos a confirmar o crescendo desta disciplina que até dá para perder o folego. O Vinhos Ervideira Rali TT promete e o campeonato também. Prognósticos para vencedores são mesmo muito complicados, já que para isso não chegam os dedos de uma mão.

Com um figurino idêntico ao dos anos anteriores, esta jornada, que é a primeira etapa do Campeonato para automóveis e a segunda para as restantes disciplinas, inicia-se com um prólogo, a disputar na tarde de 6ª feira dia 25 de Abril e que terá lugar, como vem sendo habitual, junto à adega Vinhos Ervideira, no lugar de Herdadinha, próximo de Reguengos de Monsaraz.

No dia seguinte, os automóveis farão uma dupla passagem por um troço cronometrado com cerca de 150 quilómetros. As motos, quads e buggy/UTV também farão este percurso no entanto, na segunda volta cumprirão apenas cerca de 80 km deste setor.

Pilotos do Vinhos Ervideira Rali TT plantam sobreiros

Como tem vindo a ser habitual ao longo das anteriores edições do Vinhos Ervideira Rali TT, também este ano, e a anteceder a competição, terá lugar uma plantação simbólica de sobreiros. Esta plantação, realizada com o apoio da Corticeira Amorim, está relacionada com um compromisso assumido pela Ervideira de plantar 10 sobreiros por cada equipa inscrita nesta prova. No ano passado coube a Hélder Rodrigues, Ruben Faria e Miguel Barbosa realizar este “momento verde”, no dia da Super Especial, junto do palanque.

A Ervideira tem a consciência e o respeito ambiental na lista das suas prioridades e quer contribuir para um mundo melhor florestando as suas propriedades no Monte da Ribeira. A plantação dos sobreiros veio beneficiar áreas de plantação recente e pode ser vista através do Google Earth ou localmente nas seguintes coordenadas (38º 15′ 56” N / 7º 55′ 28”W).

Festa “Vinhos Ervideira Rali TT 2014” na tarde e noite de 25 de Abril

Acompanhado, como já vem sendo habitual, por um conjunto de iniciativas complementares à competição desportiva, o Vinhos Ervideira Rali TT conta, este ano, com uma grande festa que terá lugar na tarde e noite de 25 de Abril. Esta grande festa do Todo-o-Terreno, de cariz popular e de acesso público, inicia-se pelas 16h30m, logo após a disputa da Super Especial.

O palco irá estar instalado junto à zona do palanque, próximo do final da Super Especial, onde será também colocado um monitor gigante de LED. A abrir o cartaz a festa começa com a música popular para, a partir das 20 horas, dar lugar à música dos anos 80. Será também instalada uma tenda, com capacidade para 600 pessoas, onde DJ’s darão continuidade à festa que se estenderá até de madrugada.

Acompanhe tudo sobre o Vinhos Ervideira Rali TT na sua página de Facebook em www.facebook.com/VinhosErvideiraRaliTT

Mais informações sobre a prova em www.sar-motorismo.org

 

Scroll To Top