Sexta-feira , Dezembro 15 2017
ÚLTIMAS
Home / BLOG / Vitor Pascoal coloca o dedo na “ferida” (por Paulo Homem)
Vitor Pascoal coloca o dedo na “ferida” (por Paulo Homem)

Vitor Pascoal coloca o dedo na “ferida” (por Paulo Homem)

A equipa Baião Rally Team não irá participar na penúltima jornada pontuável para o Campeonato FPAK de Ralis Norte 2015, numa decisão do próprio piloto da equipa Vitor Pascoal.

“Já não é a primeira vez que me manifesto contra a presença das viaturas da categoria R5, S2000 e/ou outras que competem no Campeonato Nacional de Ralis, por considerar que a participação das mesmas falseia a verdade desportiva dos ‘Regionais’, pelo menos nos moldes actuais.” começou por declarar Vítor Pascoal. ‘

Mesmo não pontuando nem retirando pontos aos concorrentes que se inscreveram e que tornam possível a viabilização destes campeonatos, é lamentável que alguns Clubes Organizadores nos continuem a ‘arrumar para o lado’ à primeira oportunidade que lhes surja, tal como acontecerá com a próxima edição do rali que o Gondomar Automóvel Sport agendou para a semana anterior ao Rali de Mortágua com o firme intuito de permitir a presença das referidas viaturas à sua prova, esquecendo-se assim da nossa existência!

O meu protesto não é nada de novo e tudo seria diferente se essas viaturas participassem nos mesmos moldes de antigamente, ou seja, incluídos em prova ‘extra’ que saía para a estrada após o último concorrente dos ‘regionais’, mas infelizmente não é isso que actualmente se verifica.

Por outro lado, não consigo entender a razão pela qual estamos quase quatro meses sem nenhuma prova e agora temos dois ralis separados por apenas quinze dias e logo um em asfalto e outro em terra, num campeonato que tem apenas seis provas num ano. Acho que já é tempo da actual direção da FPAK rever os regulamentos e alterá-los, para que este tipo de situações não se mantenham no futuro.

A equipa Baião Rally Team está aqui para competir e dar o máximo de retorno aos nossos patrocinadores, mas numa situação como esta nem com a vitória conseguiríamos ter a visibilidade a que teríamos direito, razão pela qual devemos então dizer NÃO à participação a esta e a todas as provas que nos queiram ‘obrigar’ a competir nestas condições!” Concluiu o piloto do Baião Rally Team.

 

 

Fonte: Paulo Homem (www.ralisonline.net)

 

Scroll To Top