Sábado , Outubro 20 2018
ÚLTIMAS
Home / RALI / Vítor Pascoal e Pedro Alves apostam no triunfo em Águeda
Vítor Pascoal e Pedro Alves  apostam no triunfo em Águeda

Vítor Pascoal e Pedro Alves apostam no triunfo em Águeda

 

 

Piloto e navegador da Baião Rally Team regressam à região Centro para alinhar, pela primeira vez, no Rali de Águeda. Apesar de se tratar de um a prova totalmente desconhecida, o Porsche 997 GT3 possui argumentos para singrar no asfalto do concelho agudense.

 

Depois de ter deixado um rasto de boa condução na quarta edição do Constálica Rallye Vouzela, saindo da região de Lafões com a vitória no bornal, Vítor Pascoal e Pedro Alves não enjeitam a oportunidade de somar mais um triunfo no regresso à região Centro do país no espaço de pouco mais de um mês.

 

Ostentando o título de campeã Nacional de Ralis GT, a dupla Baião Rally Team apresenta-se na oitava ronda do Campeonato Regional de Ralis Cento – Jorge Amorim sem qualquer pressão e, o facto de ser a primeira vez que presenteia o público na região de Águeda ao volante do Porsche 997 GT3, o objectivo passa por vencer.

 

«O facto de ser a primeira vez que percorremos as estradas asfaltadas de Águeda, nada nos impede de trazer na bagagem a ambição de impor um ritmo célere na super-especial nocturna de sábado, com o intuito de angariar alguma vantagem que nos permita encarar as especiais de domingo com a mesma determinação que, sem correr riscos, possamos raciocinar que é possível sair de Águeda com o triunfo», confidenciou Vítor Pascoal.

 

No entanto, o piloto nortenho de Baião deixou bem vincado que desconhece «na totalidade as provas especiais desenhadas pelo Clube Automóvel do Centro», ignorando, pura e simplesmente, «se os troços são sinuosos ou rápidos, favoráveis ou não ao Porsche 997 GT3, mas o público terá uma resposta cabal da nossa parte para enriquecer o espectáculo».

 

Confrontado por fazer parte integrante na prova extra campeonato, Vítor Pascoal sublinhou que «não poderia deixar de marcar presença face ao convite efectuado pela Promolafões, entidade promotora do Rali de Águeda, vivendo, até por isso, enorme satisfação em participar na competição».

 

«À semelhança do que sucedeu no Constálica Rallye Vouzela, a nossa aspiração visa contribuir para o espectáculo com uma viatura admirável e que possa mobilizar ainda mais o público para junto da bermas das estradas», adiantou Vítor Pascoal fortalecendo a ideia de que «a Promolafões está de parabéns, sobretudo entusiástica promoção em redor da prova».

O Rali de Águeda vai para a estrada sábado à noite, com a super-especial a desenvolver a partir das 20h30, com os pilotos a mostrarem as aventuras e peripécias nas principais artérias da Baixa da cidade, estando reservado para o dia seguinte dose dupla de emoções fortes.

Será a partir das 11h35 que chegam os novos desafios para os pilotos. Falgoselhe passa a ser o primeiro troço do dia, com a sua versão de 8,25 km, seguindo-se, a partir das 12h03, a especial de Préstimo, na extensão de 12,28 km, ambas a disputar no período matinal.

Terminada a segunda secção da primeira etapa, a terceira e derradeira secção terá início pelas 13h58, com nova incursão pelos 8,25 km de Falgoselhe. A fechar o programa do Rali de Águeda, a incontornável classificativa de Préstimo, a partir das 14h26, que, com os seus exigentes 12,28 km, volta a ser a especial mais longa e em que tudo se decidirá.

 

 

Scroll To Top