Terça-feira , Outubro 17 2017
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / Vitória de Ramos e Schothorst na Áustria
Vitória de Ramos e Schothorst na Áustria

Vitória de Ramos e Schothorst na Áustria

Miguel Ramos e Pieter Schothorst venceram de forma indiscutível a Race 1 de sábado no Red Bull Ring. A dupla do BMW #1 regressou de férias em excelente forma, conseguindo vencer, volta mais rápida e ainda uma Pole Position. Foi um fantástico recomeço do Campeonato para a Teo Martín Motorsport, que no domingo acabaria por vencer também a Race 2 com o outro BMW M6 GT3 da equipa.

 

Na Race 1 de sábado Pieter Schothorst arrancou do 2º lugar da grelha e cedo começou a pressionar o líder da corrida até concretizar a ultrapassagem. Depois que conseguir a liderança, Schothorst manteve um ritmo forte que permitiu  manter o primeiro lugar até à troca de pilotos. Na segunda parte da corrida e já com Ramos ao volante, o BMW #1 não só manteve como aumentou a vantagem com a particularidade de fazer a volta mais rápida da corrida na parte final. “Foi uma corrida fantástica. O Pieter arrancou muito bem e conseguiu fugir das normais confusões do inicio das corridas, fazendo um excelente turno de condução. Quando entrei para o carro consegui manter esse mesmo ritmo e não podia baixar de manter o foco, pois nas corridas à mínima descontração podemos deitar tudo a perder, por isso ter ainda feito a volta mais rápida, sem que me sentisse sobre pressão de algum adversário” comentou Ramos após a cerimónia do Pódio.

Para a Race 2 desta tarde, Miguel Ramos obteve a Pole Position e ao partir do primeiro lugar, fez um excelente arranque e primeira parte da corrida entregando o BMW M6 ao seu colega da Teo Martín Motorsport no primeiro lugar. Com o handicap extra de tempo na paragem nas boxes, devido à vitória de sábado, o BMW #1 caiu para 7º, sendo essa a posição em que viria por terminar a corrida. “Com a Pole que conquistei esta manhã estava confiante num melhor resultado e a corrida demonstrou que isso seria possível. Parti muito bem e consegui controlar a corrida como pretendíamos. Tentei ganhar o máximo de tempo possível, como demostraram as várias voltas mais rápidas que fui realizando consecutivamente, porque tínhamos handicap na paragem nas boxes e na troca de pilotos caímos para 7º. Na segunda parte o Pieter fez uma boa recuperação e chegou a estar encostado ao 3º, contudo as ultrapassagens são sempre manobras arriscadas e obviamente que todos defendem as suas posições da melhor forma que entendem. Em vez de subirmos a 3º, caímos para 5º, depois para 6º, ficando ao alcance do 7º que acabou por passar e assim terminamos a corrida em 7º. São corridas e nada mais, se tivesse sido bem sucedido, estaríamos felizes por mais um Pódio e pelo pontos para o Campeonato, assim temos que acima de tudo nos contentarmos com o nosso desempenho ao longo de todo o fim de semana. Uma palavra de apreço também para toda a nossa equipa que esteve impecável. Tivemos um BMW M6 soberbo, como aliás os nossos outros colegas do BMW#2 vieram a demonstrar com a vitória desta tarde”, comentou Ramos no final da Race 2 este domingo.

Classificação do Campeonato após as 10 corridas já disputadas

1 – Fabrizio Crestani / Thomas Biagi – 117 pts

2 – Shaun Balfe – 98 pts (-19)

3 – Miguel Ramos – 94 pts (-23)

4 – Fernando Monje / Gustavo Yacaman – 94 pts (-23)

5 – Phil Keen –  74 pts (-43)

A próxima prova do GT Open terá lugar em Monza (Itália) a 1 e 2 de outubro.

 

Scroll To Top