Sexta-feira , Agosto 17 2018
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / VITÓRIA PARA YVAN MULLER, TÍTULO PARA JOSÉ MARÍA LÓPEZ*
VITÓRIA PARA YVAN MULLER, TÍTULO PARA JOSÉ MARÍA LÓPEZ*

VITÓRIA PARA YVAN MULLER, TÍTULO PARA JOSÉ MARÍA LÓPEZ*

Ao alcançarem uma dobradinha no circuito de Motegi, no Japão, Yvan Muller e José María López ofereceram ao Citroën C-Elysée WTCC a sua quinta dupla da temporada. Este resultado permitiu ao piloto argentino garantir um terceiro ceptro mundial consecutivo* e à Citroën de se aproximar, um pouco mais, daquele que será o seu 16º título de Campeã do Mundo.

 

Apesar da chuva que caiu durante a noite, a pista secou mal o sol se ergueu nos céus de Motegi. O calor húmido e sufocante deixava, no entanto, antever condições difíceis para os pilotos.

Para a Corrida de Abertura, Yvan Muller e José María López estavam colocados na 9ª e 10ª posições da grelha de partida. Quando os semáforos se extinguiram, os pilotos da Citroën Total encontram o caminho no meio do pelotão para subirem ao 7º e 8º lugares, respectivamente. Algumas curvas depois, Muller conseguiria roubar o 6º lugar a Tom Chilton, num processo logo de seguida imitado por Pechito!

Muller procurou, depois, uma abertura para passar Nick Catsburg, o que permitiu a Pechito ficar mais perto e passar o seu colega de equipa, após um ligeiro contacto. Logo que Catsburg foi deixado para trás, os dois colegas de equipa lançaram-se em perseguição de Thed Björk, que rapidamente conheceu a mesma sorte.

Com o 4º e 5º lugares alcamçados, López e Muller conseguiram o melhor resultado possível, tendo em conta as suas posições à partida da corrida, marcarando pontos importantes no quadro dos Campeonatos do Mundo de Pilotos e de Construtores.

Após uma rápida substituição dos elementos da carroçaria danificados, os dois Citroën C-Elysée WTCC oficiais ocuparam os seus lugares na primeira linha da grelha de partida para a Corrida Principal. O arranque foi perfeito e Pechito curvou na frente da corrida e de Lopez. Imprimindo o seu ritmo ao resto do pelotão, não tardando a destacar-se dos demais. A bem dizer, a corrida lá na frente foi tranquila para os dois líderes, que se preparavam para uma dobradinha.

 

Mas a duas voltas do fim, o Citroën C-Elysée WTCC com o nº 37 diminuiu de velocidade, cedendo a liderança ao Citroën nº 68. Certo de assegurar o título com um 2º lugar, José María López quis oferecer o triunfo ao seu colega de equipa, permitindo-lhe que, pela primeira vez nesta temporada, cruzassse a linha de chegada como vencedor. Com este resultado Yvan Muller ascendeu ao 2º lugar do Campeonato de Pilotos, somando o mesmo número de pontos de Tiago Monteiro.

Segundo classificado, Pechito López marcou os pontos suficientes para garantir um terceiro ceptro consecutivo de Campeão do Mundo*, contando já com 120 pontos de vantagem, margem inultrapassável por qualquer dos seus adversários até final do ano.

No que se refere aos Construtores, a Citroën está agora um pouco mais perto de uma 16ª coroa mundial, após ter conquistado cinco Taças do Mundo de Rallye-Raid, oito Campeonatos do Mundo de Ralis e dois Campeonatos do Mundo de Carros de Turismo (WTCC). A próxima prova, a disputar em Xangai no fim de semana de 24 e 25 de Setembro, deverá ser decisiva!

 

O QUE ELES DISSERAM…

 

Yves Matton (Diretor da Citroën Racing): «Tudo funcionou bem hoje, com uma bela recuperação dos nossos pilotos na corrida com a grelha invertida e uma ‘dobradinha’ na corrida principal. Atingimos parte dos nossos objetivos com José María López, que conserva o seu título de Campeão do Mundo. Mesmo se ainda nos restam algumas corridas juntos, este é o início do fim de uma bela aventura começada há cerca de três anos. Ao tomar a decisão de oferecer hoje a vitória ao Yvan, o Pechito reforçou o espírito de equipa que nos anima a todos. Iremos, agora, preparar a próxima corrida, que decerá permitir-nos garantir o título de Construtores. Gostaríamos de fazer, igualmente, uma ‘dobradinha’ entre os Pilotos, sendo que o Yvan está agora em igualdade de pontos com o Tiago Monteiro e isso é uma situação ideal para o conseguirmos.»

 

José María López (Citroën C-Elysée WTCC No. 37): «Devo ser um dos homens mais felizes do mundo esta tarde! Quando os vemos na televisão, por vezes pensamos que os pilotos são seres frios, mas posso garantir-vos que as emoções fervilhavam dentro de mim. Ganhei três temporadas fantásticas com a Citroën Racing e creio que muitos pilotos gostariam de estar no meu lugar. Correr no WTCC foi uma bela oportunidade na minha carreira, mas é à equipa que devo mais. No que diz respeito ao meu gesto para com o Yvan, foi uma forma lhe mostrar o respeito que tenho por ele. Tomei sozinho a decisão, mas isso nada tem de evidente. Uma vitória é sempre difícil de conquistar e pensei que iria ser duro não ouvir o Hino argentino no pódio, especialmente no dia corrida em que garanti o título mundial. Mas talvez não voltasse a ter muitas ocasiões de o poder fazer. Continuarei a bater-me nas últimas corridas, quanto mais não seja porque temos ainda o título de Construtores a conquistar.»

 

Yvan Muller (Citroën C-Elysée WTCC No. 68): «Em primeiro lugar, quero felicitar o Pechito por este seu terceiro título, ele merece-o pois é o melhor piloto atual da disciplina. Para lá de ser um grande piloto, é também um grande homem. Não lhe pedi nada, até porque não é desta forma que gosto de ganhar. Mas ele fez aquilo que eu também teria feito e, ainda agora na Argentina o fiz, quando decidi ajudá-lo. Há entre nós um respeito mútuo e autêntico, cimentado na vontade comum de fazer ganar a Citroën. Agora que estou em igualdade de pontos com o Tiago Monteiro, vou tentar garantir o segundo lugar final.»

 

(*) Todos os resultados estão sugeitos à confirmação oficial da FIA.

 

CLASSIFICAÇÕES

CORRIDA DE ABERTURA

1º          Norbert Michelisz (Honda Civic WTCC)

2º          Rob Huff (Honda Civic WTCC)

3º          Tiago Monteiro (Honda Civic WTCC)

4º          José María López (Citroën C-Elysée WTCC)

5º          Yvan Muller (Citroën C-Elysée WTCC)

6º          Thed Björk (Volvo S60 WTCC)

7º          Nick Catsburg (Lada Vesta WTCC)

8º          Tom Chilton (Citroën C-Elysée WTCC)

9º          Nestor Girolami (Volvo S60 WTCC)

10º        Gabriele Tarquini (Lada Vesta WTCC)

(…)

16º        Mehdi Bennani (Citroën C-Elysée WTCC)

17º        Grégoire Demustier (Citroën C-Elysée WTTC)

(…)

Melhor volta – Thed Björk, em 1m58,156s

CORRIDA PRINCIPAL

1º          Yvan Muller (Citroën C-Elysée WTCC)

2º          José María López (Citroën C-Elysée WTCC)

3º          Tiago Monteiro (Honda Civic WTCC)

4º          Mehdi Bennani (Citroën C-Elysée WTCC)

5º          Nestor Girolami (Volvo S60 WTCC)

6º          Tom Chilton (Citroën C-Elysée WTCC)

7º          Thed Björk (Volvo S60 WTCC)

8º          Norbert Michelisz (Honda Civic WTCC)

9º          Rob Huff (Honda Civic WTCC)

10º        Gabriele Tarquini (Lada Vesta WTCC)

(…)

15º        Grégoire Demoustier (Citroën C-Elysée WTCC)

(…)

Melhor volta – José María López, em 1m58,061s

 


 

CAMPEONATO DO MUNDO DE PILOTOS

1º          José María López, 319 ps

2º          Yvan Muller, 199

2º          Tiago Monteiro, 199

4º          Rob Huff, 178

5º          Norbert Michelisz, 172

6º          Meudi Bennani, 160   

7º          Nick Catsburg, 145

8º          Tom Chilton, 143

(…)

16º        Grégoire Demoustier, 11

(…)

 

CAMPEONATO DO MUNDO DE CONSTRUTORES

1º          Citroën, 791 ps

2º          Honda, 583

3º          Lada, 440

4º          Volvo, 235

 

 

 

Scroll To Top