Sábado , Maio 15 2021
ÚLTIMAS
Home / RALI / 31.º Olympus Rally 2021 – Hat-trick de Pastrana Travis Pastrana
31.º Olympus Rally 2021 – Hat-trick de Pastrana Travis Pastrana

31.º Olympus Rally 2021 – Hat-trick de Pastrana Travis Pastrana

manteve a invencibilidade do Campeonato norte-americano de Ralis, vencendo o DirtFish Olympus Rally, a 3.ª e talvez a mais conotada prova pontuável daquela competição. Liderando-a do seu início ao fim, o piloto da Subaru Motorsports USA teve um fim de semana quase perfeito na prova disputada com alguma chuva à mistura, nos arredores da cidade de Shelton em Washington, tendo vencido 6 das 11 especiais disputadas.

O canadiano
Brandon Semenuk

foi até meio da prova o seu principal adversário, até que no decorrer do 7.º troço o “piloto n.º2” da Subaru Motorsports acabaria por abandonar após ter embatido violentamente numa ponte, com os estragos provocados no Subaru WRX STI a lhe impedir de regressar à prova no segundo dia.

Desta forma,
Ken Block

que a partir deste rali passará a utilizar no ARA mais um carro preparado pela Vermont SportsCar assumiu a segunda posição, numa prova em que levou algum tempo a se “entender” com o carro japonês, terminando e mais de um minuto do vencedor.

O piloto júnior da Motorsport Ireland Rally Academy,
Josh McErlean

, viria a fechar os lugares do pódio, utilizando o Hyundai i20 R5 habitualmente utilizado naquelas paragens pelo seu compatriota Enda McCormack. O irlandês de 21 anos de idade e que estará à partida do Rali Terras d’Aboboreira, viria a vencer a mais longa especial do rali, (Wildcat com 29.76 kms de extensão), mas curiosamente o troço disputado com a média de velocidade mais baixa, o que só veio demonstrar uma vez mais que os R5 com especificações FIA não conseguem se bater de igual para igual com os “Open” da Subaru.

McErlean ao longo de toda a prova demostrou ser sempre mais rápido que o mais experiente
Callum Devine

, com o seu companheiro de equipa da MIRA a acabar por abandonar na antepenúltima especial, com uma avaria mecânica no seu Hyundai. Estreando um Ford Fiesta Rally2 da McKenna Motorsports, Booth Ryan viria a terminar em quarto, depois de quatro abandonos consecutivos naquela competição…

Destaque para a ausência por motivos pessoais de Barry McKenna na véspera da prova, onde pretenderia naturalmente demonstrar que já se encontra mais a vontade com o seu Ford Fiesta WRC, depois do furo sofrido na prova anterior (100 Acre Wood), lhe ter impediu de alcançar a vitória.
Classificação final:
1. Pastrana Travis – Smyth-Gelsomino R. 1H56:12.3
Subaru WRX STI (1.º O4WD)
2. Block Ken – Gelsomino Alessandro +59.1
Subaru WRX STI (2.º O4WD)
3. McErlean Josh – Williams Keaton +3:15.3
Hyundai i20 R5 (2.º RC2)
4. Booth Ryan – Hayes Andy +6:49.4
Ford Fiesta Rally2 (3.º RC2)
5. Coyne John – Dobbs Nicholas +16:02.7
Ford Fiesta R5 (4.º RC2)
6. Burke Seamus – Brady Martin +18:18.2
Ford Escort MK2 (1.º O2WD)
7. Nelson Derek – Newell Adam +24:00.3
Subaru BRZ (2.º O2WD)
8. Robey Ace – James Matthew +24:01.3
Ford Fiesta R5 (5.º RC2)
9. D’Orazio André – Hordijk Michael +24:04.5
Ford Fiesta R2T (3.º O2WD)
10. Nease Travis – Carr Cameron +24:45.2
Mitsubishi Lancer Evo VIII (1.º L4WD)
CARLOS DA SILVA
Photo Credits @ Copyrights David Cosseboom

&nbsp

Scroll To Top