Domingo , Abril 21 2019
ÚLTIMAS
Home / RALI / A FESTA ARRANCA EM QUATRO DE MARÇO
A FESTA ARRANCA EM QUATRO DE MARÇO

A FESTA ARRANCA EM QUATRO DE MARÇO

O Rali Serras de Fafe abre o Campeonato Nacional de Ralis, num palco de nível mundial.

  • As vantagens dos ralis para toda a região
  • A intenção de criar em Fafe um núcleo dedicado ao desporto automóvel
  • O melhor rali dos últimos anos
  • Monday test: a grande novidade de 2016

O Rali Serras de Fafe 2016 foi apresentado na quarta-feira, dia 17 de Fevereiro, no Arquivo Municipal de Fafe, com a presença do Executivo Municipal, presidido pelo Dr. Raúl Cunha, da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting representada pelo seu Vice-presidente, Ni Amorim, e pelo Presidente do Demorto, clube organizador da prova, Carlos Cruz.

Desde os anos 70 do século passado, que os troços de Fafe integraram aquele que era apontado como “o melhor rali do mundo”. Embora, já em pleno Século XXI. o Campeonato do Mundo tenha estado afastado, primeiro de Portugal e depois do Norte do país, os ralis nunca deixaram de marcar presença nas classificativas mais famosas do mundo.

Para o Presidente da Câmara municipal, Raul Cunha, Fafe aposta nos ralis, também como forma de se promover: “na verdade a história dos ralis, quer nacional, quer mundial, passa por Fafe.  Acho que todos nós e em especial os fafenses cresceram a ouvir e a ver máquinas excepcionais conduzidas por homens com capacidades invulgares. É assim há uns 40 anos.”

“Primeiro foi a paixão e rapidamente a qualidade dos troços de Fafe, a simpatia das nossas gentes e a paisagem da região que conquistaram a simpatia de todos. As equipas nacionais e internacionais passaram a fazer de Fafe passagem obrigatória e são inúmeras as equipas de fábrica que cá ficam por vários dias, levam a imagem e Fafe além fronteiras e são um contributo inestimável para a economia da região, nomeadamente para a indústria hoteleira e para o turismo. Isto, sem falarmos das vantagens de promoção externa do território, com custos significativamente mais baixos se compararmos com grandes campanhas publicitárias.”

Locais como o Confurco, ou os saltos da Lameirinha passaram foram vistos como activos que devidamente explorados poderiam ser marcas do concelho e da região: “o Salto da Lameirinha e o Confurco são imagens que correram e correm mundo. Ver os automóveis, com uma massa de público entusiasta impressionante faz parte da memória colectiva de todos os amantes deste desporto.  Para nós, estes locais são activos que devem ser explorados e com um valor que não é quantificável.”

“As condições estão no terreno, são as melhores do mundo, só temos de as manter e isso é benéfico para as populações que desta forma têm bons acessos a locais que normalmente seriam remotos. Depois, mais do que tudo, é uma questão de mobilização de meios, para que as condições de segurança e desportivas estejam em pleno. O Rali Serras de Fafe é disso bom exemplo. Ainda uma palavra de apreço especial aos meus antecessores que tiveram a visão de apoiar e acarinhar a partida deste desporto no nosso concelho e que este executivo pretende potenciar ainda mais.” Rematou o edil fafense.

A intenção de criar em Fafe um núcleo dedicado aos ralis, com uma escola, um centro de testes e a captação de empresas ligadas ao sector automóvel faz parte dos planos da edilidade, que desta forma pretende ampliar ainda mais o efeito promocional e de captação de investimento dos ralis para a autarquia.

Ni Amorim, Vice-presidente da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK) usou igualmente da palavra, louvando o empenho do Município e reforçando o apoio da Federação aos Ralis.

  • Rali Serras de Fafe 2016

O Demoporto mais uma vez abre o Campeonato Nacional de Ralis (CNR) e como em “equipa que ganha não se mexe”, a abertura do “Nacional” vai ser em tudo idêntica à do ano passado, com a prova a arrancar na sexta-feira, dia quatro de Março, à noite, tal como em 2015.

“Há tempos fizemos uma classificativa nocturna em Barrosas, Felgueiras. Correu muito bem, repetimos a prova e pautou-se pelo sucesso com muito público e os pilotos gostaram. No ano passado decidimos recuperar esse formato. Por um lado, tínhamos que realizar uma classificativa, mas por outro, tínhamos algumas reticências em fazer uma super-especial no centro de Fafe, ora decidimos reatar o conceito da classificativa nocturna e, pelos visto foi um êxito. O público compareceu em força, a prova foi do agrado dos pilotos e por isso vamos repetir e voltar a apostar nas zonas espectáculo com iluminação, no fundo para que o Rali Serras de Fafe seja a grande festa, que os ralis devem ser.” Afirmou Carlos Cruz, o director da prova.

Quanto à organização, o homem do Demoporto, realça ainda que: “é muito fácil organizar a abertura do Campeonato Nacional de Ralis em Fafe. Os troços são dos melhores troços de terra que há no país e… senão mesmo, do mundo. Os pilotos gostam, o público também, pois o espectáculo está assegurado e acho que no dia quatro de Março vamos ter um grande espectáculo. Prevê-se que que vamos ter uma lista de inscritos de luxo e estar presentes de dez a 12 R5, o que nos abre perspectivas de termos certamente a melhor prova dos últimos anos e um dos melhores campeonatos de ralis de toda a Europa.”

Mas a grande novidade do Rali Serras de Fafe ficou para o fim:  “este ano e a exemplo do que já se faz no mundial, vamos ter um “MONDAY TEST” á quinta-feira. Ou seja, todos os pilotos inscritos  na prova vão ter a possibilidade de testar as suas viaturas na tarde de quinta-feira, no troço da lagoa entre as 14 e as 18 horas, sem qualquer limite de passagens e com o percurso fechado. Terão apenas que informar a organização de que estão interessados em tomar parte neste teste, que terá uma inscrição simbólica.”

  • Treinos com troços fechados no dia 27

A realização de reconhecimentos e treinos com os troços fechados faz parte da tradição do Rali Serras de Fafe. Desde os anos 80 que no fim-de-semana anterior à prova, os participantes são recebidos nos troços de Fafe para treinarem com todas as condições de segurança.

O público, por seu lado, tem desta forma um momento privilegiado para ter o primeiro contacto com os projectos que se vão lançar no fim-de-semana seguinte.

Assim, no Sábado dia 27 de Fevereiro, o programa de reconhecimentos vai ser o seguinte:

Prova Especial                    Horário

Confurco/Lameirinha            08h00 às 10h00 (até á EN 311)

Confurco/Lameirinha            10h30 às 12h00(a partir da EN 311)

Montim                                  14h30 às 15h45

Luilhas                                   16h30 às 18h00

  • Programa

A prova arranca no dia 4 de Março e tem o seguinte programa:

Sexta-feira, 4 de Março

1ª Etapa – 1ª Secção

Partida – Fafe/Praça das Comunidades (Feira) 18h00

Confurco – Km 10,88 1ªPEC – 18h33

Confurco – Km 10,88 2ª PEC – 21h00

Chegada – Fafe/ Parque Estacionamento Biblioteca – 22h35

Sábado, 5 de MARÇO de 2016

2ªEtapa – 1ªSecção

Partida – Fafe/Parque Estacionamento Biblioteca – 09h00

Luilhas 1 – 14,04 Km 3ªPEC – 09h46

Montim 1 – 8,52 Km 4ª PEC – 10h45

Lameirinha 1 – 14,84Km 5ªPEC – 11h12

Luilhas 2 – 14,04 Km 6ª PEC – 11h44

Chegada – Fafe/ Praça das Comunidades (Feira) – 12h30

2ªEtapa – 2ªSecção

Partida- Fafe/Praça dos Comunidades (Feira) – 13h15

Montim 2 – 8,52 Km 7ªPEC – 13h58

Lameirinha 2 – Km 8ª PEC – 14h25

Luilhas 3 – 8,38 Km 9ªPEC – 14h57

Montim 3 – 8,30 Km 10ªPEC – 15h56

Chegada – Fafe/Praça das Comunidades (Feira) – 16h35

Pódio 16h45

O Rali Serras de Fafe pontua para o Campeonato Nacional de Ralis (CNR) e para a Taça FPAK de Ralis de Terra.

Link para o Spot do Rali Serras de Fafe 2016: https://www.youtube.com/watch?v=yeZ3Nf5gySo

 

Scroll To Top