Quarta-feira , Outubro 27 2021
ÚLTIMAS
Home / RALI / Adruzilo Lopes soma nova vitória em Santo Tirso!
Adruzilo Lopes soma nova vitória  em Santo Tirso!

Adruzilo Lopes soma nova vitória em Santo Tirso!

 

 

Aos comandos do Mitsubishi Lancer EVO IX equipado com pneus Kumho, Adruzilo Lopes e Paulo Silva venceram o aceso duelo que travaram com os adversários mais próximos, assinando a quarta vitória da época no Campeonato Norte de Ralis.

 

Foi entusiasmante a luta pela vitória na edição 2021 do Rali de Santo Tirso, prova organizada pelo CAST.

Num rali muito rápido e exigente, com sete especiais em catadupa, Adruzilo Lopes assinou mais uma exibição magistral, perante a oposição de dois grandes pilotos, André Cabeças e Fernando Peres.

Contando como sempre com a navegação eficaz de Paulo Silva, Adruzilo chegou ao comando na 2ª especial do rali, que venceu, ficando a 0,3 segundos de nova vitória na 3ª PEC, mas mantendo aí o comando.

Um forcing do piloto levou-o a reclamar duas vitórias consecutivas, respetivamente, na quarta e quinta classificativas, abrindo para 16,5 segundos a distância para o mais próximo perseguidor, o que permitiu dosear o andamento nas duas classificativas finais, sem colocar me causa a merecida vitória.

Com mais este triunfo, Adruzilo Lopes e Paulo Silva, consolidam a liderança de Campeonato Norte de Ralis, quando faltam três provas para o fecho da temporada 2021 colocando assim a Kumho na rota de mais um título em Portugal.

 

André Ribeiro e João Sousa vencem

as contendas reservadas ao Desafio Kumho

 

A prova do Clube Automóvel de Santo Tirso representou mais uma tirada dupla para o 4º Desafio Kumho Portugal, contando para os Desafios Kumho Asfalto e Kumho Norte.

18 equipas, distribuídas pelas duas divisões, estiveram à partida de mais uma prova do desafio promovido pela ASR Tyres.

Na Divisão 1, os estreantes João Sousa e Bruno Abreu assinaram uma excelente exibição aos comandos do belo Peugeot 206 S1600 que os guindou no final a uma presença no top dez absoluto da prova, assegurando o primeiro triunfo nesta divisão Kumho.

Autores de uma prova sempre rápida e sólida, foram sempre garantindo um andamento que os colocou na luta pelos lugares de topo do rali, mesmo estando a enfrentar adversários com muita mais experiência nestas lides.

E continua a “série negra” para a dupla Nelson Silva/José Janela. Quando já tinham garantido mais um pódio Kumho e a consolidação da liderança nas contas desta Divisão 1 no Desafio Kumho Norte, foram vítimas de uma saída de estrada na última especial, que os levou ao abandono.

 

As discussões pelas vitórias nas provas da Divisão 2, têm nos proporcionado “batalhas” entusiasmantes. A exemplo de ralis anteriores, também em Santo Tirso tivemos mudanças na liderança e três equipas a reclamarem triunfos nas sete especiais disputadas.

Já eram rápidos com o Micra e rápidos continuam agora com um Citroen C2 R2. João Silva e José Azevedo assinaram uma exibição extraordinária em Santo Tirso.

Entraram “a matar”, vencendo as duas primeiras especiais da prova entre os Kumho da Divisão 2, registando tempos entre os melhores da geral. Mas, na terceira classificativa, problemas de motor fizeram-nos cair drasticamente na classificação. Ainda venceram a 4ª PEC, mas os problemas voltaram e foram até ao “fecho” em gestão de danos, garantindo um bom 3º lugar.

Com os problemas de João Silva, foi André Ribeiro, acompanhado por João Alves, que subiu à liderança, vencendo esse 3º troço, depois de ter sido 2º nos dois primeiros. Sempre muito rápido e seguro com o seu Peugeot 206 GTi, segurou essa liderança e respetiva vitória até ao fecho da prova. Não venceu mais nenhuma especial, mas foi sempre capaz de estar forte e controlar a vantagem, registando assim um importante e justo triunfo.

O 2º lugar final recompensou mais outra dupla em destaque. Pedro Lopes e Duarte Gouveia estiveram sempre na luta pela supremacia. Foram capazes de suplantar os adversários por três vezes, vencendo as classificativas cinco, seis e sete, extraindo todo o potencial do Peugeot 207 GTI. Estão cada vez mais fortes.

O 4° posto ficou nas mãos da equipa Pedro Holzer/Miguel Silva. Rapidez e regularidade são os predicados que imprimem ao Citroen Saxo Cup. Logo atrás, o “músculo” e talento de Francisco Azevedo e Nuno Ferreira continuam a fazer maravilhas para colocar o 205 GTi entre carros mais recentes e competitivos.

Sérgio e Miguel Rodrigues almejaram, desta feita, concluir o rali e de forma a levar o Hyundai Getz no 6º posto. Tratam “por tu” o carro coreano e levam-no aos seus limites, fruto da sua experiência e capacidade.

Utilizando um pequeno, mas robusto Toyota Starlet 1300, Pedro Duarte e Hugo Natal ousaram ombrear com carros mais potentes e levar para casa um bom 7º posto nesta divisão, sendo seguidos pela dupla formada por Rui Cunha e Bruno Silva.

O piloto, radicado no Luxemburgo, fez em Santo Tirso a segunda prova da sua carreira e, não tivesse sofrido uma saída de estrada e dado um toque, o resultado poderia ter sido outro. Já a 9ª posição final foi reservada pelo Peugeot 106 XSi de Telmo Pedro e José Oliveira.

Uma palavra de destaque para Rafael Cunha e Gonçalo Cunha. A dupla do Peugeot 206 GTi foi forçada a desistir com uma avaria na caixa velocidades quando lutava pelo top três, num rali em que voltaram a colocar no asfalto a já sua mais do que evidente competitividade.

Inglório foi também o que aconteceu a João Soares e Bruno Sá. Depois de terem concluído a última especial e com o 8º lugar da Divisão 2 garantido, viram a embraiagem do Citroen Saxo ceder na ligação final, desistindo com a “meta” à vista.

Referência para o facto de 5 duplas terem sido excluídas das respetivas classificações, por incumprimentos do regulamento do 4º Desafio Kumho Portugal.

A competição da ASR Tyres volta agora finalmente ao sul. A 9 e 10 de outubro vai para a estrada o Rali Cidade de Portimão, que contará para os desafios Kumho Asfalto e Sul.

 

&nbsp

Scroll To Top
Posting....