Sexta-feira , Novembro 22 2019
ÚLTIMAS
Home / MODALIDADES / Alexandre Borges foi o grande vencedor do Guarda Racing Days
Alexandre Borges foi o grande vencedor do Guarda Racing Days

Alexandre Borges foi o grande vencedor do Guarda Racing Days

Alexandre Borges foi o grande vencedor do Guarda Racing Days, o maior espetáculo automóvel de sempre na cidade, realizado numa pista e num local inédito, com milhares de espectadores a revelar satisfação evidente. Razões que levam o município da Guarda e o Clube Escape Livre a dar como cumpridos os seus objetivos e a pensar já numa próxima edição. O evento decorreu neste fim de semana, 13 e 14 de julho, na cidade mais alta.
Foram dois dias de adrenalina, de treinos e de provas, de pó, de calor e de uma encosta cheia de público para assistir às rápidas passagens desta Especial. O sábado foi dedicado ao reconhecimento da pista e aos treinos livres que revelaram não apenas as aptidões dos pilotos, como a sua competitividade. Depressa o limite dos 3 minutos para perfazer as duas passagens em pista se tornou uma referência para os mais rápidos, destacando-se, abaixo deste tempo, Pedro Rabaço, em kartcross, Fernando Peres, em Mitsubishi, e Alexandre Borges, em Semog, que em todos os treinos posteriores passou a liderar a tabela, dando sinais de ser forte candidato ao título.
O domingo foi o grande dia do evento. Após uma manhã de warm-up, a verdadeira competição começou logo após o almoço. A prova disputou-se em duas mangas. Em pista, competiram três carros de cada vez, com ordem de partida de alguns segundos de diferença, criando uma dinâmica excecional de perseguição, adrenalina e espetáculo para público e pilotos.
Não apenas a velocidade e a cronometragem contaram, como acima de tudo, as manobras dos diferentes tipos de veículos, o ronco dos motores, a sua capacidade de curvar nos “ganchos”, os saltos e o comportamento diferente dos diversos carros. Destacaram-se, entre outros, a potência e o ronco do Mitsubishi Evo de Manuel Correia, capaz de levantar a terra da pista, ou o Renault 4L de Pinto dos Santos e Nuno Rodrigues da Silva, que chegou a curvar em duas rodas.
Entre as curiosidades do evento, ficam a estreia do Mini Rali Raid de Rui Sousa, que na manga final acabou por capotar, e o facto do piloto começar na Guarda as suas comemorações de 25 anos de carreira em equipa com Carlos Silva. Fica também a estreia do campeão de ralis Armindo Araújo a conduzir um SSV, e sempre em primeiro lugar da categoria. Curiosa é também a participação do mais novo piloto, pela equipa Motofil, Gonçalo Novo, de apenas 13 anos, que ainda assim não se afastava muito dos outros pilotos.
A importância e o desafio desta prova podem ser confirmados pelo facto de atuais e antigos campeões nacionais terem marcado presença na foto de família, onde não compareceram José Cruz, Hugo Lopes e José Gomes.

Chegados ao fim das duas mangas competitivas e encontrados os mais rápidos, a organização quis reunir os melhores pilotos de cada categoria, realizando duas eliminatórias e uma finalíssima, uma forma de adicionar ainda mais espetáculo.
A primeira meia-final foi disputada entre as categorias de Ralis e Off Road. A luta entre Fernando Peres e Alexandre Borges foi renhida, e os pilotos deram tudo e o que tinham, com Alexandre Borges a conseguir 2:49.978 minutos, apenas menos um segundo do que Fernando Peres. Na segunda meia-final alinharam os vencedores das categorias Todo Terreno e SSV, ou seja, Manuel Correia, no potente Mitsubishi Evo, e Armindo Araújo, em Can-Am, que acabou por sentir problemas de direção a meio do traçado, acabando por abandonar a prova. Manuel Correia conseguiu 3:04.188 minutos.
A finalíssima reuniu, assim, Manuel Correia e Alexandre Borges, uma luta à primeira vista inglória para o peso do potente Mitsubishi, mas equilibrada e justa do ponto de vista de espetáculo, de velocidade e adrenalina.
Além da vitória absoluta de Alexandre Borges, houve ainda lugar a classificações por categorias, destacando-se 12 nomes: em Ralis, Fernando Peres, José Cruz e Hugo Lopes; no Todo Terreno, Manuel Correia, Rui Sousa e David Spranger; no Off Road e Kartcross Alexandre Borges, Pedro Rabaço e Sérgio Bandeira, e nos SSV, Armindo Araújo, Pedro Leal e Pedro Matos Chaves.
A organização está plenamente satisfeita com esta edição do Guarda Racing Days. Para o presidente da Câmara Municipal, Carlos Chaves Monteiro, “Era algo que a Guarda já precisava para animar a cidade, não só os amantes do desporto automóvel, mas todos os guardenses e com o Clube Escape Livre conseguimos esse objetivo. Acredito que lançámos a semente de um grande evento desportivo para a Guarda e queremos que no futuro o continue a ser, se torne ainda mais abrangente, não só os que vivem na Guarda como aqueles que queremos atrair cada vez mais.”
O Guarda Racing Days foi uma organização da Câmara Municipal da Guarda com o Clube Escape Livre e teve o patrocínio da AFN, Grupo Matos & Prata, Isuzu, Intermarché, Via Rápida, LIM, Best Travel, Roamer, Adega Cooperativa de Figueira de Castelo Rodrigo e SPAL. Contou com o apoio institucional da Natura IMB Hotels, Instituto Politécnico da Guarda e Associação de Bombeiros Voluntários Egitanienses, e o apoio à divulgação da RFM, Localvisão Guarda, Razão Automóvel, Diário de Coimbra, Jornal A Guarda, Diário de Viseu, Loba, Rádio Altitude e Terras da Beira.

 

Scroll To Top
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com