Terça-feira , Maio 17 2022
ÚLTIMAS
Home / MONTANHA / Breves Rampa da Falperra I
Breves Rampa da Falperra I

Breves Rampa da Falperra I

Luís Silva: “foi na Falperra que percebi ser mais rápido na Montanha do que nos circuitos”

O famalicense procura na 41ª Altice Rampa Internacional da Falperra a quarta vitória consecutiva da época entre os Legends. Tripulando o BMW M3 da Famaconcret, Luís Silva quer ainda tentar bater o seu record pessoal da rampa.

O craque recorda com emoção “o fascínio que desde muito jovem sempre me provocou toda a festa na Falperra. Eu vibrava intensamente com os pilotos, especialmente com o Andrés Vilariño e sonhava um dia participar”.

Tal oportunidade aconteceria em 2010, então aos comandos de um FIAT Punto 85, carro utilizado no saudoso Desafio Único FEUP2.

“Foi a minha estreia na Falperra e logo no ano em que assinalou o regresso da rampa, após vários anos sem esta festa única. Curiosamente, logo nessa estreia, percebi que eu era mais forte na montanha do que nos circuitos e que adorava competir neste tipo de provas”, lembra Luís Silva.

Nascia assim uma carreira fulgurante que transformou Luís Silva nos dos consagrados da modalidade. Ninguém fica indiferente à fabulosa condição do agora designado “Canhão de Famalicão”, sendo de realçar que o seu belo BMW M3 pintado com as cores da Famaconcret é também hoje um carro icónico da modalidade.

Para esta 41ª Altice Rampa Internacional da Falperra, Luís Silva assume que tem como objetivos primordiais “continuar invicto nos Legends e, se possível, melhorar os tempos das edições anteriores”, revelando que “o traçado da Falperra é um desafio muito particular para mim. É muito rápido e quero aproveitar a parte inicial para ganhar terreno à concorrência, pois a parte mais rápida não é nada favorável do meu carro”.

Será um fim-de-semana intenso pois “é uma rampa especial porque é mítica, com uma mole humana impressionante a apoiar e, por ser perto, vou ter amigos e família presentes”.

Joaquim Teixeira: “na Falperra, seja no europeu, seja no CPM, queremos estar no pódio final!”

É com enorme ambição que o piloto do Cupra TCR da JT59 Racing Team/Bompiso encara a edição 2022 da 41ª Altice Rampa Internacional da Falperra.

Foi em 1994 que Joaquim Teixeira correu pela primeira vez na Falperra. Então, aos comandos de um pequeno Toyota Starlet, este consagrado nome forte da Montanha iniciava uma relação intensa com o traçado bracarense em particular e com a modalidade em geral, que dura até hoje e com pleno sucesso.

Desta feita, o “Demolidor de Trás-os-Montes” apresenta-se à partida da 41ª Altice Rampa Internacional da Falperra como uma dupla missão, pois para além da habitual refrega pelo domínio na Categoria Turismo e na Divisão 2 do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group, o piloto e “patrão” da JT59 Racing Team/Bompiso vai enfrentar o musculado pelotão do Europeu de Montanha, tendo o seu Cupra TCR inscrito no Grupo 3 da Categoria 1 do EHC.

E é assertivo nos seus alvos: “o objetivo é lutar pelos pódios no EHC e no CPM. Sei que não será fácil. NO Europeu terei adversários muito fortes no Grupo e na categoria. Quanto à luta no CPM, a Categoria Turismo e a minha Divisão 2 vão estar ainda mais fortes, pois novos pilotos se juntam à discussão. Fico muito feliz, como piloto e como dirigente. A lista de inscritos é de luxo e o nosso campeonato bem o merece!”, referindo ainda que “claro que a minha atenção prioritária está centrada na discussão dos títulos em que estou envolvido no CPM. O Europeu é um extra, mas não enjeitarei as oportunidades que surjam”.

O laureado craque transmontano gosta muito “da Falperra. O traçado é muito rapido e é necessário muito coração para fazer algumas zonas. A moldura humana é o principal, porque são entusiastas e passam-nos o calor da emoção, motivando-nos a dar o melhor espetáculo possível!”.

Alexandra Rino: “a Falperra vai ser um grande desafio para mim”

A prova internacional organizada pelo Clube Automóvel do Minho vai ser mais uma grande oportunidade para Alexandra Rino evoluir, nesta sua época de estreia “entre os grandes”.

E está na hora da mais nova do Clã Rino se estrear num evento internacional.

Alexandra Rino fará na 41ª Altice Rampa Internacional da Falperra apenas a sua 3ª prova desta primeira temporada integrada no Campeonato de Portugal Legends de Montanha.

A jovem de Porto de Mós chega à Falperra no 8º lugar da tabela pontual absoluto dos Legends, estando no 3º posto do Grupo L99, posições muito satisfatórias para uma estreante absoluta no campeonato.

Confiando uma vez mais no VW Golf GTI MKIII preparado pela FRPOWER, Alexandra Rino antevê “uma rampa com mais dificuldades, tanto no que respeita ao traçado, como a nível da competição, pois vou enfrentar mais de uma dezena de adversários. Será, por isso, muito desafiante!”, assumindo a piloto que tem como objetivo principal “conseguir fazer bons tempos e ter uma boa classificação no final, esperando que tal me coloque dentro do Top 10”.

&nbsp

Scroll To Top
Posting....