Sábado , Dezembro 15 2018
ÚLTIMAS
Home / RALI / BRUNO MAGALHÃES MEDIU ANDAMENTOS NUM RALI MUITO COMPETITIVO
BRUNO MAGALHÃES MEDIU ANDAMENTOS NUM RALI MUITO COMPETITIVO

BRUNO MAGALHÃES MEDIU ANDAMENTOS NUM RALI MUITO COMPETITIVO

TUDO EM ABERTO NA CORRIDA AO TÍTULO EUROPEU

 

 

 

 

 

Bruno Magalhães e Hugo Magalhães levaram o Skoda Fabia R5 da ARC Sport ao 5º lugar do Rali de Roma, mantendo intactas as suas aspirações na conquista do ERC 2018. Agora no 2º lugar do campeonato, a apenas 9 pontos do líder, a dupla portuguesa passou por uma das mais competitivas provas de asfalto da Europa, tirando conclusões importantes.

 

Este foi um excelente barómetro para avaliar a qualidade que existe no Campeonato da Europa de Ralis. Para além da forte concorrência que enfrentamos em todas as provas, tivemos de defrontar a alta qualidade dos concorrentes italianos. Lamentamos os problemas do primeiro dia de prova, que nos impediram de fazer melhor, apesar de termos encontrado um bom ritmo em alguns troços, depois das devidas afinações. O balanço acaba por ser positivo, só não é excelente, por não ter conseguido chegar ao pódio. Em relação ao campeonato a luta mantem-se, e o nosso objetivo imediato é arranjar apoios para a próxima prova”, concluiu Bruno Magalhães, vice-campeão da Europa de Ralis.

 

 

 

ALOÍSIO MONTEIRO E EMMA FÁLCON VOLTARAM AO RALI

 

 

Aloísio Monteiro em Skoda Fabia R5 e Emma Fálcon num Citroen DS3 R3, foram os outros concorrentes que contaram com o apoio da ARC Sport nesta edição do Rali de Roma. Ambos regressaram à prova no segundo dia ao abrigo do “Super Rali”, depois de terem abandonado na etapa inaugural. Aloísio Monteiro, que nesta prova teve Sancho Eiró como navegador, saiu de estrada no primeiro dia, tendo sentido problemas na caixa de velocidades do Skoda na parte final do rali.

 

 

 

 

 

 

 

Emma Fálcon e Eduardo González, também sentiram problemas na caixa de velocidades do Citroen, mas regressaram para terminar uma das provas que a piloto espanhola mais gosta: “pelo menos foi melhor que no ano passado, pois conseguimos terminar, com o 2º lugar entre as senhoras. Para além dos problemas com o apoio da caixa de velocidades, também sentimos falta de potência no motor. Mas este Rali de Roma é uma prova que gosto bastante, e foi um prazer ter estado de novo em Roma”; disse Emma Fálcon.

 

Para a ARC Sport este não foi o desfecho ideal do Rali de Roma, mas a prestação de Bruno e Hugo Magalhães deixa a luta pelo título em aberto.

 

“Foi um fim de semana com alguns imprevistos próprios do desporto automóvel. Não correu como o previsto, mas continuamos na luta pelo título. O campeonato italiano é o mais forte da Europa, e tendo em conta a fortíssima concorrência que esteve presente, até acabou por ser um bom resultado para o Bruno e o Hugo, que estiveram em bom plano. De realçar também o espirito competitivo evidenciado tanto pelo Aloísio, como pela Emma, que depois de desistirem, não hesitaram em voltar à prova. Toda a equipa respondeu da melhor forma a todas as solicitações, e para eles deixo os meus sinceros parabéns” concluiu, Augusto Ramiro.

 

Depois do Rali de Roma, o russo Lukyanuk voltou ao comando de ERC 2018 com 120 pontos, seguido por Bruno Magalhães, que soma agora 111 pontos. O 3º classificado Herczig conta apenas com 62 pontos. A próxima prova é o Rali Barum na República Checa, agendado para 24 a 26 de agosto.

 

 

 

 

 

Scroll To Top