Quinta-feira , Fevereiro 20 2020
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno AM|48 apresentado
Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno AM|48 apresentado

Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno AM|48 apresentado

Beja foi o palco escolhido para a primeira prova de fogo, que entre os dias 7 e 9 de fevereiro vai receber 150 concorrentes, um número de inscritos bastante avultado e que há muitos anos não se registava, para a Baja TT Vindimas do Alentejo.

Uma época cheia de novidades para 2020, com duas novas provas a fazer parte do calendário nacional. Foi com esta certeza que o pequeno auditório do Núcleo Central do Taguspark voltou a abrir portas para a apresentação da nova temporada da modalidade, que contou com a presença de Ni Amorim, Presidente da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting, bem como do promotor, a Movielike, do patrocinador, a AM|48, dos clubes organizadores e de pilotos da modalidade.

Antes de passar a palavra aos clubes organizadores das provas, Pedro Falé agradeceu a presença de todos os presentes, lembrando Paulo Gonçalves, o piloto português que perdeu a vida na última edição do Dakar, na Arábia Saudita, a fazer aquilo que melhor sabia fazer: correr. Pedro Falé aproveitou ainda a ocasião para informar que 2020 será um ano em pleno, com a possibilidade de nascer um conceito inovador de televisão, que permitirá a transmissão diária de quatro a seis horas dedicadas aos desportos motorizados.

Para Ni Amorim: “este ano temos condições, a todos os níveis, para termos um dos melhores campeonatos dos últimos anos”. Durante a apresentação do Campeonato de Todo-o-Terreno AM|48, o presidente da FPAK relembrou que foi com natural satisfação que se verificou,  de acordo com o relatório de Impacto Mediático do Automobilismo e Karting elaborado pela Cision no final de 2019, um retorno total acumulado superior a 60 milhões de euros, valor que representa um aumento de 50%, face aos cerca de 40 milhões contabilizados em período homólogo do ano anterior. Contas que não tiveram o crédito das provas de todo-o-terreno, face ao reduzido número de provas, cenário esse que está prestes a mudar. “Acho que o nosso país merece, nós temos um parque automóvel absolutamente fora de série na área de todo-o-terreno e depende muito de nós um bom Campeonato em 2020”.

A questão da segurança foi novamente um dos temas fulcrais, com Alejandro Martins, CEO da AM48 a alertar para as ações que põem em risco a vida dos pilotos. “Hoje em dia se tivermos um acidente num percurso, numa corrida, acho que provavelmente demoraríamos horas dentro de um carro até sair de lá. Há situações no meio da serra, está a chover, não vai lá nenhum meio terrestre. Acho que tem de haver mais segurança, pensar um bocadinho nisto, nos pilotos. Temos o Campeonato mais competitivo da Europa, senão o maior do Mundo”.

A primeira prova da época é já a Baja das Vindimas do Alentejo, de 7 a 9 de fevereiro. Para Humberto Silva: “estão montados os ingredientes para a nova época”. Esta Baja vai ter as honras de ser a primeira prova do Campeonato de Portugal de Todo-o-terreno AM|48 2020 para os Autos, bem como de fazer parte da 1ª edição da Taça de Portugal para SSV´s, Motos e Quads.

Tal como referimos a cerimónia de apresentação do Calendário de Todo-o-Terreno AM48 contou ainda com a presença de alguns clubes, pilotos e aficionados, entre eles, Orlando Romana (ACP), Nuno Almeida Santos (Escuderia Castelo Branco) e Carlos Medinas (Sociedade Artística Reguenguense).

 

Scroll To Top