Quarta-feira , Setembro 18 2019
ÚLTIMAS
Home / RALI / Cardeira 2.º no Terras d’Aboboreira
Cardeira 2.º no Terras d’Aboboreira

Cardeira 2.º no Terras d’Aboboreira

Rafael Cardeira e André Couceiro concretizaram o objetivo de subir ao pódio no Rali Terras d’Aboboreira, sétima prova do Campeonato de Portugal de Ralis. O piloto do Sporting Clube de Portugal alcançou ao segundo lugar da classe RC3, sendo quartos classificados entre os inscritos no Campeonato de Portugal de Ralis Duas Rodas Motrizes. Mais um bom resultado para Rafael Cardeira nesta temporada em que se estreia aos comandos do Renault Clio R3T.

Depois de um início de Rali Terras d’Aboboreira conturbado, onde devido a acidentes de outros concorrentes Rafael Cardeira não teve oportunidade de realizar o Shakedown, a prova propriamente dita começou de forma tranquila para o piloto marinhense que terminou o primeiro dia na terceira posição entre os RC3. “O nosso principal objetivo é o de somar o máximo número de quilómetros no Renault Clio R3T e, infelizmente, não conseguimos realizar o shakedown que nos daria outra confiança para o arranque da prova. No entanto terminámos o primeiro dia bem posicionados e, sempre com algumas cautelas. Atacámos o segundo dia com muita vontade de fazer mais e melhor”, começou por explicar.

No segundo dia, e beneficiando dos azares de alguns concorrentes diretos, Rafael Cardeira acabaria por subir mais uma posição na classe RC3, acabando no entanto por perder algumas posições à Geral devido a um ligeiro despiste na última especial do rali, sem consequências para o Renault Clio R3T. “Acabámos por imprimir um ritmo confortável no segundo dia que nos fez subir algumas posições à Geral. Tirámos partido de azares de adversários e apostámos num final de rali mais cauteloso. Ainda assim, na última especial um ligeiro despiste fez-nos perder algumas posições à Geral. Pequenos detalhes que fazem parte dos ralis. Estamos muito satisfeitos com o nosso trabalho durante a prova, os objetivos estão a ser cumpridos.”

Recorde-se que por cada quilómetro cronometrado disputado o piloto doa 1€ ao Atlas – People Like Us. Nesta prova, apesar de não se ter cumprido o 10.º troço do rali, Rafael Cardeira doará a totalidade dos quilómetros previstos no regulamento, que totalizam 104,30€.

O próximo desafio de Rafael Cardeira é o Rali Vidreiro Centro de Portugal, uma prova sempre especial para o jovem piloto da Marinha Grande que corre em casa. “A minha prova de eleição é o Rali Vidreiro, em casa. Correr na minha cidade é uma motivação extra e estou desejoso que chegue o dia 4 de Outubro para dar início a mais uma aventura.” O Rali Vidreiro contará com um percurso renovado com 382,66km de extensão, dos quais 119,90 cronometrados.

 

Scroll To Top