Segunda-feira , Maio 27 2019
ÚLTIMAS
Home / RALI / Carlos Fernandes e Valter Cardoso vencem Rali de Santo Tirso

Carlos Fernandes e Valter Cardoso vencem Rali de Santo Tirso

A dupla Carlos Fernandes / Valter Cardoso sagraram-se vencedores da edição 2018 do Rali de Santo Tirso, prova que contou com mais de uma centena de equipas à partida.

O resultado da equipa do Mitsubishi Lancer Evo VI começou a ser construído logo na super-especial de 6ª feira à noite perante uma multidão de quase 10.000 pessoas, batendo os adversários por uma margem significativa. No dia de hoje o piloto de Sintra dilatou o seu avanço na maioria dos troços, mas viu Luís Delgado / André Carvalho revelaram-se extremamente rápidos nas três passagens de Refojos / Assunção.

No final a diferença entre Carlos Fernandes e Luís Delgado foi de 4,9s, mas o piloto do Citroen C2 S1600 mostrou-se pouco conformado com o 2º posto, acreditando que o tempo atribuído pela organização na segunda passagem por Refojos / Assunção a diversas equipas (incluindo Carlos Fernandes) em virtude de uma neutralização o impediu de conseguir a primeira vitória em Santo Tirso. A Direcção de Prova atribuiu os tempos tendo em conta a equidade desportiva de todas as equipas que estavam em prova, sem distinções. Contudo, Delgado somou a pontuação máxima para o Campeonato Norte de Ralis.

André Cabeças / Bino Santos levaram a melhor na luta pelo 3º lugar no rali, superando da melhor forma os problemas de turbo que sofreram no Mitsubishi Lancer Evo IX da parte da manhã. Cabeças ficou a 1m10,1s do vencedor. André Ferreira / Aberto Silva registaram o 4º lugar com o Peugeot 208 R2 a 1m13,5s, ao passo que Bruno Costa / José Janela fecharam o “top five” com o Mitsubishi Lancer Evo VI a 1m34,8s.

Depois de uma prova aguerrida João Alves / José Rodrigues colocaram o Peugeot 106 no 6º lugar. Paulo Caldeira / Ana Gonçalves em adaptação ao Citroen DS3 R5 conseguiram o 7º lugar. Sempre muito rápido em Santo Tirso, Nuno Alves navegado por Bruno Machado colocou o Citroen AX num excelente 8º posto, uma posição à frente do Skoda Fabia TDi de Augusto Costa / Susana Silva.

Com a desclassificação de Amaro Melo devido a peso irregular no BMW M3, Fernando Peres / José Pedro Silva acabaram promovidos ao 10º posto depois de uma prova que não correu de feição à equipa do Porto. Vítor Pascoal viu-se impedido de continuar a lutar pelo “Top5” quando ainda de manhã se partiu um disco de travão do Porsche 997 GT3

Na estreante Copa 106 a vitória ficou nas mãos de Fábio Paço / Pedro Alves, ao passo que a também estreante Challenge 1000 Filipe Leite / José Carlos Silva foram os vencedores.

 

Scroll To Top