Domingo , Dezembro 16 2018
ÚLTIMAS
Home / RALI / Carlos Fernandes/Portugal Ribeiro e Mário Ferreira/Nuno Morais vencem o Sousel Super Rali
Carlos Fernandes/Portugal Ribeiro e Mário  Ferreira/Nuno Morais vencem o Sousel Super Rali

Carlos Fernandes/Portugal Ribeiro e Mário Ferreira/Nuno Morais vencem o Sousel Super Rali

 

 

No passado Sábado, fez-se história em Sousel pois pela primeira vez se juntaram carros de rali, todo-o-terreno e SSVs numa mesma prova, garantindo emoções fortes para os muitos espectadores que escolheram vir até à vila alentejana para assistir à rentrée automobilística após o verão de 2018.

 

Organizado sob a égide da Câmara Municipal de Sousel e da Associação Sousel em movimento o Clube de Motorismo de Setúbal, levou a cabo o Super Rali de Sousel, que juntou nas mesmas pistas, carros de Rali, veículos de TT e os SSV, numa competição que seguiu as regras de um rali e deu como vencedores absolutos, Carlos Fernandes/Portugal Ribeiro (Mitsubishi Lancer EVO 6) entre a categoria de carros/TT, Mário Ferreira/Nuno Morais (CANAM XR3), entre os SSV e em que o melhor veículo de TT – incluído nas classes admitidas pela FPAK . foi a dupla Bruno Rodrigues/Rui Maniés,  com um Mazda CX5 Proto.

 

A prova tinha um total de seis provas de classificação, todas em piso de terra (cerca de 40 Km no total) às quais se juntava uma Super Especial complementar, desenhada na zona industrial na vila, que serviu para final de festa e antecedeu a consagração dos pilotos no pódio.

 

Foi um rali muito disputado entre as diversas categorias, pois apesar de ter quase sempre alguma superioridade entre os carros e os TT, Carlos Fernandes teve bastante luta inicial por parte de Carlos Martins/Daniel Amaral, que ganharam a PEC 2 e se colocaram apenas a um décimo dos futuros vencedores, antes de serem forçados a abandonar.

 

Entre os TT, depois de um bom arranque de Alexandre e Rui Franco, a luta pela primazia na categoria, passaria para as mãos de Bruno Rodrigues/Rui Maniés e Sergio Palminha/Rafael Lutas, com alguns ataques esporádicos e inconstantes de Nuno Madeira/Pedro Colaço, Diogo Vieira/Paulo Correia e do regressado Tucha, acompanhado por Paulo Loureiro.

 

No que se refere aos SSV, João Dias e João Filipe, “voaram” enquanto estiveram em prova, mas depois de desistirem, foi Francisco Guedes que assumiu o comando, até uma transmissão ceder e deixar a vitória para a dupla Mário Ferreira/Nuno Morais, à frente de Álvaro Oliveira/Mario Parto e Filipe Barreiros/Jorge Rainha.

 

A conclusão que se tira, depois da realização desta prova inédita, é a de que as três categorias são perfeitamente compatíveis e de que os SSV, já fazem frente aos veículos TT e podem aproximar-se bastante dos melhores carros de ralis.

 

O Sousel Super Rali, marcou a diferença na competição automóvel nacional e com uma ligeira adaptação das regras do jogo, pode permitir que as equipas não tenham dúvidas em termos regulamentares, bastando para tal conhecerem os regulamentos e – alguns – não pensarem como habitualmente que os erros cometidos, serão resolvidos depois. A fórmula resulta, é do agrado de todos e para os organizadores do CMS o Alentejo – e o sul do país – é a zona ideal, para o seu desenvolvimento.

 

O Sousel Super Rali deverá continuar para o próximo ano, com o apoio da Câmara Municipal de Sousel e da Associação Sousel em movimento. Terminou em festa, no recinto da romaria da N.S. da Orada, com todos os pilotos premiados e com a consagração particular de Carlos Fernandes / Portugal Ribeiro, como vencedores do Troféu Vila de Sousel, atribuído à equipa mais rápida de entre as três categorias presentes.

 

 

 

 

 

 

CLASSIFICAÇÕES FINAIS:

 

 

Scroll To Top